Guia da Semana
Cinema
Por Redação Guia da Semana

Se Halle Berry tivesse sete vidas...

Primeira negra a receber o Oscar de melhor atriz, Halle Berry volta às telonas brasileiras no papel indomável Mulher-Gato. Saiba tudo sobre a atriz e garota-propaganda de uma empresa de cosméticos..

Por Meriane Morselli

Em 2002, quando se tornou a primeira atriz negra a conquistar um oscar por sua atuação em A Última Ceia, Halle Berry consagrou uma carreira que começou nas passarelas na década de 80. Quando tinha 17 anos, em 1985, ela venceu seu primeiro concurso de beleza e seguiu como modelo profissional. Atualmente, inclusive, ela é a garota-propaganda da empresa de cosméticos Revlon e empresta sua imagem para peças publicitárias da companhia.

Filha de um enfermeiro e uma psiquiatra aposentados, Halle nasceu em Ohio em 1964 e viu os pais se separarem quando tinha apenas 4 anos. A primeira aparição na tevê foi em 1989, na série Living Dolls. O reconhecimento por seu trabalho começou vir quando ficou dias sem tomar banho para interpretar uma viciada em Febre na Selva (1991), de Spike Lee. Nos anos seguintes, ela apareceu em vários longas em papéis secundários, entre eles O Príncipe das Mulheres, com Eddie Murphy, Os Flintstones e Politicamente Incorreto.

Em 2000, Halle Berry recebeu o Globo de Ouro de melhor atriz para um filme para a tevê por sua interpretação em Dorothy Dandridge - O Brilho de uma Estrela, longa produzido para ser exibido num canal a cabo. A partir daí, ela começou ser convidada para papéis em filmes mais comerciais, como X-Men: O Filme (2000) e A Senha: Swordfish, em que trabalhou ao lado de John Travolta e Hugh Jackman. A indicação ao Oscar chega em 2002 e o prêmio de melhor atriz se tornou um marco para a Academia, afinal foi a primeira intérprete negra a receber a estatueta nesta categoria.

Na época em que ocorreu a cerimônia do Oscar, a atriz já estava envolvida na produção de 007 - Um Novo Dia para Morrer, longa em que viveu a Bond Girl ao lado de Pierce Brosnan. O filme, que comemorou os 40 anos da série, foi o vigésimo da seqüência e teve a maior bilheteria de todos os longas do agente secreto. Sua próxima aparição foi em X-Men 2, com a personagem Tempestade, também tirada dos quadrinhos. Mais recentemente, ela foi vista nos cinemas brasileiros protagonizando o suspense Na Companhia do Medo, com Robert Downey Jr. e Penélope Cruz.

Para interpretar a Mulher-Gato, personagem que até então era coadjuvante nas histórias do Batman, Halle Berry fez aulas de capoeira com um brasileiro. Ela manteve um rígido programa de exercícios e dieta para manter a aparência perfeita no sensual figurino de couro preto. A atriz também teve de aprender a manusear o chicote e a fazer coreografias para as seqüências de luta.

Longe das Câmeras - Apelidada de Hannah Little, Halle Maria Berry é diabética, mede 1,70m e é uma afro-americana mestiça, pois sua mãe era branca. Por sua atuação no filme que lhe rendeu o Oscar, A Última Ceia, a atriz recebeu US$ 100 mil, uma migalha comparado ao cachê de US$ 12,5 milhões de Mulher-Gato. Uma curiosidade de sua carreira é o fato de ela ter recusado o papel que ficou com Sandra Bullock no blockbuster Velocidade Máxima (1994).

Casada duas vezes, ela se divorciou do último marido, o cantor de blues Eric Benet em 2003. Antes, Halle havia vivido quatro anos com o jogador de beisebol David Justice. Embora negue, boatos dizem que a atriz já tem um novo amor, e ele é Benjamim Bratt, seu companheiro de elenco em Mulher-Gato.


Atualizado em 1 Dez 2011.

Mais notícias

Divulgados trailer e pôster inéditos do filme "Cruella"; confira!

Cinema

Resenha: 'En las estrellas'

Cinema

Confira a lista dos indicados ao Oscar 2021

Cinema

Oscar 2021: saiba onde assistir aos filmes indicados

Cinema

10 mostras de cinema online para conferir em março de 2021

Cinema

Mostras de cinema gratuitas e online para conferir em fevereiro

Cinema