Guia da Semana

Os casais gays mais marcantes do cinema

Relembre 12 casais gays que emocionaram nas telonas.

No cinema, a relação de amor e cumplicidade homossexual vem sendo retratada há muitos anos. Filmes como "Maurice" (1987) e O "Segredo de Brokeback Mountain" (2005), ambos com a temática gay, foram um sucesso de enredo, bilheteria e crítica.

Confira então a lista das melhores e mais emocionantes histórias de casais gays que o Guia da Semana preparou para você!

Jamie e Ste (Delicada Atração)


O filme conta a história de Jamie e Ste, dois vizinhos e colegas de colégio. Ste mora com o irmão e o pai alcoólatra, que frequentemente o espanca. Jamie mora com a mãe, que, sensibilizada com os maus tratos ao vizinho, convida-o para ficar em sua casa, no quarto do filho. Com essa aproximação, surge um caso de amor verdadeiro entre os dois garotos.

Jack e Ennie (O Segredo de Brokeback Mountain)


Aclamado pela crítica, "O Segredo de Brokeback Mountain" recebeu dezenas de indicações à prêmios consagrados e venceu outros tantos, como o Oscar de melhor direção e o Leão de Ouro de melhor filme. O longa conta a história de Jack Twist e Ennie Del Mar, dois jovens que se conhecem no verão de 1963, após serem contratados para cuidar de ovelhas em Brokeback Mountain. Vivendo isolados por semanas, eles se tornam cada vez mais amigos e iniciam um relacionamento amoroso.

Armand e Nathan (A Gaiola das Loucas)


Indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro, o filme "A Gaiola das Loucas" conta a historia do casal Armand e Nathan. Quando o filho adotivo dos dois diz que vai se casar com a filha de um senador, o casal gay precisa lidar com o preconceito da família da moça e fingir que não estão juntos.

Enrique e Ignacio (Má Educação) 


Não é a toa que o filme de Pedro Almodóvar é aclamado pela crítica. O longa conta a emocionante história dde Enrique Goded, um cineasta que passa por um bloqueio criativo e está tendo problemas em elaborar um novo projeto, e Ignacio Rodriguez, seu amigo mais íntimo e o primeiro amor da sua vida. O curioso é que toda a história se passa em um colégio religioso dos anos 60, com o consentimento do Padre.  

Nic e Jules (Minhas Mães e Meu Pai)


O filme vencedor do Globo de Ouro de melhor filme conta a história de Nic e Jules, um casal gay que vive na Califórnia com seus dois filhos, agora adolescentes, frutos de inseminação artificial. Porém, a vida dessa família vira de cabeça para baixo quando os filhos decidem ir atrás do pai biológico.

Maurice e Clive (Maurice)


"Maurice" conta a história do casal Maurice e Clive, que se conheceram em um clube privado de discussões. À medida que se tornavam mais íntimos, ambos percebem que estão se apaixonando, mas evitam confessar a natureza de seus sentimentos, uma vez que a homossexualidade, além de socialmente condenada, ainda era considerada crime na Inglaterra no século XIX.

Leonardo e Gabriel (Hoje Eu Quero Voltar Sozinho)

"Hoje Eu Quero Voltar Sozinho" conta a emocionante história de um menino cego, chamado Leonardo, que está em busca da sua independência. É então que ele conhece Gabriel, fazendo aparecer novos sentimentos sobre ele mesmo e sua sexualidade.

Steven e Jimmy (O Golpista do Ano)

Steven Russell é um policial trapaceiro que decide assumir sua homossexualidade. Entre as fraudes e confusões nas quais ele se mete, o filme ainda mostra seus casos amorosos, como o com o charmoso 

Harvey Milk e Scott Smith (Milk - A Voz da Igualdade)

Como cinebiografia de Harvey Milk, o primeiro gay a alcançar um cargo público nos EUA, o filme também aborda a trajetória pessoal da personagem, incluindo sua paixão com o ativista Scott Smith

Brandon e Lana (Meninos Não Choram)

 

Brendon é uma mulher que decidiu viver como um homem, mantendo o fato em segredo e sofrendo severas consequências por isso. Até que ela encontra Lana, e o casal vive uma das histórias de amor mais emocionantes do cinema.

Chuck e Larry (Eu os Declaro Marido e... Larry)

 

Chuck e Larry são bombeiros e melhores amigos desde a infância. Quando Larry salva o amigo num incêndio, ele resolver pedir um favor estranho para Chuck: por não conseguir registrar os filhos como beneficiários em seu plano de saúde, a não ser que prove que está casado, ele pede a Chuck que finja ser seu “marido”!

Adèle e Emma (Azul é a Cor Mais Quente)

 

Adèle é uma garota de 15 anos que descobre, na cor azul dos cabelos de Emma, sua primeira paixão por outra mulher. Sem poder revelar a ninguém seus desejos, ela se entrega por completo a este amor secreto.

Atualizado em 27 Mai 2015.

Por Redação Guia da Semana
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo revela pôster e primeiras atrações

Vencedores da Palma de Ouro e do Festival de Toronto são destaques entre os filmes confirmados na programação

Estreias da semana: "Mãe!", "Esta é a Sua Morte – O Show" e mais 6 filmes

Suspense de Darren Aronofsky com Jennifer Lawrence promete dividir opiniões

“Ensaio Sobre a Cegueira” tem sessão gratuita com debate no MIS

Filme será acompanhado por bate-papo com historiadora

Final da Copa do Brasil será exibida nos cinemas

Rede Cinemark transmite o jogo ao vivo no dia 27 de setembro

"Tomb Raider" com Alicia Vikander no papel de Lara Croft ganha primeiro trailer; assista!

Novo filme da franquia tem estreia prevista para março de 2018

13 objetos de decoração que vão deixar sua casa mais cinéfila

De quadro interativo a almofada para pipoca, confira os itens que não podem faltar no seu cafofo