Guia da Semana

Guia da Semana

Mesmo com dois Oscars na estante, o cineasta Val Waxman (Woody Allen) passa por um ostracismo cinematográfico: com fama de difícil e nenhum sucesso de bilheteria nos últimos tempos, ganha a vida fazendo comerciais no Canadá. Até que surge uma oportunidade: a produtora Ellie (Tea Leoni), da Galaxy Films, acha que Val é a pessoa perfeita para um novo roteiro que acabou de ser aprovado. Seria perfeito se Ellie não fosse a ex-mulher de Val e a atual namorada do chefe do estúdio, Hal (Treat Williams).

Val aceita a proposta e, apesar de contratempos como a necessidade de um intérprete para conversar com o chinês encarregado da fotografia, está pronto para rodar o filme quando, na véspera de gravar a primeira cena, fica cego. Os médicos acham que as causas são psicológicas, e o agente do cineasta sugere que ele esconda de todos o problema, criando um sistema para se comunicar de forma que ninguém saiba que Val está Dirigindo no Escuro.

Os filmes de Woody Allen estão demorando menos para chegar ao Brasil. Enquanto alguns deles só estreavam aqui três anos depois de passar pelas telas nos Estados Unidos, Dirigindo no Escuro levou apenas um ano e 3 meses para fazer a viagem. Neste longa não faltam os diálogos espirituosos e o sarcasmo contra tudo e todos, de Hollywood ao próprio Allen.

Dirigindo no Escuro

Diretor: Woody Allen

Elenco: Woody Allen, Leoni

País de origem: EUA

Ano de produção: 2002

Classificação: Livre