Guia da Semana
Comportamento
Por Redação Guia da Semana

YouTube se retrata sobre erro em censura de conteúdos LGBT

Site explicou que ferramenta não funcionou como o esperado: "estamos trabalhando nisso".

Shutterstock

Na última segunda-feira, 20, um novo recurso do YouTube gerou grande polêmica nas redes sociais. O site criou um modo restrito que permite a censura opcional de conteúdos com restrição de idade, identificados "a partir denúncias de usuários e outros sinais", como descrito pela própria empresa.

Acontece que a ferramenta passou a bloquear vídeos com temática LGBT e até clipes de artistas como Lady Gaga, Katy Perry, Miley Cyrus e Anitta, levando a crer que tais conteúdos foram taxados como "não familiar/amigável". Após a confusão, o blog do YouTube divulgou uma nota explicando que o recurso não funcionou como o esperado, reconhecendo a falha nos bloqueios.

"Pedimos desculpas e vamos corrigir", escreveu Johanna Wright, vice-presidente de gerenciamento de produtos do site."Nosso sistema, por vezes, comete erros ao entender o contexto e as nuances quando avalia quais vídeos serão disponibilizados no Modo Restrito", continuou.

Além disso, o YouTube usou o Twitter para mais um pedido de desculpas. "Desculpe por toda a confusão com o Modo Restrito. Alguns vídeos censurados não deveriam estar nessa categoria. Isso não está certo! Estamos trabalhando nisso", diz o post.


Por Redação Guia da Semana

Atualizado em 21 Mar 2017.

Mais notícias

Lego lança coleção com flores e bonsais para os apaixonados por plantas

Comportamento

Amazon lança versão da Alexa que fala português – e o Guia da Semana está lá!

Comportamento

8 coisas que você pode fazer em casa quando acaba a energia

Comportamento

Do 'pudol' ao 'bigou': site promove adoção de vira-latas por meio de buscas erradas no Google

Comportamento

8 coisas que você pode fazer em casa para matar o tédio em dias chuvosos

Comportamento

App lança mapa interativo que mostra blocos e festas de Carnaval próximos ao usuário

Comportamento