Guia da Semana

Guia da Semana

Endless Dungeon é um jogo de ação tática rogue-lite da SEGA e a Amplitude Studios que será lançado para PC, via Steam, Xbox One, Xbox Series X|S, PlayStation 4, PlayStation 5 e Nintendo Switch. No game, temos que recrutar uma equipe de heróis e adentrar calabouços sem fim (como o título sugere), em uma estação espacial abandonada há muito tempo, tendo como principal objetivo sobreviver e manter seu cristal protegido contra uma horada de monstros. Nesta preview, traremos nossas primeiras impressões sobre o título, que foi apresentado durante um evento na última quarta-feira, 22, e promete ser bem intenso. Confira!

A narrativa

Endless Dungeon não conta com uma narrativa extremamente elaborada, tendo maior foco no quesito sobrevivência. No entanto, o jogo te coloca preso em uma estação espacial, com algumas pessoas que estão abandonadas por lá há décadas, cheias de histórias. Alguns podem até contar histórias sobre como sair ou como ficar preso praticamente para sempre neste lugar esquecido… E como jogador, nós temos a tarefa de tentar entender o que se passa, reunindo itens, outras pessoas perdidas e o mais importante: sobreviver a inúmeros inimigos.

Desta forma, as runs de Endless Dungeon sempre terão uma novidade, me lembrando muito o que eu vi ao jogar Hades, mas com uma temática mais atrativa em minha modesta opinião. A estética futurista de se estar em uma estação espacial é interessante e os personagens em si, cada um com características únicas, me deixaram animado para o que virá na versão final. Infelizmente, o tempo de teste da preview foi um pouco curto, mas deu pra ter uma dimensão do desafio que o jogo trará.

endless dungeon
O caos reina em Endless Dungeon. (Imagem: Divulgação)

Defenda o cristal!

Antes de começar uma corrida, é melhor verificar seus equipamentos, pois a cada nova sala descoberta, surpresas estarão por vir. E em boa parte delas a surpresa não será nada boa. Mas aí entra um diferencial de Endless Dungeon: você pode construir diversos tipos de torres como escudo ou uma metralhadora automatizada que auxiliarão na defesa dos objetivos e pontos cruciais do game, que traz um pouco de gerenciamento ao manejarmos três recursos: indústria, ciência e comida, que podem ser encontrados ao destruir coisas no mapa ou em máquinas que “farmam” automaticamente.

Tudo isso, do preparo da equipe, a escolha de equipamentos e a construção de defesas, acabam sendo ligado ao objetivo primordial do jogo, que é defender seu cristal, peça chave para que você avance nas corridas. E olha, é um objetivo complicado de se lidar, sobretudo quando o cristal começa a andar para o destino final e centenas de inimigos pulam pela tela, sendo um verdadeiro inferno de balas! E eu adoro esse aspecto em Endless Dungeon, que nos coloca no meio da ação constante e sem ter muitas firulas.

endless dungeon
Construa torres e use todo o seu poder para defender o cristal! (Imagem: Divulgação)

Aspectos mais técnicos

A versão de Endless Dungeon jogada por mim era uma prévia, portanto seria normal ter alguns probleminhas. E, de fato, aconteceu um pouco de lag em momentos onde surgiam muitos inimigos, mas nada grave. De uma forma geral, apesar deste único problema perceptível, o jogo tem uma jogabilidade e gráficos agradáveis, não tornando a tela numa grande confusão. A leveza dos gráficos atrelada a simplicidade da jogabilidade formam uma combinação excelente, não deixando nada a desejar, sendo possivelmente um dos rogue-lites mais divertidos que já joguei.

A questão sonora também é interessante, nos auxiliando a entender de onde os inimigos estarão vindo. A trilha sonora também não fica atrás, se enquadrando exatamente no contexto em que somos colocados. Aliás, durante o evento, foi apresentada uma música temática do jogo simplesmente incrível! E para mim, nada melhor do que um bom jogo com uma trilha sonora atrativa.

endless dungeon
Espere por muita ação! (Imagem: Divulgação)

De uma maneira geral, Endless Dungeon é um jogo simples e que conta com um tutorial logo em seu início, feito justamente para esclarecer as características de cada personagem, o uso de cada um dos recursos e outros itens que aparecem ao longo da aventura. E isso é excelente, sobretudo para quem não está adaptado ao gênero.

O que esperar de Endless Dungeon?

Confesso estar bastante otimista para a versão final de Endless Dungeon. O evento em que foi possível ouvir mais detalhes diretamente dos desenvolvedores e jogar o título por um período, me deixou bem animado. É interessante demais poder ver o processo de desenvolvimento de um jogo e como uma equipe se dedica para criar o produto final. Melhor ainda é poder participar do evento e ser ouvido, dando feedbacks.

A jogabilidade de Endless Dungeon me agradou demais, sendo simples e, ao mesmo tempo, repleta de ação. Eu gosto demais do constante desafio proposto pelo gênero rogue-lite, embora possa ficar um pouco repetitivo depois de algum tempo. Particularmente, a variação de acontecimentos em Endless Dungeon me prendeu em um primeiro momento, mas confesso que gostaria de passar mais horas explorando as milhares de salas, morrendo e recomeçando cada corrida.

Concluindo, o título está no caminho certo e promete ser muito divertido. Melhor ainda será quando tivermos mais personagens para controlar, aumentando ainda mais o nosso esquadrão. Que venha a versão final (e que ela seja traduzida para o português brasileiro!)

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Álvaro Saluan, Pizza Fria

Atualizado em 27 Jun 2022.