Guia da Semana
Cinema
Por Redação Guia da Semana

Sylvia, Paixão Além das Palavras

Cinebiografia da escritora Sylvia Plath, um dos grandes nomes da poesia norte-americana. Com Gwyneth Paltrow..

Sylvia, Paixão Além das Palavras

Diretor: Christine Jeffs

Elenco: Gwyneth Paltrow, Daniel, Daniel Craig

País de origem: ING

Ano de produção: 2003

Classificação: 14 anos

Sylvia Plath (Gwyneth Paltrow) pode ser considerada uma das grandes escritoras norte-americanas de todos os tempos. Seus livros de poemas ainda são muito populares nos Estados Unidos, e o que lhe deu fama foi Ariel, publicado depois de seu suicídio, em 1963. Mas o caminho que levou Sylvia a uma atitude tão radical começou muito tempo antes. Ela já havia tentado se matar antes de conhecer Ted Hughes (Daniel Craig), quando estudava em Cambridge. Os dois desenvolveram um relacionamento baseado mais em paixão que em amor, e se casaram quando Hughes se tornou famoso ao vencer um concurso.

O casal se muda para os Estados Unidos, e Sylvia passa a dar aulas para sustentar a casa - mas não consegue achar nem tempo nem inspiração para escrever. Ao mesmo tempo, começa a desenvolver ciúmes obsessivos de Ted, que poderia (ou não) estar tendo um caso com alguma aluna de Sylvia, e toma algumas atitudes extremas. Para aliviar a situação, Ted sugere que eles voltem para Londres, mas isso não vai melhorar a vida de Sylvia, pois ela descobrirá que suas suspeitas não eram de todo infundadas. Mesmo com dois filhos para criar, a escritora deixará suas tendências falarem mais alto.

A impressão que fica de Sylvia, Paixão Além das Palavras é a de que a escritora passou por tanta coisa na vida que sua biografia é grande demais para 110 minutos de filme - daí o ritmo apressado do longa: Sylvia e Ted se conhecem, dez segundos depois vão para a cama (e Christine Jeffs esquece a sutileza nessas cenas), logo depois se casam, um minuto depois brigam, pouco tempo depois já têm filhos... nessa velocidade é difícil criar empatia com os personagens. A idéia de fazer o filme surgiu apenas depois da publicação de Birthday Letters, escrito por Ted e lançado postumamente, um livro de poemas sobre seu relacionamento com Sylvia, rompendo um silêncio de décadas durante as quais ele foi considerado culpado pelo suicídio da ex-mulher. Frieda Hughes, filha do casal, não quis colaborar com o filme, e até escreveu um poema para demonstrar sua irritação com o longa.

Notícias recomendadas

10 filmes com Philip Seymour Hoffman que você deveria assistir

Cinema

"Em Chamas", "O Quebra-Cabeça" e mais três filmes estreiam nesta quinta (15); Confira:

Cinema

Disney Pixar divulga teaser trailer de "Toy Story 4"; assista!

Cinema

21 filmes com heróis de Stan Lee que você precisa assistir o quanto antes

Cinema

10 filmes que você precisa assistir na Netflix até o final do ano

Cinema

9 filmes imperdíveis com o ator Eddie Redmayne para assistir hoje mesmo

Cinema