Guia da Semana
Cinema
Por Redação Guia da Semana

Simplesmente Amor

Em Londres, antes do Natal, várias pessoas procuram, encontram ou desistem do amor..

Simplesmente Amor

Diretor: Richard Curtis

Elenco: Rodrigo Santoro, Hugh Grant, Liam Neeson, Keira Knightley, Colin Firth

País de origem: ING

Ano de produção: 2003

Classificação: 14 anos

O Natal está chegando em Londres - e no Hemisfério Norte o Natal é muito mais charmoso. Bem diz o cantor Billy Mack (Bill Nighy), um roqueiro decadente que tenta voltar às paradas: é uma época para se passar junto, com aqueles que amamos. Mas para Daniel (Liam Neeson) as festas não serão assim tão felizes: ele acabou de enterrar a mulher, e ficou só com o enteado, Sam, e sua paixão inacessível por Claudia Schiffer. Daniel é amigo de Karen (Emma Thompson), casada com Harry (Alan Rickman, o Snape dos filmes de Harry Potter), editor de uma revista que é constantemente assediado pela atraente Mia (Heike Makatsch). Na mesma revista trabalha Sarah (Laura Linney), apaixonada por Karl (Rodrigo Santoro - sim, ele mesmo!) desde o dia em que começou a trabalhar lá, mas que nunca teve coragem de se declarar.

Enquanto isso - sim, há mais personagens e histórias que se entrelaçam -, o escritor Jamie (Colin Firth) vai para a França se recuperar de uma desilusão amorosa, e o jovem Colin, para os Estados Unidos, pois há algo de errado com as meninas inglesas e a solução é fazer a América com seu sotaque britânico. Ainda há Mark (Andrew Lincoln), que evita a todo custo Juliet (Keira Knightley), mulher do seu melhor amigo, Peter (Chiwetel Ejiofor). E, governando todo esse "balaio de gatos", está o primeiro-ministro da Inglaterra (Hugh Grant), um solteirão que parece não resistir aos encantos de uma das empregadas da residência oficial, Natalie (Martine McCutcheon), mas tem coisas mais importantes para se preocupar, como a visita do presidente norte-americano (Billy Bob Thornton, em uma mistura de Clinton e Bush).

O amor realmente está em todo lugar, como diz o personagem de Hugh Grant no começo do filme. Mas será que é amor mesmo, ou apenas atração? A verdade é que nem todos os (vários) personagens de Simplesmente Amor (estréia na direção do roteirista de Quatro Casamentos e um Funeral e O Diário de Bridget Jones) são movidos por sentimentos assim nobres - Colin, por exemplo, ou até mesmo Karl. A divertida e doce comédia romântica traz muitas histórias interessantes e cenas impagáveis, como as aventuras do primeiro-ministro e de Jamie na noite de Natal, mas cai na armadilha dos filmes com vários enredos: não dar um fim satisfatório para todos eles, já que o destino de alguns casais fica um tanto incerto. Além disso, o casal de atores pornô (ou dublês de corpo, seja lá o que era aquilo que eles filmavam) era completamente desnecessário. O tempo deles seria melhor empregado com o pequeno Sam, que sofre com o seu primeiro amor e tem algumas das melhores falas do filme.

Notícias recomendadas

Saiba como assistir ao Oscar 2021 na TV e Internet

Cinema

Divulgados trailer e pôster inéditos do filme "Cruella"; confira!

Cinema

Resenha: 'En las estrellas'

Cinema

Confira a lista dos indicados ao Oscar 2021

Cinema

Oscar 2021: saiba onde assistir aos filmes indicados

Cinema

10 mostras de cinema online para conferir em março de 2021

Cinema