Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

Sangue Azul leva o troféu Redentor no Festival do Rio 2014

Longa pernambucano ganhou três prêmios, incluindo o de melhor diretor.

Lírio Ferreira e Fellipe Barbosa, vencedores do prêmio do júri e do voto popular (Divulgação/Festival do Rio)

O cinema pernambucano desabrochou. Alguns dos maiores títulos do cinema nacional recente vieram dali, trazendo novas perspectivas e um olhar questionador, tradicional e fresco ao mesmo tempo. Não surpreende, portanto, que seja um pernambucano o grande vencedor do Festival do Rio 2014: Sangue Azul, de Lírio Ferreira, levantou o troféu Redentor na noite de ontem, 8 de outubro.

Estima-se que mais de 250 mil espectadores tenham prestigiado o festival carioca, que trouxe, entre os títulos mais concorridos, obras como “Garota Exemplar” (David Fincher), “Boyhood” (Richard Linklater) e “Mr. Turner” (Mike Leigh).

O filme de Ferreira ganhou, além do prêmio de Melhor Filme, também o de Melhor Diretor e Ator Coadjuvante (Rômulo Braga). O Melhor Ator eleito pelo júri foi Matheus Fagundes, de “Ausência”, e a melhor atriz foi Bianca Joy Porte, de “Prometo Um Dia Deixar Essa Cidade”. Já o público escolheu “Casa Grande”, de Fellipe Gamarano Barbosa, como o melhor longa de ficção.

A edição deste ano inaugurou um prêmio novo, o Felix, entregue aos destaques na temática LGBT – os filmes não foram separados numa categoria própria, mas espalhados junto com os outros competidores. “Xenia”, de Panos H. Koutras, ganhou o Felix de Melhor Ficção.

Confira a lista completa de premiados do Festival do Rio 2014:

 

Première Brasil

JÚRI OFICIAL

Presidido por Karim Ainouz e composto por Andrea Barata Ribeiro, Malu Mader, Maurizio Braucci e Mike Downey.

 

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO – SANGUE AZUL, de Lírio Ferreira

MELHOR LONGA-METRAGEM DE DOC – À QUEIMA ROUPA, de Theresa Jessouroun

MELHOR CURTA-METRAGEM - BARQUEIRO, de José Menezes e Lucas Justiniano

MELHOR DIRETOR DE FICÇÃO – LÍRIO FERREIRA ( SANGUE AZUL)

MELHOR DIRETOR DE DOC - Theresa Jessouroun (à QUEIMA ROUPA)

MELHOR ATRIZ – BIANCA JOY PORTE (PROMETO UM DIA DEIXAR ESSA CIDADE)

MELHOR ATOR – MATHEUS FAGUNDES (AUSÊNCIA)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE – FERNANDA ROCHA (O ÚLTIMO CINE DRIVE-IN)

MELHOR ATOR COADJUVANTE – RÔMULO BRAGA (SANGUE AZUL)

MELHOR FOTOGRAFIA -  ANDRÉ BRANDÃO(OBRA)

MELHOR MONTAGEM - Luisa Marques ( A VIDA PRIVADA DOS HIPÓPOTAMOS)

MELHOR ROTEIRO - Murilo Salles (O FIM E OS MEIOS)

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI - AUSÊNCIA, de Chico Teixeira

PRÊMIO PELO CONJUNTO DA OBRA – OTHON BASTOS

 

NOVOS RUMOS

Juri presidido por Felipe Bragança e composto por Bianca Comparato e Cavi Borges

MELHOR FILME - CASTANHA, de Davi Pretto

MELHOR CURTA – BOM COMPORTAMENTO, de Eva Randolph

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI – DEUSA BRANCA, de Alfeu França

 

PRÊMIO FIPRESCI

Júri composto por Ernesto Diez Martinez, Luiz Zanin e Roni Filgueiras - OBRA, de Gregorio Graziosi

 

JURI VOTO POPULAR:

MELHOR LONGA FICÇÃO: CASA GRANDE, de Fellipe Gamarano Barbosa

MELHOR LONGA DOCUMENTÁRIO: FAVELA GAY, de Rodrigo Felha

MELHOR CURTA: MAX UBER, de Andre Amparo

 

MOSTRA GERAÇÃO: Finn, de Frans Weisz

 

PRÊMIO FELIX:

Melhor Documentário: DE GRAVATA E UNHA VERMELHA, de Miriam Chnaiderman

Melhor Ficção: XENIA, de Panos H. Koutras

Prêmio Especial do Juri: TODA TERÇA-FEIRA, de Sophie Hyde 


Por Juliana Varella

Atualizado em 9 Out 2014.

Mais notícias

7 filmes do diretor David Lynch que você precisa assistir

Cinema

Os melhores filmes infantis de 2019... até agora

Cinema

10 filmes imperdíveis com alienígenas para quem gosta do gênero

Cinema

10 filmes europeus imperdíveis para assistir na Netflix

Cinema

"MIB: Homens de Preto - Internacional", "Dor e Glória" e mais quatro filmes estreiam nesta quinta (13); Confira:

Cinema

Dia dos Namorados? 8 filmes para cultivar o amor próprio

Cinema