Guia da Semana
Cinema
Por Redação Guia da Semana

Mary e Max - Uma Amizade Diferente

Durante mais de vinte anos, homem e criança que nunca se viram mantêm amizade por meio de cartas.

Mary e Max - Uma Amizade Diferente

Diretor: Adam Elliot

País de origem: AUS

Ano de produção: 2009

Mary (quando criança a voz é de Bethany Whitmore, na idade adulta, Toni Collette) é uma menina gordinha e solitária de oito anos, que vive nos subúrbios de Melbourne. Max (voz de Philip Seymour Hoffman) é um homem de 44 anos, obeso e judeu, que vive com Síndrome de Asperger - também conhecida como autismo de alta funcionalidade - no caos de Nova Iorque. Nenhum dos dois se encaixa muito bem no ambiente em que vivem e o mundo lhes parece intrigante e incompreensível.

Até que apesar das diferenças, começam a trocar cartas e constroem uma grande amizade, que sobrevive muito além dos altos e baixos da vida. Mary e Max é uma viagem que explora o autismo, o alcoolismo, de onde vêm os bebês, a obesidade, a cleptomania, a diferença sexual, a confiança, diferenças religiosas e muito mais.

O filme é dirigido por Adam Elliot, que ganhou o Oscar de Melhor Curta de animação por Harvie Krumpet, em 2004. Mary e Max é o primeiro longa do roteirista e diretor. A trama é baseada em fatos reais. Elliot usou sua própria experiência e de um amigo com o qual se correspondeu por muitos anos.


Trailer do filme

Notícias recomendadas

Saiba como assistir ao Oscar 2021 na TV e Internet

Cinema

Divulgados trailer e pôster inéditos do filme "Cruella"; confira!

Cinema

Resenha: 'En las estrellas'

Cinema

Confira a lista dos indicados ao Oscar 2021

Cinema

Oscar 2021: saiba onde assistir aos filmes indicados

Cinema

10 mostras de cinema online para conferir em março de 2021

Cinema