Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

“Rush” explora rivalidade entre pilotos de Fórmula 1

História real de Niki Lauda e James Hunt inspira novo filme de Ron Howard.

Chris Hemsworth e Daniel Bruhl protagonizam uma rivalidade histórica em Rush (Divulgação)

Os fãs de Fórmula 1 têm motivos de sobra para correr aos cinemas a partir do próximo dia 13. É quando estreia Rush – No Limite da Emoção, novo filme de Ron Howard sobre um dos personagens mais intrigantes da história do esporte: o piloto Niki Lauda.

+ Veja salas e horários para assistir ao filme
+ Confira as estreias da semana nos cinemas
+ Conheça 7 filmes sobre Fórmula 1

O austríaco, que foi campeão mundial pela Ferrari em 1975 e 77 e pela McLaren em 1984, ficou tão conhecido pelas suas vitórias, quanto pelo acidente que sofreu na pista de Nurburgring (Alemanha) em 1976 e que queimou parte da sua cabeça e pulmões. Obstinado, ele voltou às pistas pouco depois para conquistar o campeonato.

Só por isso, Howard já teria uma história pronta nas mãos. Mas o diretor de Frost/Nixon (2008) não quis escolher o caminho do melodrama e, ao invés disso, apostou novamente na tensão humana para conduzir a história. O filme gira em torno da rivalidade quase doentia entre Lauda e o americano James Hunt.

Daniel Bruhl e Chris Hemsworth em Rush - No Limite da Emoção

Enquanto o piloto da Ferrari é interpretado por Daniel Bruhl como frio, disciplinado, metódico e nada atraente, Hunt tem o peso de um Chris Hemsworth: sedutor, passional, irresponsável nas pistas e fora delas. Os dois pilotos se estranham desde a primeira corrida e, a partir de então, nunca mais deixam de perseguir um ao outro.

O ódio sincero com que a relação entre eles é retratada não deixa dúvidas: eles jamais serão amigos, apenas irão se respeitar como profissionais. Essa opção pela realidade “nua e crua” é o que dá o tom ao filme: no lugar de motores pulsantes, vemos as marchas e as engrenagens em funcionamento; no lugar da glória, a iminência da morte.

Niki Lauda e James Hunt

Rush – No Limite da Emoção talvez seja mais aflitivo do que emocionante, como o título em português tenta sugerir. Howard é bastante naturalista na representação das corridas e, especialmente, do período de Lauda no hospital (é preciso ter estômago). Mas o resultado impressiona pela força dos personagens e pela dor que eles não admitem ter.

Assista se você

  • É fã de Fórmula 1
  • Quer ver uma história de competição
  • Procura um filme diferente sobre corridas

Não assista se você

  • Não gosta de Fórmula 1
  • Quer ver uma história tocante de superação
  • Espera ver um filme ao estilo “Velozes e Furiosos”

Por Juliana Varella

Atualizado em 12 Set 2013.

Mais notícias

"Cine África Em Casa" exibe filmes africanos com bate-papo virtual; saiba mais!

Cinema

Cinemas drive-in começam a funcionar em São Paulo; veja endereços e mais detalhes

Cinema

Arena Estaiada Drive-In inaugura em São Paulo nesta sexta-feira (12); saiba mais sobre ingressos e sessões

Cinema

Cinema drive-in voltou; veja onde encontrar no Brasil

Cinema

Plataforma de cinema online inova ao exibir filmes inéditos e exclusivos; saiba tudo!

Cinema

5 motivos para conferir o festival de cinema online "We Are One: A Global Film Festival"

Cinema