Guia da Semana
Jogos
Por Álvaro Saluan, Pizza Fria

Diferenças entre PS5 e Xbox Series X: o que sabemos até então

Como sabemos, em 2020, uma nova geração de consoles estará entre nós. E enquanto Sony e Microsoft fazem seus ajustes.

Como sabemos, em 2020, uma nova geração de consoles estará entre nós. E enquanto Sony e Microsoft fazem seus ajustes finais, nós, jogadores, estamos ansiosos para experimentar o salto tecnológico da próxima geração com o PlayStation 5 e o Xbox Series X. No entanto, se você está acompanhando de uma perspectiva mais “técnica”, é possível perceber que esses dois sistemas contam com muitas características em comum. Do CPU e GPU da AMD aos SSDs ultrarrápidos, tanto o PS5 quanto o Xbox Series X certamente oferecem desempenho bastante semelhante. Porém aqui, vamos nos focar mais em aspectos que os diferenciam.

Além de alguns detalhes importantes relacionados ao hardware, o PS5 e o Xbox Series X trazem algumas diferenças bem notáveis. Jogos exclusivos, serviços de assinatura, controles, retrocompatibilidade, armazenamento expansível, estética… Enfim, essas são as formas pelas quais os novos consoles estão formando suas identidades distintas e preparando o cenário para a próxima geração.

Portanto, se você está indeciso sobre qual plataforma irá adquirir, esses são aspectos que você deve considerar. Vale ressaltar que continuaremos a atualizar o conteúdo dessa matéria à medida em que novidades sejam anunciadas até os respectivos lançamentos.

Jogos exclusivos

Como sabemos, a Microsoft fez movimentos significativos nos últimos anos, adquirindo vários estúdios para a Xbox Games Studios. Embora isso signifique que essas equipes de desenvolvimento obtenham o suporte de um gigante como a Microsoft, também significa que o Xbox pode receber mais jogos exclusivos. Contudo, é complicado falar sobre isso em termos definitivos, dada a dedicação da Microsoft em oferecer versões de jogos de primeira linha para PC, além de suporte entre gerações e, em alguns casos, exclusividade temporizada. Mas comparando Xbox e PlayStation, vamos analisar o que ambos podem oferecer em matéria de jogos.

O que foi confirmado no novo console da Microsoft

Quanto ao que foi confirmado, o Xbox Series X terá títulos como Senua’s Saga: Hellblade 2, sequência do aclamado Hellblade: Senua’s Sacrifice, da Ninja Theory. Já os criadores de Observer e Layers of Fear, a Bloober Team, estão lançando seu novo jogo, The Medium, exclusivamente para Xbox Series X e PC. E, claro, um dos carro-chefes da Microsoft, Halo Infinite, também deve ser lançado para o Series X, contando com uma versão para Xbox One.

Certamente mais exclusivos serão anunciados à medida que nos aproximamos do lançamento do console. Isso pode acontecer já em julho, durante a grande o showcase Xbox 20/20, que também nos dará uma visão mais profunda de Halo Infinite.

Os poucos exclusivos anunciados pela Sony

A Sony chegou firme com exclusivos na era PlayStation 4, e ainda está com The Last Of Us Part II e Ghost Of Tsushima a caminho. Portanto, espera-se o mesmo para a próxima geração. Mas, ainda não se tem muitas novidades sobre os exclusivos do PlayStation 5. No Game Awards 2019, a Gearbox revelou Godfall para PS5 e PC. O título deve ser lançado no final do ano. A Counterplay, desenvolvedora por trás do game, o descreve como um “slasher de fantasia em terceira pessoa”.

Além disso, estamos cientes de um jogo chamado Quantum Error, da Teamkill Media que está sendo desenvolvido para o PS4 e PS5. O título parece ser uma experiência de horror em primeira pessoa. Embora uma sequência de Horizon Zero Dawn seja um “segredo bastante aberto”, a Guerrilla Games não confirmou nenhum detalhe. Mas, é algo que pode acontecer.

Por fim, claro que existem vários jogos multiplataforma e jogos de serviço ao vivo que foram confirmados para ambos os consoles, como Fortnite, Assassin’s Creed: Valhalla, Dirt 5 e vários outros.

Assassin's Creed Valhalla
Assassin’s Creed: Valhalla já está confirmado para a nova geração (Imagem: Divulgação)

Os serviços de assinatura

Mais do que nunca, o cenário dos games vai girar em torno dos serviços de assinatura dos respectivos consoles. As diferenças que vivenciamos agora serão transferidas para a próxima geração e, à medida que fazemos a transição para o PS5 e Xbox Series X, esses serviços certamente evoluirão.

Xbox Game Pass

Usuário do Xbox ou não, você deve admitir que o Xbox Game Pass foi uma revolução na maneira de como os jogos são descobertos e jogados. No que você pode considerar facilmente a “Netflix dos jogos”, o Game Pass fornece acesso para baixar e jogar qualquer jogo em sua biblioteca por um custo de assinatura, incluindo todos os títulos originais da publisher no dia do lançamento. A Microsoft está adotando completamente o Game Pass como parte essencial do futuro do Xbox, oferecendo jogos de alto nível até no PC. Porém, o objetivo da empresa é simplesmente levá-lo ao seu ecossistema Xbox, console ou não. Mas quando se trata de decidir qual plataforma se inclinar para a próxima geração, o Game Pass deve ser um fator importante a ser considerado.

Xbox Game Pass
Imagem: Divulgação

PlayStation Now

Já a Sony também tem feito movimentos com o PlayStation Now, que ainda não está disponível no Brasil. Embora não seja tão robusto quanto o Game Pass, ele compartilha semelhanças ao conceder acesso a uma grande biblioteca de jogos. Sendo assim, os jogos PS4 e PS2 no PS Now podem ser baixados localmente ou transmitidos via streaming, enquanto os jogos PS3 podem ser transmitidos apenas por streaming.

O foco do PS Now, no entanto, está na transmissão de jogos baseados na nuvem. O serviço avançou em termos de melhoria da latência, funcionalidade e ofertas de jogos (mesmo estando disponíveis no PC). Contudo, esperamos que a Sony avance ainda mais nesta nova geração. Detalhes sobre como o PS Now será integrado ao PS5 devem ser tratados nos próximos meses.

A Microsoft ainda não mostrou todas as suas cartas quando se trata de algo como o Project xCloud, que se encaixa no ecossistema do Series X. No entanto, a empresa indicou que detalhes poderão ser citados nos futuros eventos do Xbox 20/20.

No geral, o Xbox Live Gold e o PlayStation Plus compartilham muitas semelhanças. Eles oferecem acesso a jogos multiplayer online, recursos adicionais, como economia na nuvem e distribuem jogos gratuitos mensalmente. Uma coisa a observar é que os assinantes do Xbox Game Pass Ultimate também recebem o Live Gold, facilitando o acordo para ambos os serviços.

Retrocompatibilidade e entrega inteligente

Os consoles não servem apenas para o aqui e o agora; a retrocompatibilidade tem sido um recurso importante para o Xbox One e continua a ser uma chave importante para a Microsoft no Xbox Series X. O novo console reproduz todos os jogos disponíveis do Xbox One, além dos títulos de Xbox 360 e Xbox originais compatíveis. De várias maneiras, o Series X representa uma unificação de todas as gerações do Xbox.

Series X e o Smart Delivery

E, para fortalecer essa filosofia, a Microsoft traz o sistema Smart Delivery. Sendo assim, todos os jogos de primeira classe e títulos de terceiros selecionados (como Assassin’s Creed Valhalla e Cyberpunk 2077) integrarão esse sistema, o que significa que quando você compra esses jogos entre gerações, os adquire para os dois sistemas. O Xbox reconhecerá as versões digitais vinculadas à sua conta e o hardware reconhecerá a versão correta que foi otimizada para o respectivo console.

A possível retrocompatibilidade do PS5

A Sony está adotando a retrocompatibilidade com versões anteriores de maneira importante para o PS5, especialmente se comparada com o PS4 e PS3, que não deram muita atenção para isso. No entanto, os detalhes de como ela funcionará ainda são um pouco duvidosos, mesmo vindos da Sony. A Sony diz que “acredita que a maioria esmagadora” dos jogos para PS4 será compatível com o novo modelo, mas terá que avaliar isso jogo a jogo. Por fim, espera-se que os jogos do PS4 aproveitem os recursos do PS5, melhorando o desempenho e as resoluções.

Melhorias implementadas nos controles

A Microsoft não está muito longe de seu design final para a próxima geração. O controle do Xbox Series X apresenta uma minúscula alteração na ergonomia, um novo botão de compartilhamento no centro e uma conexão USB-C. O pad direcional apresenta uma grande revisão ao usar um d-pad de 8 vias. Basicamente, é muito semelhante ao gamepad do Xbox One. E ele ainda usa duas pilhas AA para se alimentar.

Diferenças PS5 e Xbox Series X
O controle do Xbox Series X (Imagem: Divulgação)

O DualSense do PS5 não apenas continua a se diferenciar do design do Xbox, mas também é o mais diferente dentre os modelos da Sony até então. Inicialmente, ele tem um design em dois tons e uma forma um pouco mais volumosa, mas vale a pena observar vários recursos adicionais. O DualSense possui um microfone embutido, um botão Share renovado que agora é chamado de botão Create, gatilhos adaptativos L2 e R2, feedback háptico e uma conexão USB-C. Por fim, o DualSense usa uma bateria recarregável embutida como seu antecessor, e a Sony afirma que terá uma vida útil melhorada.

DualSense
O DualSense (Imagem: Divulgação)

Os usuários atuais do Xbox devem ficar felizes em saber que todos os controles do Xbox One são compatíveis com o novo console, embora sem o novo botão de compartilhamento. A Sony ainda não disse nada a respeito da compatibilidade do DualShock 4 com o PS5.

Mudanças nos formatos

Uma das coisas que mais surpreenderam no Xbox Series X foi sua aparência física. Ele pode ser considerado como um dos maiores consoles da história, com um formato retangular vertical, como um grande tijolo. Obviamente, você poderá colocar o console de lado, mas suas dimensões são diferentes de qualquer Xbox (ou qualquer outro console) antes dele. Ele foi projetado de maneira a permitir a saída de ar da parte superior do console (quando posicionado na vertical), facilitando o gerenciamento da temperatura.

Diferenças PS5 e Xbox Series X
O design escolhido pela Microsoft para o Xbox Series X (Imagem: Divulgação)

Sobre o design físico, o PlayStation 5 finalmente apresentou o console que, até recentemente, vinha sendo mantido em segredo. A Sony surpreendeu por inovar no design, marca registrada da empresa. Assim, o modelo foi apresentado predominantemente na cor branca e com formas bem distintas do PS4. Além disso, foi anunciado que novo console será lançado em duas opções: um modelo padrão com unidade de disco Blu-ray Ultra HD e um modelo digital, sem unidade de disco.

PlayStation 5
O formato do PS5. Imagem: Divulgação

O famigerado armazenamento SSD

Tanto o Xbox Series X quanto o PS5 utilizarão unidades de estado sólido (SSD) para armazenamento ultrarrápido, aproveitando a tecnologia NVMe que está atualmente disponível em PCs. E até levará isso mais além. A Sony apresentou seus benchmarks para mostrar quão rápido será seu SSD, e os desenvolvedores que trabalham com o Xbox Series X mencionaram revoluções semelhantes na velocidade de armazenamento no console da Microsoft.

No entanto, a capacidade de armazenamento interno é um pouco diferente entre os dois: o Xbox Series X vem com um SSD de 1TB, enquanto o PS5 possui um SSD de 825GB. Os jogos estão ficando cada vez maiores em termos de tamanho da instalação e os jogos digitais são cada vez mais comuns; portanto, você certamente deverá considerar o armazenamento externo.

Diferenças PS5 e Xbox Series X
Imagem: LetsGoDigital/Reprodução

O armazenamento do Series X parece mais limitado que o do PS5

Quando se trata do Xbox Series X, um SSD de 1TB da Seagate estará disponível. A Microsoft afirma que os usuários não verão perda de velocidade entre os SSDs internos e externos devido à arquitetura do console e à tecnologia de hardware. No entanto, você pode conectar outras unidades externas para transferir dados e instalações de jogos, mas qualquer jogo do Series X precisa ser movido para o SSD interno antes de jogar; já os jogos de Xbox One podem ser jogados a partir de unidades externas.

A Sony está permitindo que o PS5 seja um pouco mais aberto quando se trata de suas opções de armazenamento expansível. O novo console suporta certas unidades m.2 NVMe disponíveis no mercado. Isso é possível pois o console possui um slot de expansão interno m.2. No entanto, o arquiteto de sistema da Sony, Mark Cerny, afirmou que seu SSD precisa ser tão rápido quanto o incorporado no PS5, pois os jogos serão feitos para tirar proveito específico dessa velocidade. Outras unidades USB podem ser usadas como armazenamento externo, e você poderá reproduzir jogos de PS4 compatíveis com versões anteriores diretamente dele.

A ligeira diferença de poder de hardware

O debate sobre qual console será mais poderoso que o outro é bastante infrutífero, principalmente porque ainda nem podemos testá-los. Apontar para os TFLOPs (a estimativa geral do poder de processamento gráfico) seria uma simplificação exagerada, mas sim, há uma diferença no papel. O PS5 chega a 10,28 TFLOPs, enquanto o Xbox Series X é classificado em 12,18 TFLOPs, para ser exato. Ainda não se sabe se isso se traduz em uma diferença real de desempenho entre ambos.

Qual a grande diferença entre o PS5 e o Xbox Series X?

Sabemos que o PS5 e o Xbox Series X são capazes de rodar ray tracing, resolução 4K (e eventualmente 8K) e 120 FPS. Contudo, esses recursos gráficos dependam amplamente de como os desenvolvedores constroem seus jogos. Ambos os consoles usam hardware personalizado desenvolvido pela AMD, que utiliza sua arquitetura de CPU Zen 2 e a tecnologia de GPU RDNA 2 baseada em Navi. Então, qual é a grande diferença entre os consoles? Até agora, apenas números como TFLOPs e unidades de computação. Independentemente disso, eles são muito mais poderosos que os consoles anteriores.

Além disso, as métricas de desempenho conhecidas dos dois consoles não são motivo de desprezo. Mesmo se o PS5 estiver ligeiramente abaixo do console da Microsoft, a recente demonstração tecnológica da Epic Games, mostrando o Unreal Engine 5, mostrou o salto gráfico de última geração com ativos altamente detalhados, bilhões de triângulos e o impressionante sistema de iluminação Lumen. Tudo isso rodando em um PS5.

Especificações técnicas de cada console (até agora)

PlayStation 5Xbox Series X
CPUAMD Zen 2 (arquitetura), 8 núcleos, até 3.5 GHzAMD Zen 2 (arquitetura), 8 núcleos, a 3.8 GHz (3.6 GHz com SMT)
GPU10.3 TFLOPs (aproximadamente), 36 CUs a 2.23 GHz, RDNA 2 customizada (suporte a ray tracing)12 TFLOPs, 52 CUs a 1.825 GHz, RDNA 2 customizada (suporte a ray tracing)
Memória RAM16GB GDDR616GB GDDR6
MemóriaSSD 825GB (expansível via HD externo ou SSD NVMe)SSD 1TB (expansível via placa adicional 1TB Seagate ou HD externo)
Drive ópticoBlu-ray 4K UHDBlu-ray 4K UHD
Largura de banda448GB/s10GB a 560GB/s, 6GB a 336GB/s
Resolução4K e 8K, até 120 fps4k e 8k, até 120 fps
Extras“Tempest” 3D AudioTech, retrocompatilidade inicial com 100 jogos de PS4Xbox Velocity Architecture, retrocompatibilidade com jogos de todos os Xbox

O consumo de energia será um outro detalhe. Embora ainda não tenhamos muito o que falar, sabemos pelo menos que a Sony está reformulando o modo de descanso do PS5 para consumir significativamente menos energia em comparação com o PS4.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Álvaro Saluan, Pizza Fria

Atualizado em 24 Jun 2020.

Mais notícias

The Dark Pictures Anthology: Little Hope chega em outubro

Jogos

10 jogos de samurai para jogar antes de Ghost of Tsushima

Jogos

eFootball PES 2020 anuncia o evento UEFA EURO 2020 Matchday

Jogos

Xbox Games Showcase será no dia 23 de julho

Jogos

F1 2020 | Review

Jogos

Horizon Zero Dawn será lançado para PC em 7 de agosto

Jogos