Guia da Semana

Como pedalar com segurança na cidade

Saiba quais são os cuidados que você tem que ter para sair com a sua bike de casa.

Todos nós sabemos que pedalar na cidade exige alguns cuidados, ainda mais que, infelizmente, muita gente que está atrás do volante e dentro de um veículo de grande porte, não tem respeito algum por quem está na magrela.

Grupos de Bicicleta em São Paulo
+ Saiba onde comprar a sua bike em SP

Mas com os devidos cuidados, é possível sim usar a bike para ir para o trabalho e fazer as coisas do dia a dia. Segundo Tonimar Dal Aba, da rede de ciclistas Bike Anjo, “é recomendado para quem quer começar a pedalar pelas ruas que se atentem a alguns detalhes, pois a segurança começa muito antes de você sair com a bike de casa.”

Em um bate papo do Guia da Semana, Tonimar libera dicas preciosas pra quem quer pedalar tranquilamente por uma cidade movimentada. Veja só:

Quais são os cuidados básicos pra um cidadão morador de São Paulo, poder pedalar pelas ruas da cidade?

Verifique se a bike está regulada para evitar contratempos e até eventuais acidentes devido a descuido com a bicicleta. Planeje o caminho que pretender fazer, pode-se pegar atalhos como parques ou ruas mais tranquilas, com isso você ainda ganha tempo para curtir o caminho. A pessoa também deve ingerir líquidos, como água ou outra bebida que hidrate durante a pedalada e utilizar roupas leves e confortáveis.

Andar na calçada ou na contra mão é uma alternativa?

Caso seja necessário utilizar a calçada, deve-se empurrar a bike no trecho que estiver nela e andar na contramão não é alternativa e sim colocar a sua própria vida em risco. Vale lembrar que quem pedala também deve respeitar as leis de transito e acima disso, respeitar o próximo.

Como fazer pra andar em uma avenida em horário de pico? E em ruas menores, como alamedas?

Andar em uma avenida como a Paulista em horário de pico é muito simples, até mesmo porque de bike você vai se deslocar muito mais rápido do que os demais veículos ali presentes e parados. Já em ruas menores, existe a questão do quanto movimentado é essa via, se a pessoa está começando a pedalar pela cidade, vale começar por vias menos movimentadas, para ir se acostumando e assim que se sentir confortável pode ir mudando o trajeto para demais vias.

Se alguém me derrubar da bike qual seria o procedimento se a pessoa fugisse do local? Tem como fazer uma reclamação na delegacia? Existe alguma lei que nos protege?

Primeiro: se o condutor ou alguém quiser te intimidar, alegando que você, ciclista, estava errado, lembre-se SEMPRE que o Código de Transito Brasileiro determina que o veículo maior SEMPRE tem que zelar pelo menor. Ou seja, a atenção do motorista de um carro, por exemplo, tem que ser redobrada para garantir a segurança dos que estão em veículos menores, como motos e bike ou a pé. Nessa lógica, portanto, o pedestre sempre deverá ter prioridade e cabem a todos os demais veículos garantirem a segurança deles.

Segundo: ANOTE A PLACA DO CARRO. Se o condutor do veículo tentar fugir, essa é a sua garantia para abrir um processo contra ele.

Terceiro: Mesmo que você apenas quebre a unha, na hora do acidente ligue para a Polícia Militar (190) e para a emergência do SAMU (192) ou Bombeiros (193).  Pois isso vai garantir que a ocorrência seja registrada na hora. O condutor terá que apresentar documentos e será encaminhado à delegacia, enquanto a pessoa acidentada é encaminhada para o atendimento médico com prioridade. Ou seja, em acidentes de trânsito cada um segue para um lado: o condutor para a delegacia, o ciclista, no caso, para o hospital.

Essas três dicas podem lhe render muito menos dor de cabeça.

Atualizado em 22 Mar 2014.

Por Juliana Andrade
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Ingressos para os Jogos Paralímpicos 2016 começam a desencalhar; veja como comprar o seu

Com preços mais acessíveis, vendas aumentaram desde o fim das Olimpíadas

13 curiosidades sobre as Paralimpíadas 2016

Evento será realizado no Rio de Janeiro entre os dias 7 e 18 de setembro

6 atletas e equipes brasileiros que você deveria acompanhar nestas Paralimpíadas

Delegação brasileira é uma das mais fortes do mundo

GirlPower: 4 histórias de superação de atletas das Olimpíadas 2016

Inspire-se nessas mulheres que são verdadeiras lições de vida

Olimpíadas x economia: afinal é bom ou não para o Brasil sediar este evento?

Vídeo do canal Econoweek aborda o tema mais comentado dos últimos dias

Conheça todos os medalhistas brasileiros de vela nas Olimpíadas

O iatismo é uma das grandes fontes de medalha para o país, com 17 no total