Guia da Semana
Cinema
Por Redação Guia da Semana

Rindo à Toa

Mulher lê o diário da filha e percebe que as duas estão se afastando.

Rindo à Toa

Diretor: Lisa Azuelos

País de origem: FRA

Ano de produção: 2008

Aos 15 anos, Lola passa a se distanciar cada vez mais de sua mãe, Anne. Voltando das férias escolares, a menina tem uma grande surpresa ao saber que Arthur, seu namorado, foi para a cama com outra apenas por curiosidade. Os dois então brigam e decidem terminar tudo. Apenas Mäel, grande amigo do ex-casal, parece entender o que Lola está sentindo de verdade.

Se aproximando após o fim do relacionamento, Lola e Mäel ficam cada vez mais apaixonados, mas ele não quer perder a amizade de Arthur. Quando Anne lê o diário da filha e percebe tudo o que está acontecendo sem ela saber, tenta se aproximar mais da garota. Porém, ela mesma também esconde seus segredos, já que fuma maconha escondida e mantém um relacionamento secreto com seu ex-marido, o pai da garota.

Rindo à  Toa surgiu na mente da diretora e roteirista Lisa Azuelos quando ela percebeu que sua filha, com 14 anos na época, estava crescendo. Ao imaginar o filme, ela também notou que há poucas comédias dirigidas ao público adolescente na França, então decidiu que este deveria ser o gênero do filme que estava imaginando. Para o roteiro, Lisa usou também a linguagem da internet. O apelido da protagonista do filme, Lol, é tirado da expressão comum no mundo virtual, que significa 'laughing out loud', ou rindo muito alto.

Trailer do filme video

Notícias recomendadas

Além dos documentários: 6 filmes que estimulam a consciência ambiental

Cinema

8 filmes brasileiros que você vai querer ver em 2019

Cinema

10 filmes incríveis dos anos 60 que você deveria assistir 

Cinema

8 filmes imperdíveis sobre escalada e alpinismo

Cinema

Cinema: 10 trailers e teasers que vão te deixar ansioso(a) para 2019

Cinema

5 filmes com final ambíguo que você precisa assistir

Cinema