Guia da Semana
Jogos
Por Carlos Maestre, Pizza Fria

Dia Nacional do Futebol: 5 jogos para balançar as redes virtuais

Selecionamos cinco jogos com a gorduchinha pra celebrar o Dia Nacional do Futebol. Se seu time está mal das pernas, talvez seja hora de entrar em campo..

Você sabia que 19 de julho é o Dia Nacional do Futebol? Pois é, a data não vem ao acaso, já que marca o aniversário do Sport Club Rio Grande. O clube é o mais antigo em atividade no Brasil e foi fundado, neste mesmo dia, em 1900. Com o objetivo de celebrá-lo e adicionar um pouco de videogame na mistura, preparamos a lista Dia Nacional do Futebol: 5 jogos para balançar as redes virtuais.

A data foi criada em 1976, quando a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda era a Confederação Brasileira de Desportos (CBD). No mesmo ano, o primeiro videogame a usar um microprocessador e cartuchos seria lançado, o Video Entertainment System (conhecido como VES ou Canal F), da Fairchild Semiconductor. Se, por um lado, o Sport Club Rio Grande existe até hoje, por outro lado, de lá pra cá muita coisa mudou para os games, inclusive o jeito de bater uma pelada virtual. Ainda mais se considerarmos que os videogames fizeram verdadeiras releitura de como balançamos as redes.

Como comemorar o Dia Nacional do Futebol? Para isso, escolhemos cinco títulos bem diferentes e todos muito marcantes – tanto na história do futebol virtual, quanto na história dos games. Provavelmente o maior clássico quando se fala de games de futebol é a rivalidade internacional entre FIFA, da Electronic Arts, contra Pro Evolution Soccer, da Konami.

Caso a falta do esporte bretão em tempos de pandemia faça falta, não se entristeça, pelo contrário! Bola pra frente e escolha um dos títulos abaixo para suprir a diversão e o entretenimento. Também vale personalizar o uniforme virtual caso seu time não esteja correspondendo na realidade e vá mal das pernas.

Além de minha contribuição com Mario Strikers Charged e Pro Evolution Soccer, ajudaram com a lista: Álvaro Saluan (FIFA), Sérgio Barbosa (Rocket League), Rodrigo Arbex (International Superstar Soccer Deluxe).

International Superstar Soccer Deluxe (1994)

International Superstar Soccer, ou simplesmente ISSS para os íntimos, revolucionou o conceito de jogos de futebol no mundo dos videogames. O game foi originalmente lançado para Super Famicom em novembro de 1994 no Japão, o nosso Super Nintendo, ganhou as Américas e, sobretudo, os brasileiros em 1995. O jogo é da Konami e por isso pode ser considerado o “pai” do Pro Evolution Soccer (PES). Ele chegou brilhando pelo seu estilo arcade: rápido, divertido, belos gráficos e narração indefectível. O game levava consigo a base das seleções da Copa de 1994, nos Estados Unidos, porém com nomes dos jogadores “fantasia” que marcaram época, como lendário Allejo (baseado em Bebeto), por exemplo.

O sucesso foi tanto que, ainda em 1995, fez seu sucessor com atualizações pontuais: International Superstar Soccer Deluxe. Vários modos de jogo, campeonatos, possibilidade de jogar com até quatro players (algo raro à época) complementavam sua diversão, sem contar com o famoso “Konami Code” que transformava o juiz em cachorro.

A diversão e sucesso levaram a uma onda de mods e de hacks idealizadas por um peruano, cujas diversas versões adicionaram clubes das Américas e a inesquecível narração em portunhol. Quantas memórias… E o melhor de tudo: ao contrário de muitos jogos da época, ambos envelheceram bem, ainda rendem boas partidas para os mais saudosistas e até para uma galera nova.

Dia Nacional do Futebol sem International Superstar Soccer não é Dia Nacional do Futebol. [Imagem: Reprodução.]
Dia Nacional do Futebol sem International Superstar Soccer não é Dia Nacional do Futebol. Imagem: Reprodução

FIFA (1991 em diante)

Entra ano, sai ano, sempre temos uma nova versão de FIFA. Essa fórmula se segue, e por um bom motivo. Bem, pelo menos pra Electronic Arts. Para se ter dimensão do êxito da série, somente no último ano fiscal, a EA lucrou por volta de US$ 3,722 bilhões, sendo boa parte advinda dos modos Ultimate Team de seus jogos de esporte. Realmente, o modo consegue entregar um alto nível competitivo, mas também bons momentos de frustração, sobretudo pelo famigerado handicap alegado por boa parte dos jogadores.

No entanto, a cada nova versão de FIFA, os jogadores seguem bastante divididos. Enquanto uns criticam copiosamente, outros adoram. Alguns ficam no meio termo, batendo, mas jogando – e isso talvez aconteça por faltar concorrência (ou a comunidade ignorar massivamente o eFootball Pro Evolution Soccer). FIFA 20 segue a fórmula dos antecessores e nos coloca em uma das experiências mais licenciadas do futebol mundial. Porém, um grande problema da série é não contar com o licenciamento total dos times do Campeonato Brasileiro, onde os times disponíveis são formados por jogadores genéricos.

Na edição de 2020, o destaque fica para o Volta, modo muito similar ao visto no FIFA Street. Nele, os jogadores poderão usar e abusar de dribles e muito estilo para chegar na cara do gol e se consagrar no melhor estilo street soccer.

Rocket League (2015)

Como já dizia a molecada do bairro, se tem duas traves e uma bola, então é futebol! Mesmo que, ao em vez de chuteira, você use… carros-foguete voadores? Sim, esse é o Rocket League, sucesso mundial há mais de cinco anos. Nele, duas equipes batem uma pelada usando carros turbinados capazes de cortar os céus e fazerem manobras das mais criativas. Claro, isso se você for um profissional das ligas de esports. Pois, se for um novato (tipo eu), o máximo que vai conseguir é colidir com o próprio companheiro de equipe enquanto sofre para conseguir ao menos acertar a bola.

Não apenas duplas, como também trios são os principais formatos do jogo da Psyonix. Para que a vitória seja alcançada, mesmo quando falta habilidade, trabalho em equipe é fundamental. Por isso, muitos jogadores de Rocket League alegam que este seria o game com a sensação mais próxima de se jogar futebol, já que cada um faz verdadeiramente parte de um time. Aqui, cada time não atua comandado por apenas um cérebro, pelo contrário: o jogador em campo é apenas um dos carros, tornando comunicação e coordenação fundamentais para chegar ao bom resultado.

O melhor de tudo é que Rocket League é cross-play, isto é: pode ser jogado com jogadores outros e consoles e de PC. Atualmente está disponível para Microsoft Windows, PlayStation 4, Xbox One, macOS, Linux e Nintendo Switch. Dito tudo isso, é uma menção legítima para o Dia Nacional do Futebol.

Mario Strikers Charged (2007)

Mario já pilotava karts, jogava tênis e também golfe – além de sabe-se lá quantas vezes ter salvo a princesa – quando Super Mario Strikers (2005) marcou a estreia do “fofômeno” italiano nos gramados do Reino Cogumelo. Já que o jogo saiu no finalzinho da vida do Nintendo GameCube, visto que o Nintendo Wii veio no ano seguinte, demorou pouco para que Mario Strikers Charged chegasse com melhorias, mais itens loucos e botinadas. O formato simples de cinco contra cinco em partidas de três minutos é, inegavelmente, diversão na certa. Ambos foram desenvolvidos pela Next Level Games, responsável por Luigi’s Mansion 3.

Um capitão em campo, três companheiros e o Kritter (de Donkey Kong Country) no gol, time pronto. Os capitães podem ser Mario, Luigi, Peach, Daisy, Yoshi, Wario, Waluigi, Bowser, Donkey Kong, Bowser Jr., Diddy Kong e Petey Piranha; enquanto Shy Guy, Toad, Hammer Bro., Koopa Troopa, Birdo, Boo, Monty Mole e Dry Bones são possíveis companheiros. Cada um tem igualmente pontos fortes e fracos e os itens no gramado são bens equilibrados, restando saber como utilizá-los com estratégia ofensiva ou defensiva.

Mario Strikers Charged introduziu uma bola metálica. Ela começava pesada e lenta, mas acelerava com o passar dos passes consecutivos. Dessa forma, o jogo não era uma farra de itens, mas – além de estratégia – trazia também habilidade. Claro, ao ficar de cara pro gol e segurar o botão de chute, um minigame começava e, às vezes, a patada atômica de um “mega strike” era lançada e vários gols sairiam em sequência. Assim sendo, estamos na torcida (ahm ahm) por um novo jogo no Nintendo Switch.

Pro Evolution Soccer (1995 em diante)

Você se lembra quando precisava fazer a distinção entre Winning Eleven e Pro Evolution Soccer? Então tá na hora de parar de entregar a idade! Pro Evolution Soccer virou o nome oficial da série desde 2001, travando batalhas anuais com seu principal concorrente, FIFA. E provavelmente estes são os primeiros dois nomes que virão à cabeça quando se ouvir “game de futebol”. Ou seja, estamos falando de gigantes. Entre os gigantes dos esports, a PES League é realizada anualmente desde 2010.

Por mais que muitos critiquem a lenta evolução no gênero, há uma base dedicada para ambos. No entanto, o feito das séries da Konami é mais louvável ao vermos que seu renome tem méritos no excelente gameplay e nem tanto na licença e nos rios de dinheiro injetados pela FIFA (a entidade, não o game) e patrocinadores. No momento em que falamos de International Superstar Soccer, lá em cima, ficou claro como a empresa japonesa tem e manteve seu pedigree.

A Konami inovou e, pela primeira vez, a edição seguinte chegará na forma de um passe de temporada para o jogo do ano anterior.

Mais listas!

Além de Dia Nacional do Futebol: 5 jogos para balançar as redes virtuais, constantemente criamos outras listas, confira clicando aqui! Entre elas, estão dicas de atacantes para seu FIFA Ultimate Team, sugestões de games para jogar em casal, trilhas sonoras inesquecíveis e muito mais!

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Carlos Maestre, Pizza Fria

Atualizado em 20 Jul 2020.

Mais notícias

Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 | Preview

Jogos

Confira o review de 'What the Golf?'

Jogos

Epic Games Store libera 'Troy: A Total War Saga' e outros jogos de graça

Jogos

Control Ultimate Edition é anunciado para Steam

Jogos

Metamorphosis | Review

Jogos

Rocksteady Studios anuncia jogo do Esquadrão Suicida

Jogos