Guia da Semana

Guia da Semana

No final dos anos 50, Eily Bergin abandona seu filho Patrick na porta de uma casa, sob os cuidados do padre Bernard. Na infância, ele cresce na sua cidade natal, na Irlanda, e choca a família adotiva ao se vestir de mulher frequentemente. Poucos anos depois, decide ir para Londres tentar encontrar sua mãe biológica.

Nesta época, transforma-se em travesti, muda seu nome para Kitten e continua a desafiar os costumes locais. Conhece algumas pessoas que o ajudam. O roqueiro Billy Hatchet o chama para sua banda. O mágico Bertie lhe convida para um truque em seu show. Ainda procurando seu lugar no mundo, ele é acusado de se envolver em um assassinato cometido pelo IRA.

Em Café da Manhã em Plutão, Patrick é interpretado por Cillian Murphy, de Vôo Noturno, e o padre Bernard, por Liam Neeson, de Gangues de Nova York. Gavin Friday, amigo de infância de Bono Vox, vocalista do U2, atua como Billy Hatchet. Todos são irlandeses, assim como o diretor Neil Jordan, que fez o cinema de seu país ser respeitado no mundo inteiro. Não é a primeira vez que ele aborda temas ligados ao terrorismo irlandês - já havia feito Michael Collins, em 1996, e Traídos pelo Desejo, em 1992. Este último, por sinal, foi indicado a sete Oscars (levou o de Melhor Roteiro). Foi graças ao sucesso dele que o cineasta dirigiu, dois anos mais tarde, Entrevista com o Vampiro, seu maior sucesso.

Café da Manhã em Plutão

Diretor: Neil Jordan

Elenco: Liam Neeson

País de origem: IRL/ING

Ano de produção: 2005

Classificação: 14 anos