Guia da Semana
Cinema
Por Redação Guia da Semana

Roma, Um Nome de Mulher

Um escritor veterano conta as aventuras amorosas de sua mãe para um jornalista admirador de sua obra.

Roma, Um Nome de Mulher

Diretor: Adolfo Aristarain

Elenco: Otto

País de origem: ARG

Ano de produção: 2004

Classificação: 14 anos

O veterano escritor argentino Joaquín Goñez começa a conhecer a velhice. O exílio na Espanha, onde vive há mais de 40 anos, e uma série de memórias são o que restaram de sua vida até aquele ponto. Sua biografia está pronta, manuscrita. Em tempos modernos, porém, o que manda nesse tipo de obra é a tecnologia e ele, então, recebe o estudante de jornalismo Manuel Cueto em sua casa para que o trabalho seja passado para o computador.

Memórias de um garoto, que viveu poucas e boas na juventude e sofreu com a maturidade, estão na obra. O exílio, o divórcio, a solidão, entre outros temas, perturbam o cotidiano do escritor. O relato também traz passagens em que fala da mãe, Roma, uma mulher forte que soube suprir a ausência paterna. Os amores e desventuras da mulher mais importante de sua vida também são marcantes na biografia.

Dirigido por Rodolfo Aristarain, o mesmo de Lugares Comuns, Roma, Um Nome de Mulher já é considerado um clássico argentino por alguns críticos do país. Em 2005 o longa foi indicado ao Goya, considerado o Oscar Espanhol, nas categorias Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Fotografia e Melhor Roteiro Original.

Notícias recomendadas

15 filmes com histórias de superação que vão te inspirar

Cinema

15 filmes originais de 2019 que você precisa assistir

Cinema

"Marighella", "O Gênio e o Louco" e mais sete filmes que estreiam nesta quinta (18); Confira!

Cinema

Netflix: 15 filmes que todo jovem deveria assistir

Cinema

10 filmes incríveis que se passam na Nova Zelândia

Cinema

10 filmes incríveis que se passam no Rio de Janeiro

Cinema