Guia da Semana
Comportamento
Por Rodrigo Guarizo

As vantagens e desvantagens de namorar um DJ

Conversamos com as namoradas de alguns DJs e elas contam que nem tudo são drinks grátis na vida delas.

Namorar um DJ pode ser muito legal, mas veja bem os contras antes de procurar um pra chamar de seu (Reprodução)

Ir para as mais diversas baladas todos os finais de semana pode parecer um sonho para muitas pessoas, mas é uma realidade para as namoradas dos DJs.

+ 10 prós e contras de namorar um barman
+ Descubra se o seu relacionamento é cafona
+ Dicas preciosas para você não cair na net


Sempre lindas, bem vestidas e deixando as groupies no chinelo, elas são fiéis aos seus namorados, acompanhado os boys em todas as baladas e vendo de cima o fervo da pista, sem sequer encostar em um braço suado ou tomar um pisão no pé.

Mas será que só de vantagens se vive uma namorada de DJ? Vejamos o que elas passam, entre vantagens e problemas, ao lado de seus respectivos.

Entre as vantagens, a grande maioria das felizardas destacam o fato de entrar em baladas lotadas com certas regalias. Não pegar filas, não pagar para entrar e beber de graça deixa qualquer um feliz, mas para Gabriela Pacheco, esposa do Fábio Smeili, do duo Roots Rock Revolution, as vantagens são outras. “Namorar um DJ traz a possibilidade de conhecer sons novos todos os dias, o que é ótimo, já que sempre gostei muito de música”, diz Gabriela, que entre as desvantagens destaca o fato de dificilmente ter um final de semana ou feriado livre para viajar, além dos horários confusos de Fábio.

Para Matita Iazzetta, namorada do DJ Felipe Barros, do duo Modern Dealer e da festa 4e20, a vida é uma grande festa, segundo ela, não existe tédio quando se namora um profissional da noite. "Uma das coisas que mais me agradam é o fato de nunca faltar rolê ou um companheiro para isso. Imagina que chato namorar um cara que não curte sair de casa? Não tenho do que reclamar, nada consegue estragar a minha noite”.

Dj Boyfriend

Já para Jessica Pauletto, esposa do DJ Fatu, poucas são as vantagens. Ficar sozinha esperando o DJset de seu marido terminar e ver algumas groupies desavisadas o agarrando não agradam muito a modelo e fotógrafa, embora os horários flexíveis dos dois acabem colaborando para situações inusitadas para ambos. “No início eu odiava a ideia de namorar um DJ, mas agora me acostumei e acho divertido. Por meus horários e os dele serem flexíveis, podemos estar tomando um drink na piscina em plena segunda-feira", comemora ela.

De todos os pontos negativos, o que mais irrita as meninas é que seus namorados e maridos não as ouvem muito bem. Não que falte diálogo entre eles, longe disso, mas por viverem com seus fones em altos volumes, os rapazes contam com uma audição um tanto quanto prejudicada.


Por Rodrigo Guarizo

Atualizado em 20 Mai 2014.

Mais notícias

Lego lança coleção com flores e bonsais para os apaixonados por plantas

Comportamento

Amazon lança versão da Alexa que fala português – e o Guia da Semana está lá!

Comportamento

8 coisas que você pode fazer em casa quando acaba a energia

Comportamento

Do 'pudol' ao 'bigou': site promove adoção de vira-latas por meio de buscas erradas no Google

Comportamento

8 coisas que você pode fazer em casa para matar o tédio em dias chuvosos

Comportamento

App lança mapa interativo que mostra blocos e festas de Carnaval próximos ao usuário

Comportamento