Guia da Semana
Literatura
Por Nathália Tourais

10 livros sobre o nazismo que você precisa ler

O movimento foi um dos mais horríveis da humanidade, mas até hoje é inspiração para arte, filmes, documentários e livros.

10 livros sobre nazismo que você tem que ler (Fotolia)

O Movimento Nazista aconteceu no ano de 1933 e permaneceu até 1945, mas até hoje, 82 anos depois, é assunto de livros, filmes, documentários e obras de arte.

Seja pela história da Alemanha e da política, pela mente doentia de Adolf Hitler, pelo poder de uma única pessoa conseguir influenciar muitas outras ou pelo claro preconceito de raças... o fato é que o assunto é presente e interessante para estudo e conhecimento. Por isso, o Guia da Semana lista 10 livros sobre nazismo que você precisa ler. Confira: 

1 - O DIÁRIO DE ANNE FRANK

A jovem Anne Frank escreveu em seu diário toda a tensão que a família Frank sofreu durante a Segunda Guerra Mundial. Ao fim de longos dias de silêncio e medo aterrorizante, eles foram descobertos pelos nazistas e deportados para campos de concentração. Anne inicialmente foi para Auschwitz, e mais tarde para Bergen-Belsen. Seu diário destaca sentimentos, aflições e pequenas alegrias de uma vida incomum, problemas da transformação da menina em mulher, o despertar do amor, a fé inabalável na religião e, principalmente, revela a rara nobreza de um espírito amadurecido no sofrimento. Um retrato da menina por trás do mito.

 

 

 

 

2- A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS

O livro conta a história de uma garota que foi adotada em 1939 por uma família alemã, antes de ser atingida pelos horrores da guerra. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede que lhe dá lições de leitura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade. Neste contexto, Liesel também tenta entender, dentre outras questões, a presença de um homem judeu que vivia escondido no porão da casa. A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. 

 

 




3- O MENINO DO PIJAMA LISTRADO

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz ideia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai.

 



4- O HOMEM QUE VENCEU AUSCHWITZ 

Este livro conta a história real um soldado britânico que se infiltrou no campo de concentração de Auschwitz. No verão de 1944, Denis Avey trabalhava num campo de prisioneiros de guerra próximo ao campo de concentração de Buna-Monowitz, conhecido como Auschwitz III. Já tinha ouvido falar da brutalidade no tratamento dos prisioneiros de lá e estava determinado a testemunhar o que podia. Traçou, então, um plano para trocar de lugar com um prisioneiro judeu e infiltrou-se no campo de concentração, onde foi a testemunha ocular da barbárie que lá ocorria. Durante muitas décadas, Avey não se sentiu preparado para relatar a experiência do passado, porém, aos 91 anos, procura revelar neste livro tudo o que presenciou.

 

 

 



5- OS SEGREDOS DO NAZISMO

O quanto realmente sabemos a respeito das forças que fizeram do nazismo um movimento que dominou a Alemanha? Além de todo o horror que esse movimento desencadeou, grande parte proveniente de ideais distorcidas que dominaram as mentes dos integrantes do partido de Hitler, é necessário saber de causas mais profundas. As crenças que geraram muitos dos pensamentos nazistas surgiram de mitos e lendas que se difundiram entre os alemães como verdades incontestáveis. Alguém, por exemplo, saberia explicar a ideia da raça ariana e de sua tão citada pureza? Questões como essas são respondidas neste livro, que contém um estudo sobre o chamado Misticismo Nazista, uma subcorrente do Nazismo que resulta de uma mistura da ideologia nazista com as fontes ligadas ao Ocultismo, Esoterismo, Parapsicologia e Criptohistória.

 

 



6- HEIDEGGER, O NAZISMO, AS MULHERES E A FILOSOFIA

O filósofo alemão Martin Heidegger influenciou diversos nomes como Sartre, Lautman, Derrida, Foucault e Lacan. Simultaneamente, gera polêmica por seu envolvimento com o partido nazista alemão. Há uma faceta de Heidegger, porém, que segue em paralelo ao caráter polêmico de seu ideário - a de sedutor inveterado. Em vida, conquistou muitas amantes, ao mesmo tempo que manteve a ideia de laço indestrutível - e de casamento aberto - com sua esposa Eufride. Em suas páginas, os autores analisam tanto o paradoxo do Filósofo extraviado do nazismo quanto a sua relação com as mulheres e com os meandros do poder. Comparam a figura social e intelectual do casal Heidegger com a do casal Sartre-Beauvoir, e buscam esclarecer detalhes pessoais como o fato de que o primogênito de Heidegger é, na verdade, filho de um amante de Eufride.



7- HITLER

Quando foram publicados pela primeira vez, os dois volumes da biografia de Hitler escrita por Ian Kershaw foram considerados necessários para compreender esta personalidade do século XX. A história inteira desse indivíduo é esmiuçada pelo autor, em busca de uma explicação para essa trajetória ascendente, para o domínio que Hitler exerceu sobre as elites alemãs e para a catástrofe que causou em seu país e no resto do mundo. Sem desprezar os traços de personalidade do ditador na explicação da história, o autor enfatiza os aspectos sociais, políticos e econômicos da sociedade alemã traumatizada pela derrota na Primeira guerra, a instabilidade política, a miséria econômica e a crise cultural.

 

 



8- MEIN KAMPF

Ler Mein Kampf é como ouvir Hitler falar demoradamente sobre a sua juventude, sobre o início do partido nazista, planos futuros para a Alemanha, e ideias sobre política e raça. Em seu livro, divide os seres humanos em categorias com base na aparência física, estabelecendo ordens superiores e inferiores, ou tipos de seres humanos. No topo da qualificação, de acordo com Hitler, está o homem germânico com sua pele clara, cabelos loiros e olhos azuis. Hitler refere-se a este tipo de pessoa como um ariano. Ele afirma que o ariano é a forma suprema da raça humana, ou mestre.

 

 

 



 



9- A LISTA DE SCHINDLER

A verdadeira e mais completa história sobre a lista de Schindler, que salvou milhares da morte certa, contada por um sobrevivente e importante personagem deste drama, Mietek Pemper, que mesmo sendo judeu atuou como secretário de Amon Goth, o nazista que comandava o campo de concentração. Devido a sua importante atuação em toda a operação de salvamento, ele foi consultor do filme a Lista de Schindler de Steven Spielberg. Pemper foi a única testemunha que poderia dar uma visão completa e precisa de operação de Schindler. Seu livro é cuidadoso e triste, contando o triunfo de ambos e da incapacidade de superar a dor.

 

 

 

 

 

 

10- AS MULHERES DO NAZISMO

Consultora do Museu do Holocausto, a norte-americana Wendy Lower mostra, em 'As mulheres do nazismo', como uma geração de jovens alemãs - enfermeiras, professoras, secretárias, entre outras - anestesiadas pela propaganda hitlerista e movidas por um fervor nacionalista doentio enxergaram o nazismo como uma opção profissional ou quase matrimonial e colaboraram com o regime, sem vislumbrar os horrores que viriam depois. No livro, que foi finalista do National Book Award e ganhou destaque na imprensa internacional, Lower tenta decifrar o que levou tantas mulheres a se transformar em assassinas durante a Segunda Guerra Mundial, revelando uma faceta pouco conhecida do conflito.

 

 



Por Nathália Tourais

Atualizado em 7 Jul 2015.

Mais notícias

10 clubes de leitura em São Paulo para participar se você ama livros

Literatura

7 aplicativos perfeitos para amantes de leitura

Literatura

Santos recebe a maior livraria flutuante do mundo em agosto; saiba mais!

Literatura

7 livros que inspiraram ótimas séries e valem a leitura

Literatura

10 livros em quadrinhos que você precisa ler se gosta do formato

Literatura

5 clubes de assinatura de livros para você experimentar

Literatura