Guia da Semana
Cinema
Por Redação Guia da Semana

Última Parada 174

Seqüestro do ônibus 174, no Rio de Janeiro, vira filme com direção de Bruno Barreto, que traz ângulos diferentes desta história real e trágica.

Última Parada 174

Diretor: Bruno Barreto

País de origem: BRA

Ano de produção: 2008

Classificação: 16 anos

Em 1983, em uma favela do Rio de Janeiro, um traficante de drogas vai fazer uma cobrança da ex-namorada, Marisa, e não recebe o dinheiro que esperava. Para saldar a dívida, ele decide expulsar a mulher da comunidade, ficando com o filho dela, que julga ser seu. A jovem vai embora, se livra do vício e se torna evangélica, mas nunca se esquece de Alessandro, o filho que lhe foi tomado. Dez anos depois, o menino ainda vive com o traficante, aprendendo nos morros a arte do crime. Quando o suposto pai morre, Marisa retoma a busca pelo garoto.

No mesmo período, Sandro também passa por um drama familiar. Sua mãe é brutalmente assassinada no bar onde trabalhava em uma comunidade da Baixada Fluminense. Com a mesma idade de Alessandro, o menino toma um rumo semelhante ao outro garoto: as ruas da capital carioca. Nas calçadas do centro do Rio, Sandro conquista algumas amizades e a sua primeira namorada. Lá, também, sente a injustiça novamente mudar sua vida ao sobreviver ao massacre da Candelária.

Quando descobre sobre Sandro, Marisa tem certeza de que aquele é o seu verdadeiro filho. A evangélica tenta de todas as formas fazer com que o jovem a aceite como mãe, apesar de ele saber que esta não é a sua verdadeira história de vida. Amigo do criminoso Alessandro, ele vai aprendendo como sobreviver nas ruas, conseguindo dinheiro a qualquer custo. Mesmo não tendo pré-disposição ao crime, uma série de fatores faz com que Sandro seqüestre um ônibus. O caso é acompanhado pela imprensa do mundo todo, e agora todos estão contra Sandro.

Última Parada: 174 é baseado no caso real que aconteceu com Sandro do Nascimento, de 22 anos, na Zona Sul do Rio de Janeiro, em 2000. O diretor, Bruno Barreto, não estava no Brasil quando o caso ocorreu, então não pôde acompanhar o desenrolar do fato. Porém, ao assistir ao documentário Ônibus 174, de José Padilha, mesmo diretor de Tropa de Elite, que fala sobre o jovem, decidiu criar um filme de ficção contando a história. Bruno e o roteirista Bráulio Mantovani tentaram não se apegar muito na realidade, criando histórias a partir do que pesquisaram.

Notícias recomendadas

7 filmes de Ano Novo para entrar no clima de festas

Cinema

10 filmes de X-Mens que você deveria assistir

Cinema

10 filmes imperdíveis com a atriz Glenn Close

Cinema

15 suspenses atuais que você não pode deixar de assistir

Cinema

10 filmes clichês de Natal que você precisa ver pelo menos uma vez na vida

Cinema

10 filmes imperdíveis que se passam na selva

Cinema