Guia da Semana
Comportamento
Por Rodrigo Guarizo

Coisas que fotógrafos de balada odeiam

Pidões, bebuns, maletas e mandões estão na lista.

Essa foto de coelho não representa a matéria, mas ela é boa, não? (Wesley Allen/I Hate Flash)

Não há ninguém em uma balada que pode ser mais gente fina que um fotógrafo. Claro, como tudo na vida, existem algumas exceções, mas nada que uma maioria esmagadora de caras com câmeras nas mãos e fala mansa não confirmem esta afirmação.

+ Dicas para fotografar bonito na balada
+ Saiba como tirar uma boa selfie
+ 9 fotos clichês do Instagram que você pode evitar

Às vezes parece que nada tira o humor de um fotógrafo, até que alguém pisa em seus calos e o bagulho realmente fica doido – mesmo que internamente, no fundo de seus corações. E como não sou fotógrafo para dizer aqui onde estão estes calos, perguntamos pros caras do I Hate Flash, especialistas em fotografar eventos aqui e acolá, o que mais os irrita em uma balada. Confira abaixo.

A falta de criatividade do fotografado

Você não deve ser do tipo Gisele Bündchen para olhar com cara de susto e sair com a face mais linda do oeste, mas dá pra se esforçar para não sair com cara de concha. “Às vezes parece que as pessoas só querem uma foto qualquer em que ela apareça com os amigos, não interessa qual foto seja essa”, diz David Argentino, que também afirma que para os fotógrafos uma das coisas mais legais é interagir com as pessoas. Você não precisa plantar bananeira na hora do click (precisa sim!), mas seria bem bom se ousasse um pouco mais.

Bira ainda dá a dica: Uma foto que chama atenção vai inclusive te gerar mais likes, ok?

Ninguém vai fazer um book seu

Sabe quando você pede para um fotógrafo tirar uma foto sua? Então, isso é legal se você respeitar o tópico acima, e muito mais legal se você pedir uma só e for bastante educado com o chapa que está lá trabalhando.

Pregos dos cliques

Não é tão simples assim sair por aí fotografando, colocando sua câmera no automático e mirando em alguns belos seios pelo seu caminho. “Pessoas acham que são fotógrafos só porque tem uma câmera profissional, mas não é bem assim, fui começar a me considerar fotógrafo depois de um ano fotografando direto e estudando muito”, reclama Jefferson Souza, que ainda fica puto – e com razão – quando ouve a famosa frase “com um equipamento desses qualquer foto fica boa”.

Os pidões de plantão

E o Jefferson soltou os cachorros. Ele também fala sobre os caras que fingem ser seus amigos para pedir fotos de graça. Se você estava pensando em fazer isso com um fotógrafo conhecido, recomendamos uma breve pesquisa sobre preços de cursos e equipamentos. Vale lembrar que o famoso "eu coloco seus créditos" não vai pagar nenhuma conta.

Os bêbados chatos

Vamos deixar que o Rafael Hansen explique essa, tá? Valendo: “O que mais me incomoda quando cubro um evento são bêbados desagradáveis, especialmente adolescentes. Além de não conseguir dar dois passos sem infinitos pedidos para fotos, eles são super educados – só que não. Já levei cutucada na costela, mordida no braço, tapinha na cabeça e até chutinho na canela seguida de pedidos bem carinhosos e educados como “hey, tira uma foto aqui!”.”

Mas o que importa é que essses caras amam o que fazem e ajudam a nossa memória, registrando momentos que adoramos viver.

Agradecimento especial ao Victor Nomoto, que fez o network com a galera e a todos os fotógrafos do I Hate Flash, que são gente fina demais.


Por Rodrigo Guarizo

Atualizado em 9 Abr 2015.

Mais notícias

Lego lança coleção com flores e bonsais para os apaixonados por plantas

Comportamento

Amazon lança versão da Alexa que fala português – e o Guia da Semana está lá!

Comportamento

8 coisas que você pode fazer em casa quando acaba a energia

Comportamento

Do 'pudol' ao 'bigou': site promove adoção de vira-latas por meio de buscas erradas no Google

Comportamento

8 coisas que você pode fazer em casa para matar o tédio em dias chuvosos

Comportamento

App lança mapa interativo que mostra blocos e festas de Carnaval próximos ao usuário

Comportamento