Guia da Semana
Filmes e séries
Por Redação Guia da Semana

5 motivos para assistir à série ‘Boneca Russa’, da Netflix

Título é uma comédia dramática que passeia sob aspectos atuais e reflete sobre a importância de ressignificar o sofrimento.

Foto: Divulgação

A trama da nova série da Netflix pode até ser parecida com a de outros títulos: a personagem principal abusa de álcool e drogas na festa, morre e acorda no mesmo dia, na mesma festa, tentando evitar erros e armadilhas, prestando atenção em detalhes que não havia prestado na primeira vez que viveu aquilo. Assim, a narrativa se repete, deixando-a presa num loop do tempo. 

Entretanto, a produção do streaming é tão intensa e bem amarrada que mal se presta atenção no título: "Boneca Russa". E, pensando no que o próprio nome diz respeito e em toda simbologia que carrega consigo, percebe-se que a série é muito mais do que o que aparenta de imediato e superficialmente. 

Pensando nisso, o Oba Oba lista cinco motivos para assistir à série "Boneca Russa", na Netflix. Confira: 
 

ENREDO E LOOP NO TEMPO

Foto: Divulgação


A comédia dramática de Natasha Lyonne, Amy Poehler e Leslye Headland conta a história de Nadia, uma mulher que está presa no dia da comemoração de seu aniversário de 36 anos. Convidada para sua própria festa, na casa de uma amiga, Nadia vai embora com um rapaz, mas morre atropelada e acorda subitamente no banheiro de sua festa, horas antes do acidente. Logo, enquanto vive o mesmo dia diversas vezes, tenta descobrir como sair dessa situação.

A fórmula do "feitiço do tempo" serviu de inspiração para muitas séries e filmes. Para quem não conhece, o termo se refere aos títulos que usam o loop no tempo, quando um personagem vive o mesmo dia várias vezes até que se aprenda uma lição ou cumpra alguma tarefa. 
 

BONECA RUSSA

Foto: Divulgação


Se no início da série ela parece ser mais uma comédia comum, alguns aspectos fazem com que o loop no tempo convencional seja quebrado. Porém, longe de acontecimentos extraordinários e confusos, "Boneca Russa" se apoia nos sentimentos dos próprios personagens para tal feito. 

É aí que o próprio título entra em contato com o que a série tem de mais espetacular para mostrar: a produção fala sobre ressignificação de sofrimentos. E isso é maravilhoso. 

Assim como as tradicionais bonecas russas, que são bonecas de diferentes tamanhos, uma dentro da outra, a série faz uma analogia sobre o "começar de novo", sempre com uma boneca diferente, mas ainda dentro de si mesmo.

Afinal, não vemos a criança que éramos ir embora e, em seguida, o adolescente, a/o filha/o e assim sucessivamente. De repente, tudo muda. Mas, não é tão de repente. As bonecas vão ficando apertadas, ficando longe, sendo de outro jeito e, aos poucos, vamos trocando o que somos por novas versões de nós mesmos. 
 

NADIA E ASPECTOS PSICOLÓGICOS 

Foto: Divulgação


A personagem principal, Nadia, tem uma enorme dificuldade em se permitir ser vulnerável, o que também provoca a reflexão sobre como a sociedade atual tem se colocado perante o outro, nos fazendo perceber como a conexão com as pessoas que amamos é essencial para a nossa sobrevivência. 

Delicada, bem-humorada e profunda, a série passa uma mensagem emocional onde Nádia precisa enfrentar seus maiores medos e traumas depois de ter fugido tanto de cada um deles e, inclusive, de qualquer relacionamento mais intenso. 
 

ASSISTA AO TRAILER 


Atualizado em 19 Mar 2019.

Mais notícias

10 filmes da 'Sessão da Tarde' para ver na Netflix

Filmes e séries

10 filmes infantis para ver em casa na Páscoa 2019

Filmes e séries

5 motivos para ver a série "Special", nova produção da Netflix

Filmes e séries

10 filmes incríveis que todo amante de música deveria ver

Filmes e séries

5 motivos para ver a série "Black Summer", da netflix

Filmes e séries

Netflix: 10 filmes para assistir depois de um dia cheio

Filmes e séries