Guia da Semana

Plataforma de streaming promete entregar filmes em casa no mesmo dia da estreia nos cinemas

Projeto já tem o apoio de nomes como J.J. Abrams e Peter Jackson

Já imaginou poder assistir (legalmente) a um filme em casa no mesmo dia de sua estreia nos cinemas? Uma plataforma chamada “Screening Room”, criada pelo co-fundador da Napster e ex-presidente do Facebook Sean Parker, juntamente com Prem Akkaraju, promete acabar com os tradicionais três meses (ou mais) de espera entre o lançamento na telona e o streaming doméstico, mas a conveniência virá com um custo: a princípio, a ideia é cobrar 50 dólares por filme (que ficará disponível por 48 horas), além de outros 150 dólares para a aquisição do aparelho anti-pirataria que permitirá o acesso às estreias.

A proposta é duplamente arriscada. Primeiro, porque ninguém sabe realmente se o público estará disposto a pagar esse valor. Segundo, porque as redes de cinemas americanas já entraram em diversas disputas com canais de televisão e streaming (Netflix sendo o caso mais recente) pelo direito de exibir os filmes antes de todas as outras plataformas.

O fim dessa exclusividade é, provavelmente, questão de tempo, mas as redes de cinema ainda são muito influentes junto aos estúdios de Hollywood e, sem o apoio deles, o Screening Room jamais poderia oferecer aos seus clientes o que eles realmente querem – que são os grandes blockbusters. Felizmente (para Parker e Akkaraju, pelo menos), grandes nomes da indústria já se mobilizaram a favor do projeto, alegando que ele ajudaria a ampliar o acesso aos filmes (atingindo pessoas que não têm tempo para ir ao cinema, mas gostariam), ao invés de prejudicar o mercado exibidor.

Estratégia

A estratégia do grupo para ganhar o apoio das redes, porém, é bem agressiva. Além de oferecer aos cinemas uma porcentagem generosa dos lucros, existe a promessa de presentear os clientes com dois ingressos para cada filme alugado – assim, os cinemas ainda podem lucrar sobre o consumo desses espectadores. Vale lembrar que, nos Estados Unidos, a média do preço de um ingresso de cinema gira em torno de oito dólares.

Martin Scorsese, Steven Spielberg, Peter Jackson, J.J. Abrams e Ron Howard estão entre os nomes que já se pronunciaram a favor da novidade. Ainda não há previsão para o lançamento do serviço.

Atualizado em 14 Mar 2016.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

22 filmes para ver por até R$ 4 no Dia do Orgulho Nerd

"Batman: O Cavaleiro das Trevas" e "Harry Potter e as Relíquias da Morte" estão em cartaz por preços reduzidos

7 motivos para assistir ao novo “Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar”

Quinto filme da série chega aos cinemas nesta quinta-feira, 25 de maio

Filme "Extraordinário", com Julia Roberts e Jacob Tremblay, ganha trailer emocionante

Longa inspirado no best-seller de R.J. Palacio estreia em novembro

20 Filmes que você vai querer ver nos cinemas em junho

"Mulher Maravilha", "A Múmia" e "Meu Malvado Favorito 3" estão entre os destaques do mês

Mostra itinerante exibe "Up - Altas Aventuras" e outros três filmes de graça em São Paulo

“Up – Altas Aventuras” e “O Sorriso de Monalisa” estão no cardápio do Cinemóvel Carrefour

Continuação de "Mamma Mia" é confirmada

Intitulado "Here We Go Again!", filme estreia em 2018