Guia da Semana

Guia da Semana

O "Dia da Consciência Negra" foi criado nesta data em homenagem ao Zumbi dos Palmares, considerado o maior herói da resistência negra no Brasil. Segundo conta a historia, Zumbi morreu em 20 de novembro de 1695, lutando contra a escravidão e o domínio europeu sobre os negros.

+ Filmes pra ter uma noção da história do Brasil
+ As igrejas históricas mais bonitas do Brasil

Se Zumbi realmente foi um herói, ou até se ele existiu de fato, ninguém pode provar. No entanto, sua imagem continua sendo o símbolo da luta pela igualdade dos negros no Brasil - fato pelo qual devemos continuar lutando, independente se Zumbi foi um cara legal ou não.

Como este é um tema para debates acalorados, listamos abaixo alguns livros que podem ajudar a entender melhor a época da escravidão, a formação dos quilombos e tentar responder a pergunta que não quer calar: quem ou o que foi Zumbi dos Palmares, afinal?

Três Vezes Zumbi: A Construção de um Herói Brasileiro

Autores: Jean Marcel Carvalho França e Ricardo Alexandre Ferreira

Neste livro, Jean Marcel e Ricardo Alexandre, professores de historia da UNESP, trazem à tona várias facetas do Zumbi dos Palmares. Dentre as hipóteses levantadas pelos autores estão a de que Zumbi possa ter sido tão escravizador quanto seus senhores foram ou até que o termo "zumbi" designava um cargo de liderança dentro do quilombo e não era o nome de uma pessoa. E, para a surpresa geral da galera, Jean e Ricardo também falam sobre a possibilidade de Zumbi dos Palmares ser gay.

De olho em Zumbi dos Palmares - Histórias, Símbolos e Memória Social

Autor: Flavio dos Santos Gomes

A obra, escrita por Flavio dos Santos Gomes, professor da UFRJ e pesquisador renomado sobre o período da escravidão, é um panorama geral sobre quem foi Zumbi dos Palmares, mas focando também em como se formou Palmares, como se deu a escravidão e a influência africana na cultura naquela época. Pra quem prefere um tom mais documental do que literário, essa é uma boa pedida.

Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil

Autor: Leandro Narloch

Este guia do jornalista Leandro Narloch diz basicamente "tudo o que você aprendeu sobre a Historia do Brasil é mentira". Consequentemente, Leandro aborda a figura do Zumbi dos Palmares, o quilombo e a escravidão. Segundo o autor, Zumbi tinha escravos e liberdade só existia para aqueles que permaneciam no quilombo. Ou seja, se você fosse escravo, desse uma escapada para alguma tribo das redondezas e fosse capturado, seria um escravo do quilombo de Palmares. Sacanagem, né?

O Quilombo dos Palmares

Autor: Edison Carneiro

Quando escreveu "O quilombo dos Palmares", láaa em 1947, Edison Carneiro já era um estudioso mais que respeitado sobre temas afro-brasileiros. Em seu livro, Edison explica como se deu a formação dos quilombos e, principalmente, como eles eram organizados. Na descrição do autor, os quilombos, principalmente o de Palmares, tinham a organização baseada toda nos parâmetros africanos, fosse a formação política, econômica, cultural, militar ou social. Pra quem curtir este, o autor tem diversos livros que tratam da temática africana e negra no país.

Zumbi

Autor: Joel Rufino dos Santos

"Zumbi" de Joel Rufino dos Santos já tem uma escrita mais minuciosa e pouco literária sobre o ex-escravo mais famoso de Palmares. Aqui, você se depara com uma descrição que se assemelha à versão mais popular sobre a imagem de Zumbi: o maior herói negro da Historia do Brasil. Rufino deixa claro que Zumbi foi ao extremo na sua luta contra o sistema vigente na época e afirma que "desde que se sentou no trono que fora de Ganga Zumba, [...] seu corpo pequeno e magro se transformou numa flecha apontada para o coração do mundo escravista".

Zumbi dos Palmares - A Historia Que Não Foi Contada

Autor: Eduardo Fonseca Jr.

Aqui, a jornada dos negros na resistência ante ao controle da coroa portuguesa é narrada de forma mais romanceada. No livro, Eduardo Fonseca Jr, historiador da cultura afro, conta como os grupos de militantes negros derrotaram várias expedições portuguesas e holandesas que queriam escravizá-los e colocá-los em cativeiro. Contudo, o principal foco da obra é a batalha final na qual acontece a devastação dos quilombos - a qual o autor narra sem confirmar a morte de Zumbi.

Palmares - A Guerra dos Escravos

Autor: Décio Freitas

Décio Freitas, historiador e advogado gaúcho, é o autor desta obra que foi pioneira e ainda é considerada uma das pesquisas históricas mais importantes sobre o quilombo dos Palmares. Para compor sua narrativa, Décio teve que se virar nos 30, já que estava exilado no Paraguai quando a reunir material para o livro. Viajou clandestinamente para pesquisar os arquivos brasileiros e terminou a garimpagem de informação em Portugal. Segundo o historiador, seu interesse pela historia dos quilombos surgiu com a intenção de entender melhor as raízes brasileiras e as lutas populares. Para Décio, se Zumbi dos Palmares fosse menos cabeça-dura, o rumo da historia poderia ter sido diferente.

Por Juliana Andrade

Atualizado em 19 Nov 2013.