Guia da Semana

Guia da Semana

Clockwork Aquario é um game de plataforma no estilo side-scroller, ou seja, uma game de progressão lateral onde o jogador se move geralmente da esquerda para a direita. Seu desenvolvimento teve início em 1992 e foi o último jogo de Arcade desenvolvido pela empresa Westone Bit Entertainment, empresa fundada em 1986, responsável por jogos como Wonder Boy, Riot City e Adventure Island Dragon’s Curse.

Na época, o game com incríveis gráficos em 2D, tinha o objetivo de levar o hardware do Arcade Sega System 18 ao limite. Porém, infelizmente, ele foi cancelado devido ao alto hype de jogos de luta em 3D. Após 30 anos em desenvolvimento, o game criado pelo editor-chefe e co-fundador da empresa, Ryuichi Nishizawa volta com força total, graças aos esforços da Strictly Limited Games, uma empresa que se esforça para preservar os vídeo games e descobrir jogos que não foram lançados.

Clockwork Aquario teve seu lançamento dia 30 de novembro para o Nintendo Switch e PlayStation 4 na Europa, e chegou hoje nas Américas. E será que toda essa espera realmente valeu a pena? Pegue a pizza na geladeira e vem tirar essa dúvida comigo!

Trailer do game publicado pela ININ Games

Um enredo simples, mas que vai de encontro à proposta do game.

Como já dito, Clockwork Aquario é um jogo ao estilo Arcade, por isso, não espere nenhuma história bem elaborada. Temos aqui um enredo simples, mas que serve bem no propósito do game, nos fazer gastar toda mesada em uma máquina de fliperama.

Dr. Hangyo e seus lacaios estão planejando dominar o mundo e uma série de acidentes misteriosos estão ocorrendo em diversos lugares. Assim, Huck Londo, Elle Moon e o robô gigante Gush se uniram e partiram para o fundo do mar, rumo ao estranho mundo de Aquario para acabar com as ambições do vilão.

Clockwork Aquario
Dr. Hangyo e seus lacaios na tela de introdução de Clockwork Aquario (Imagem: Reprodução)

Os modos de jogo

Clockwork Aquario conta com 6 modos de jogo distintos. O modo de treinamento é usado para aprender as mecânicas do game, nela, apenas as duas primeiras fases estão disponíveis. O Modo Fácil é onde contamos com 9 continues para terminar o jogo, no Normal contamos com 5 continues e o difícil apenas apenas 3. Não há uma diferença na dificuldade em si, os inimigos e chefes continuam sendo os mesmos, porém, a quantidade de continues é alterada.

Clockwork Aquario
Huck London dando um rolê pelo mundo de Aquario. (Imagem: Reprodução)

Além desses modos básicos, temos o estágio bônus que é um mini game desbloqueado depois que a terceira fase for concluída em qualquer dificuldade. Esse mini game aparece apenas no modo para 2 jogadores e não pode ser jogado sozinho.

Por fim, o modo Arcade que é a campanha normal, porém, simula um fliperama e é possível jogar com continues infinitos, o botão R1 insere a ficha e o L1 entra no modo de serviço da máquina.

Controles simples e precisos

Cada um dos três personagens possui mesmo que sutil, algumas peculiaridades. Huck Londo é o mais ágil entre eles, já Elle Moon é a mais equilibrada entre os três e parece ser mais leve, por isso, demorar um tempinho a mais no ar.

O robô Gush por sua vez, por ter uma envergadura maior, acerta ataques mais longe que os outros dois, porém, foi o único cujo controle me incomodou um pouco. Ao pular, ele avança para frente e por ser tratar de um jogo de plataforma, a precisão dos movimentos faz toda a diferença, em algumas situações, esse pequeno avanço me atrapalhou.

Clockwork Aquario
Huck Londo, Elle Moon e Gush, os três corajosos que irão para as ambições do Dr. Hangyo (Imagem: Reprodução)

Clockwork Aquario pode ser todo jogado em modo cooperativo e é nesse divertido modo que rola a confusão. Um jogador pode segurar o outro pressionando o botão de ataque e é possível usar o aliado como projétil para matar inimigos ou estourar balões.

O audiovisual de Clockwork Aquario

Os gráficos de Clockwork Aquario são lindos, coloridos e muito bem definidos. A alteração no corpo dos personagens ao tomar dano é hilária, os inimigos e chefes são criativos e as 5 diferentes fases que vão de fábricas a florestas, sol e chuva, contam com diversos elementos muito bem construídos.

Clockwork Aquario
Huck não me parece muito bem… (Imagem: Reprodução)

Pressionar o trackpad em qualquer momento, abre um menu onde é possível resumir o game ou acessar opções para ajustar a proporção da tela para tela cheia, 1:1 ou pixel perfeito, adicionar filtros ou shaders como intensidade do scanline, curvatura da tela e muitas outras opções para simular as saudosas telas de tubo dos fliperamas antigos.

As músicas são outro show à parte, compostas pelo grande Shinichi Sakamoto, responsável também pelas clássicas de Wonder Boy e Blood Gear e podem ser escutadas no modo Soundtrack em suas versões originais ou remixadas. Porém, fica a ressalva de que infelizmente não é possível alternar entre as versões durante o jogo.

Extras

Mesmo que poucos, temos alguns conteúdos extras em Clockwork Aquario, o bônus Stage – Mini Game é um ótimo jogo competitivo. Como já dito, só temos acesso a ele no modo dois jogadores, e é uma espécie de queimada onde devemos jogar uma bola de futebol nas bexigas do adversário. Vence quem estourar todas as bexigas primeiro.

Clockwork Aquario
É um modo bem divertido, mas que poderia sim ter sido melhor explorado. (Imagem: Reprodução)

No modo Galeria, podemos apreciar 25 imagens conceituais com uma breve descrição sobre elas, que vão desde o logotipo do jogo atual a imagens do jogo original. É um modo bacana, mas que também peca por já vir todo desbloqueado, seria bacana além das 25 imagens originais, a possibilidade de irmos desbloqueando novas ao terminar o jogo.

Por fim, mas não menos importante, como já citado acima, temos o modo Soundtrack onde podemos apreciar as músicas do game tanto em seu modo original quanto remixadas.

Clockwork Aquario
O modo galeria é bem legal, mas com certeza poderia ter sido melhor explorado. (Imagem: Reprodução)

Clokwork Aquario é um jogo muito pequeno e com certeza, os extras poderiam ter sido muito melhor explorados para melhorar no fator replay.

Vale a pena comprar Clockwork Aquario?

Clockwork Aquario possui 6 tipos de linguagens diferentes e nenhum deles é português do Brasil. No entanto, felizmente, isso não faz diferença. A história aqui pode até mesmo passar batida que o jogo continua sendo extremamente divertido. O grande problema de todo o jogo está na duração.

São apenas 5 fases e elas são muito curtas. Com cerca de 20 a 30 minutos é possível terminar toda a campanha com qualquer um dos personagens e o que nos resta, é refazer a campanha com os outros dois, mas infelizmente sem nenhuma recompensa extra ou mudança na história.

Clockwork Aquario não está sendo vendido a preço cheio, o que é bom, mas como eu disse é bem curto. Então, se você sente falta de um bom jogo de plataforma e não se importa com a duração, pode pegar sem medo, pois o jogo é extremamente divertido. Porém, saiba que o jogo é realmente curto e talvez seja melhor esperar o preço abaixar ainda mais ou pegar em uma promoção.

Clockwork Aquario está disponível para Nintendo Switch por R$ 99,99 e para PlayStation 4 por R$ 99,50, apenas em formato digital.

*Review elaborada no PlayStation 4 padrão, com código fornecido pela ININ Games.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Filipe "Bdama" Villela, Pizza Fria

Atualizado em 14 Dez 2021.