Guia da Semana

Guia da Semana

Alessandra, Priscila, Shirlene e Valdênia são garotas que vivem o difícil período de transição entre a adolescência e a vida adulta. Moradoras de Curralinho - uma cidade da região de Diamantina, Minas Gerais, localizada na Cordilheira do Espinhaço - elas são as personagens escolhidas por Marília Rocha para compor o documentário A Falta Que Me Faz.

Filmado entre abril de 2008 e agosto de 2009, o longa aborda essa difícil fase em que as garotas não são mais meninas, mas também não chegam a ser mulheres. Em suas vidas, trabalho e obrigações se misturam com sonhos e desejos de romances e de uma vida melhor.

Em meio a conflitos, angústias e contradições, normais para qualquer adolescente, elas se envolvem com homens de fora, que partem deixando marcas em seus corpos e na paisagem ao redor. Cada uma delas, porém, encontra uma maneira particular de resistir à mudança e continuar vivendo na incerteza.

Este é o terceiro filme de Marília Rocha - os anteriores foram Aboio e Acácio. A diretora teve o primeiro contato com as meninas quando realizava uma pesquisa para um documentário sobre extração de flores secas no local. Porém, quando as conheceu, mudou o foco da abordagem e resolveu contar a história dessas adolescentes.

A Falta Que Me Faz

Diretor: Marília Rocha

País de origem: Brasil

Ano de produção: 2009

Classificação: Livre