Guia da Semana

Guia da Semana

Um pintor é encontrado morto em um apartamento, no Rio de Janeiro. É o espanhol Ramiro Miguez, e logo a mídia vai se aproveitar da novidade. O que começou como uma notinha acaba ganhando as manchetes, e Ramiro é retratado como um herói incompreendido, quase um Van Gogh que não teve reconhecimento quando era vivo. Mas, quando a história começa a cansar a audiência, tudo muda: começam a surgir os podres do pintor, seu homossexualismo, filhos abandonados e outras barbaridades.

Em tempos de Barneys e Gugus, Vida e Obra de Ramiro Miguez vem bem a calhar, como uma crítica à guerra estúpida pela audiência, em que não se respeita mais nada. O filme de Alvarina Souza Silva, estreante na direção depois de produzir outros longas do cinema nacional, foi exibido na Mostra BR de Cinema em 2002. A trilha sonora tem canções de Chico Buarque.

Vida e Obra de Ramiro Miguez

Diretor: Alvarina Souza Silva

Elenco: Dira Paes

País de origem: BRA

Ano de produção: 2003

Classificação: 14 anos