Guia da Semana
Jogos
Por Filipe "Bdama" Villela, Pizza Fria

Batbarian: Testament of the Primordials | Review

Batbarian: Testament of the Primordials é um jogo de plataforma em duas dimensões, que explora com excelentes mecânicas, cenários pixelados.

Batbarian: Testament of the Primordials é um jogo de plataforma em duas dimensões, que explora com excelentes mecânicas, cenários pixelados repletos de inimigos e quebra cabeças bem articulados, regados sempre com uma boa pitada de humor e muito sarcasmo.

O game que foi desenvolvido pela Unspeakable Pixels e publicado pela DANGEN Entertainment, empresa responsável por jogos como Cross Code e Lost Ruins, já havia sido lançado em outubro de 2020 para o Nintendo Switch e PC, via Steam. E finalmente, no dia 15 de julho deste ano, a versão para os consoles PlayStation 4 e Xbox One foi lançada.

Como prometido, Batbarian: Testament of the Primordials realmente conta com uma boa dose de humor, centenas de salas cheias de segredos, uma grande variedade de inimigos, NPCs divertidos e muitos quebra cabeças a serem resolvidos. E em meio a tantos jogos bons neste estilo, o que Batbarian possui, que o torna especial? Essa é uma das dúvidas que iremos responder em mais um review do Pizza Fria!

De cabeça no fundo do poço!

A história principal está longe de ser algo muito autentica ou até mesmo complexa, porém, se encaixa perfeitamente ao propósito do jogo. Tudo começa, quando nosso herói, que pode ser um homem cheio de músculos e uma espada ou uma bárbara com garras afiadas, literalmente mergulha de cabeça em um penhasco em direção à sua suposta morte.

Porém, aparentemente por sorte, nosso herói consegue sobreviver à grande queda, mas fica preso em uma caverna com diversas salas repleta de monstros, baús e segredos serem explorados.

Batbarian: Testament of the Primordials
É possível escolher entre a Bárbara ou o Bárbaro antes de iniciar a jornada em Batbarian: Testament of the Primordials. (Imagem: Reprodução)

E assim, com a ajuda de nosso amigo Pip, um morcego muito especial e outros NPCs encontrados pelo labirinto, precisamos nos fortalecer, encontrar tesouros, resolver inúmeros quebra cabeças e explorar cada passagem secreta deste ambiente hostil, a fim de escapar do imenso abismo Eldritch e obter a resposta para diversos questionamentos que nos são feitos durante a jornada.

A mecânica de Batbarian: Testament of the Primordials

Sem dúvidas, a mecânica desafiadora e divertida é o que mais se destaca em Batbarian. Como é comum em metroidvanias, nosso personagem se fortalece enfrentando inimigos, ganhando experiência e avançando níveis. Conforme isso acontece, uma roleta com três diferentes atributos são girados. São eles:

  • Defense, que melhora a defesa e a resistência a dano.
  • Awareness, que melhora a capacidade de enxergar em meio à escuridão, melhora a mira e a capacidade de se recuperar após um ataque.
  • Attack, que afeta o seu dano em ataques físicos.
Batbarian: Testament of the Primordials
A roleta é girada três vezes e vai de acordo com a sorte, o que será aprimorado em cada nível (Imagem: Reprodução)

Além de contar com os ataques físicos, carregamos uma certa quantidade de pedras para atirar nos inimigo ou para ativar algum mecanismo, cerejas que são a comida preferida de Pip, frutas pegajosas que grudam em qualquer superfície e mantem Pip por um período breve onde ela estiver e as frutas espinhosas, que causam uma repulsa em nosso amiguinho de asas que ataca sem piedade onde ela estiver grudada.

Além de melhoria em nosso personagem, os equipamentos também podem evoluir. Contamos com diversos itens espalhados pelos baús escondidos, posicionados pelos cenários escuros do game ou até mesmo vendidos pelo cogumelo gigante chamado Friffle. Itens como por exemplo:

  • Stone Satchel, que é uma bolsa que lhe permite carregar um maior número de pedras.
  • Sticky Fruit Pouch, uma bolsa para carregar mais da fruta grudenta.
  • Pungent Fruit Pouch, bolsa para carregar mais da frutas espinhosas.
  • Awareness Elixir, poção para aumentar a visibilidade e a recuperação.
  • Iron Skin Potion, que melhora a defesa do nosso personagem.
  • Ogre Strenght Draught, que aumenta a força do nosso herói.

Além destes, muitos outros itens são encontrados adicionando novas mecânicas para que possamos acessar novas áreas da caverna.

Um game que exige destreza dos jogadores

De início, tudo é muito simples e o jogador pode até achar o game monótono. Porém, Batbarian: Testament of the Primordials conta com quebra cabeças que muitas vezes irão exigir bastante da coordenação motora dos jogadores.

Nosso amiguinho mágico voador, que no começo serve mais como uma lanterna, não irá apenas para iluminar o ambiente por muito tempo. Com avançar da aventura, encontramos as frutas de fogo e gelo para ele, e a alternância entre as auras de luz, fogo e gelo passa a ser algo constante para resolução de problemas.

Batbarian: Testament of the Primordials
Em algumas partes são tantos tiros disparados pelos inimigos que Batbarian: Testament of the Primordials parece um bullet hell (Imagem: Reprodução)

Para resolver certos quebra cabeças, os jogadores deverão usar o direcional analógico direito para mirar, o esquerdo para andar, apertar X ou L1 para pular e desviar de algo, tudo isso de maneira bem rápida e coordenada alternando até mesmo entre as auras de Pip com L2 ou R2. Parece difícil? E pode ter certeza de que é. Isso sem contar que tudo deve ser feito antes da plataforma sumir, a porta se fechar ou Pip terminar de comer sua frutinha.

Porém, se você quer apenas curtir a história e não quer passar por todas essas provações, não se preocupe. No menu pausa, o game conta com um modo Assists que oferece diversas ajudas como:

  • Aumentar a luz ambiente;
  • Regenerar vida após um tempo;
  • Mira em câmera lenta;
  • Quantidade de itens dobrados;
  • Dobro de cura;
  • Aumento no drop de itens;
  • Aumento da quantidade de experiência em inimigos mais fracos;
  • Aumento no ataque;
  • E por fim, aumento na defesa.
Batbarian: Testament of the Primordials
Essas assistências podem ser ligadas e desligadas a qualquer momento (Imagem: Reprodução)

Certamente com toda essa facilidade, o jogo que tem cerca de 20 horas terá uma durabilidade reduzida, mas sem dúvidas, o jogador deixará de passar um pouco de raiva.

Uma trilha sonora magnífica em um belíssimo cenário pixelado

Batbarian: Testament of the Primordials possui belos gráficos em pixel art, que com certeza, se destacam em efeitos de iluminação e que se mostram realmente importantes diante à proposta do game. Alguns cenários são realmente escuros, mas isso é algo intencional e deixa tudo ainda mais desafiador.

Batbarian: Testament of the Primordials
Muitas vezes, você não enxerga além do que Pip pode iluminar (Imagem: Reprodução)

Os efeitos sonoros se encaixam perfeitamente aos eventos bem humorados do jogo e um grande destaque fica para a trilha sonora que é fabulosa. São cerca de 60 minutos de músicas especialmente compostas para o jogo onde cada uma delas funcionam perfeitamente para cada ocasião e se encaixam como uma luva no que cada cenário quer transmitir ao jogador.

Vale a pena comprar Batbarian: Testament of the Primordials?

Sem sombras de dúvidas, Batbarian: Testament of the Primordials foi uma surpresa para mim e valeria cada segundo investido. É um jogo com humor único onde controlamos um bárbaro falador em um mix de metroidvania e jogos como Mass Effect ou The Witcher e podemos optar por diversas respostas em diálogos cheios de sarcasmo e piadinhas ruins, mas que sem dúvidas irão te fazer gargalhar.

Porém, como nem tudo são rosas, tenho a minha ressalva. Batbarian: Testament of the Primordials não possui legendas em Português do Brasil, então, se você não tem um inglês afiado, espanhol, russo, coreano ou japonês, você não terá uma experiência completa e assim, eu não recomendaria. Já aproveito e faço um apelo à produtora para que lancem um patch de atualização com a localização para nosso idioma, isso seria perfeito.

Batbarian: Testament of the Primordials já está disponível para Nintendo Switch por US$ 19,99, na Steam, para PC, por R$ 37,99, PlayStation 4 por R$ 104,90 e Xbox One por R$ 74,95. Então, não perca tempo e entre de cabeça nessa grande aventura.

*Review elaborada no PlayStation 4 padrão, com código fornecido pela DANGEN Entertainment.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Filipe "Bdama" Villela, Pizza Fria

Atualizado em 19 Jul 2021.

Mais notícias

Dead Space Remake é anunciado para PC e consoles

Jogos

Battlefield 2042 revela “Portal”, uma nova experiência para os jogadores

Jogos

9 novidades que estarão em Dying Light 2 Stay Human

Jogos

Battlefield 1 e Battlefield V estão de graça no Prime Gaming

Jogos

Crash Bandicoot recebe bundle comemorativo de 25 anos para consoles

Jogos

Xbox Game Pass traz 12 novidades e 3 remoções em julho

Jogos