Guia da Semana
Jogos
Por Pizza Fria, Pizza Fria

NBA 2K21 | Review

Mais um ano que chega, e mais um ano que a 2K mantém a dominância no mercado de jogos esportivos..

Mais um ano que chega, e mais um ano que a 2K mantém a dominância no mercado de jogos esportivos. Ao menos no quesito simulação, pois NBA 2K21 é mais um jogo que a publisher acertou a mão. Apesar de algumas críticas de jogadores referentes à falta de inovação, o game traz melhorias e desponta como um dos melhores títulos da franquia.

Lançado no último dia 4 de setembro, NBA 2K21 mostra que a franquia segue evoluindo o que parecia improvável, entregando mais uma vez um bom título aos fãs do basquete.

Os diferentes modos que chamam atenção

Antes de começar a falar especificamente de NBA 2K21, é preciso pontuar que na comparação com a edição anterior, eu notei uma significante melhora em alguns aspectos, como nos gráficos e na jogabilidade, o que tornou a experiência de jogo mais fluída. Houve também uma considerável otimização nos loadings do jogo, muito mais rápidos, e olha que estou falando da atual geração.

O novo 2K21 segue com os três tipos modos de jogo que vêm consagrando a franquia: MyTEAM, MyCAREER, MyGM/MyLEAGUE. Se você é um novato na franquia, vou apresentar cada um deles, para vocês entenderem melhor.

MyTEAM

Para os amantes do basquete e interessados em conhecer melhor o universo da franquia, o MyTEAM é uma boa porta de entrada, embora o cenário competitivo seja incrivelmente alto. Em sua essência, ele permite que os jogadores montem suas próprias equipes, contratando e demitindo jogadores. Para quem vem do futebol, é similar ao FUT, de FIFA, ou o myClub, do Pro Evolution Soccer.

Ao iniciar, somos presenteados com um pacote de jogadores, um “playbook” de jogadas de alguma franquia, o logo de uma das franquias, alguns boots de melhoria de desempenho de jogador, um modelo de bola, ou seja, tudo aquilo que necessitamos para começar a construir nossa equipe.

NBA 2K21
Michael Jordan pode fazer parte do seu MyTEAM (Imagem: Divulgação)

No MyTEAM, temos então que cumprir metas, vencer determinados jogos contra franquias variadas, de várias eras diferentes, para acumular pontos. Esses pontos podem ser trocados por mais pacotes de cartas que podem vir jogadores da liga, incluindo lendas do passado e presente como Michael Jordan, Shaquille O’Neal, Magic Jhonson, LeBron James e James Harden. Essas partidas podem ser jogadas tanto offline, quanto online, contra jogadores de todo o mundo, aumentando consideravelmente o desafio.

Ao pontuar especificamente sobre NBA2K21, novamente em comparação com o jogo do ano passado, nota-se que houve grande melhora no menu inicial do modo, deixando-o mais simplificado e de fácil entendimento. Isso facilita e até mesmo convida os jogadores a conhecer melhor a franquia, diferentemente do que era em outras edições do jogo.

MyCAREER

O modo mais jogado de NBA 2K há anos segue inovando. Na nova edição, temos uma nova história e um novo prelude, que inclusive é um dos maiores da franquia até agora. Só nele foram mais de 9 horas de jogo. E se você pensa que é uma jogatina arrastada e cansativa, se enganou. O começo do MyCAREER de NBA 2K21 é simplesmente sensacional, sem sombra de dúvida um dos melhores inícios de modo já feitos pela franquia.

Seja nos gráficos, ou na movimentação e reação dos personagens, passando pela forma como interagem entre si, tudo ficou mais natural e humano. O modo história do jogo ainda ganhou em emoção, deixando-o verdadeiramente incrível.

O MyCAREER é indicado para dois tipos de jogadores: para quem ama uma boa história ou para quem quer conhecer melhor como funciona o mundo do basquete. Nele, você pode criar seu próprio jogador, escolhendo entre as cinco posições que desejar (pivô, armador, ala-armador, ala e ala-pivô). Há opções de personalização, que passam pelo nome, cor dos olhos, tonalidade da pele, corte de cabelo, tamanho dos olhos, pelos faciais, tamanho e formato da boca, tamanho de orelhas, basicamente cada detalhe. É possível criar o jogador da maneira que deseja.

MyCAREER conta com novidades mais americanizadas em NBA 2K21.

E assim começa o jogo. A história, claro, é americanizada. Você começa jogando no basquete high school, passa pelo College, disputa um draft para, enfim, poder ser escolhido por alguma franquia e chegar a NBA, que é quando realmente o jogo começa.

O Prelude (que inclusive pode ser jogado gratuitamente) é fantástico, mas é após você terminá-lo que você terá acesso ao novo The Neighborhood, que é onde o jogador consegue interagir com outros jogadores e disputar partidas nas quadras que estão disponíveis. Nessas quadras você se junta a outros jogadores online para jogar partidas 3×3 e 5×5. Também é possível personalizar mais o seu jogador comprando tênis, roupas, fazendo tatuagens ou mesmo utilizando a training facility da sua franquia.

Por fim, para evoluir o jogador, é preciso obter moedas virtuais, que são adquiridas através dos jogos realizados na sua carreira (variando de acordo com seu salário e desempenho em jogos), patrocínios, aparições públicas, fãs.

MyGM/MyLEAGUE

Esse modo de jogo consiste em você mudar de posição e se tornar o General Manager de uma franquia, você pode fazer escolhas com relação a sua franquia, como quem contratar, dispensar, quais jogadores draftar, as trocas por jogadores e posições no draft, ou seja todo tipo de decisões que importam quando vai gerir a sua franquia.

Evoluindo o que já era bom

Se a franquia da 2K já é famosa por trazer gráficos de alto nível e um nivel de realismo do esporte sem precedentes, ainda há espaço para melhorias. E o NBA 2K21 acertou ao aprimorar a movimentação dos jogadores nas partidas, que se tornaram muito mais fluídas, tanto na defesa quando no ataque. A sensação que eu tive, ao controlar o DualShock, é de que a tomada de ações como a mudança de direção, drible e arremessos, está muito mais real.

Por outro lado, a nova barra de arremessos tornou um pouco mais difícil de chutar. Com a dificuldade dos fãs, a 2K já disponibilizou um patch de correções, que reduz as dificuldades dos arremessos em “Rookie”, “Pro” e “All-Star”. No entanto, segundo as notas da atualização, não houve nenhuma mudança no modo Neighborhood e em níveis de dificuldade mais altos.

O gameplay de NBA 2K21 evoluiu bastante, mesmo na atual geração

Outro acerto recorrente da franquia, que não deixa de ser diferente em NBA 2K21, é na trilha sonora. Sempre antenados na tendências musicais, o título entrega uma playlist divertida e que casa bem com o jogo. De quebra, os efeitos sonoros como os da torcida muito se assemelham a uma partida real de basquete pela TV.

Por fim, os gráficos também tiveram uma leve melhoria, tanto nas cenas do modo carreira, quanto dos jogos em quadra. Era de se esperar, ainda mais com a proximidade do lançamento dos consoles da nova geração. Há a expectativa, no entanto, para ver como o game irá se comportar no PlayStation 5 e no Xbox Series.

NBA 2K21
O astro Anthony Davis em NBA 2K21 (Imagem: Divulgação)

Nem tudo são flores

Mas se NBA 2K21 acerta em muitos pontos, em outros ele vem deixando a desejar. Infelizmente, a tendência da exacerbada monetização segue presente e é uma prática constante para quem quer evoluir mais rápido. Torna-se quase um pay-to-win, principalmente porque os valores conseguidos através o jogo não são o suficiente para haver uma grande melhora do seu time ou jogador. Ainda que seja possível adquirir as moedas de evolução jogando, você pode comprá-las com dinheiro real. Então, se você quiser acelerar o desenvolvimento do seu jogador no MyCAREER ou tentar aprimorar sua equipe no MyTEAM, é preciso gastar com as temidas micro-transações.

Outra coisa que vem incomodando muito é que o jogo não é localizado para o português até hoje. Apesar do enorme sucesso que NBA faz no país há anos, NBA 2K21 segue relegando uma localização, ao menos em texto, para o nosso idioma. Quem não é fluente em inglês pode se sentir muito deslocado ao acompanhar a narrativa do Prelude.

Mas o que mais me incomoda é que a 2K também só disponibiliza servidores na América do Norte. Quem é de fora, é quase certo de enfrentar problemas como perda de conexão com os servidores da publisher, atrasos nos comandos de partidas online, e afins. Uma tremenda bola fora!

Vale a pena comprar NBA 2K21?

NBA 2K21 é mais uma prova de que a 2K não está para brincadeira ao criar seu simulador. O jogo é uma evolução natural da franquia, expandindo elementos de gameplay e de gráficos, tornando o jogo cada vez mais algo próximo da realidade. Apesar das reclamações de usuários sobre a empresa não inovar muito, apostando há anos nos mesmos modos de jogo, ela continua trazendo ao mercado o melhor produto de simulador de esportes, seja pelo nível de detalhes que são ofertados, seja pela realidade com o esporte. Eu sigo recomendando a franquia de olhos fechados, e NBA 2K21 faz jus ao nome.

A versão Standard de NBA 2K21 está disponível por R$ 249,90 para PlayStation 4, Xbox One e PC, via Steam. No entanto, se você planeja adquirir um dos consoles next-gen, e deseja fazer uma única compra do jogo, deverá comprar a NBA 2K21 Mamba Forever Edition, que custa R$ 414,90 e conta com versões digitais para PlayStation 5 e Xbox Series. Preços salgados para jogos anuais.

*Review elaborada por Cícero Motta, como convidado, em um PlayStation 4 padrão, com código fornecido pela 2K.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Pizza Fria, Pizza Fria

Atualizado em 13 Set 2020.

Mais notícias

RollerCoaster Tycoon 3 Complete Edition grátis na Epic Games Store

Jogos

Amazon anuncia Luna, plataforma de jogos em nuvem

Jogos

DOOM Eternal chegará ao Xbox Game Pass em 1º de outubro

Jogos

Mafia: Definitive Edition | Review

Jogos

Super Mario 3D All-Stars | Review

Jogos

Tennis World Tour 2 | Review

Jogos
Guia da Semana Premium
Nosso conteúdo na melhor forma!

Aproveite o Guia da Semana de forma mais rápida, sem banners ou publicidade digital!