Guia da Semana

Guia da Semana

A história dos movimentos negros no Brasil entre 1977 e 1988 é contada no documentário Ôri, lançado em 1989, pela cineasta e socióloga Raquel Gerber. Tendo como fio condutor a vida da historiadora e ativista, Beatriz Nascimento, o filme traça um panorama social, político e cultural do país, em busca de uma identidade que contemple também as populações negras, e mostrando a importância dos quilombos na formação da nacionalidade.

Com fotografia de Hermano Penna, Pedro Farkas, Jorge Bodanzky, entre outros, e com música de Naná Vasconcelos, com arranjos de Teese Gohl, Ôri foi lançado em 16mm, em 1989, e 20 anos depois é relançado em digital. Em 1981, Raquel Gerber já havia lançado Ylê Xoroquê, que provocou polêmica entre os movimentos negros na época. Ôri é narrado por Beatriz Nascimento.

Ôri

Diretor: Raquel Gerber

País de origem: BRA

Ano de produção: 1989