Guia da Semana
Na Cidade
Por Redação Guia da Semana

12 lugares que vão fazer você esquecer que está em SP

Confira verdadeiros oásis e refúgios no meio da agitação do estado.

Reprodução: Ibirapuera Org e Ensinamentos de Meishu Sama

Quem mora em São Paulo sabe que nada melhor do que dar uma pausa na rotina e ir a lugares mais calmos e relaxantes. Afinal, viver na cidade de pedra é se deparar constantemente com trânsito, barulho e poluição. Para aqueles dias em que tudo o que queremos é um pouco de tranquilidade, a dica é visitar lugares que nem parecem ser dentro da capital.

Pensando nisso, e para que você conheça também seu outro lado, o Guia da Semana lista 10 lugares que vão fazer você esquecer que está em SP. Confira:

 

 

Parque da Água Branca

Tá precisando relaxar e quer um lugar bem sossegado longe do agito dos parques da capital? O Parque da Água Branca, na Zona Oeste de São Paulo, é a melhor opção! Com espaço dedicado para meditação, leitura de livros e caminhada em meio às árvores, o local é uma ótima opção para ir durante a semana no final de tarde! Ao contrário do que pensam, o lugar costuma permanecer com clima tranquilo longe da agitação dos centros urbanos, mesmo que esteja localizado em uma grande avenida! Lá, é normal encontrar galinhas, cisnes e filhotes de aves andando harmoniosamente em meio aos visitantes, coisa que dificilmente encontramos em uma cidade movimentada.

Avenida Professor Francisco Matarazzo, 455 - (11) 3865-4131 Leia mais

Parque do Carmo

Localizado em uma antiga fazenda de um rico empresário, o Parque do Carmo é considerado o segundo maior parque da capital paulista, perdendo apenas para o Parque Estadual da Cantareira. Com cerca de 6 mil árvores, entre cerejeiras e eucaliptos, lagos naturais e diversas espécies de animais. Além disso, o local conta com o Museu do Meio Ambiente. Com tanto verde e tantas opções de atividades, dificilmente o visitante se sente incomodado no local. Nos dias de semana, o parque costuma ser ainda mais tranquilo do que aos finais de semana.

Avenida Afonso de Sampaio e Souza, 951 - (11) 2748-0010 Leia mais

Jardim Botânico

Quem visita o Jardim Botânico, certamente sai de lá diferente e renovado. Com extensa área verde, é um dos pontos turísticos da cidade de São Paulo e, sem dúvidas, foge do conceito de capital agitada e cinza. Os espaços repletos de plantas nativas e exóticas são parte da reserva de Mata Atlântica e servem como abrigo para os mais diversos tipos de animais: macacos, bichos-preguiça, ouriços, gambás, tucanos, maritacas, garças e outros que vivem soltos no espaço. Além disso, também abriga o Museu Botânico os vários ecossistemas encontrados no estado.

Avenida Miguel Stéfano, 3031 - (11) 5073-6300 Leia mais

Parque Estadual Serra da Cantareira

Para aqueles que gostam de fazer um passeio diferente e fugir da rotina, a dica é explorar ao máximo os lugares incríveis que a cidade de São Paulo oferece. A melhor parte é que a maioria desses passeios oferece algo que, muitas vezes, não encontramos em meio ao trânsito e barulho da capital: silêncio e contato com a natureza. Engana-se quem acha que para aproveitar áreas verdes e bem preservadas é preciso sair da capital: o Parque Estadual da Cantareira (Núcleo Pedra Grande) é a prova de que é possível encontrar um oásis verde sem ir muito longe. Localizado na Zona Norte, o parque possui uma área com mais de 7 mil hectares de Mata Atlântica, divido em trilhas, lagoas e um mirante de onde é possível ter uma vista panorâmica da cidade.

Rua do Horto, 1799 - (11) 2203-3266 Leia mais

Fundação Maria Luisa e Oscar Americano

Preservando a natureza, reunindo peças e documentos ligados à história do Brasil, realizando cursos, concertos e outras atividades culturais, a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano oferece aos visitantes um panorama do passado e do presente do País. Ampliado e enriquecido continuamente, o espaço da Fundação permite uma visão das diversas etapas de nossa história. Também oferece um delicioso e completo chá da tarde.

Avenida Morumbi, 4077 Leia mais

Solo Sagrado de Guarapiranga

Nem todas as pessoas conhecem o Solo Sagrado. Construído em 1991, o local, que pertence à Igreja Messiânica, é um dos maiores parques de contemplação da natureza do Brasil. Com alamedas floridas e uma moderna instalação, o espaço é utilizado principalmente por instituições públicas, particulares e religiosas para a realização de eventos e cerimônias. Uma escada ladeada por floreiras conduz o visitante até o templo, construído em forma de anel e sustentado por 16 pilares de 18 m de altura. O Centro Cultural abriga exposições e conta com salas multiuso e audiovisual, onde acontecem cursos e oficinas. Vale lembrar que o Solo Sagrado está aberto apenas para visitas de grupos, agendadas com, pelo menos, sete dias de antecedência.

Avenida Professor Hermann Von Ihering, 6567 - (11) 5970-1127 Leia mais

Fundação Ema Klabin

Para quem não sabe, a Fundação Ema Klabin era, na verdade, a própria casa onde a colecionadora morou. Então, apesar de ser um museu e um lugar de pesquisa, o local foi conservado exatamente como era na época em que ela vivia. Assim, logo que entramos, a sensação é de que somos abraçados por ela e todo o seu universo, fazendo da visita um passeio extremamente aconchegante e agradável, que nos teletransporta para outra década e nos leva a diversos continentes através da arte exposta e também da arquitetura e jardim.

Rua Portugal, 43 Leia mais

Pavilhão Japonês

Construído no Japão, o Pavilhão Japonês foi finalizadoo em janeiro de 1954 e trazido para o Brasil em abril do mesmo ano. O pavilhão foi feito para comemorar o quarto centenário de São Paulo e demonstrar a gratidão nipônica à cidade. O espaço conta com uma área de 7.500 metros quadrados e uma área construída de 570 metros quadrados. O prédio principal representa a arquitetura nipônica. Todo material envolvido na obra e no jardim foi trazido do Japão. A atração também conta com o Salão de Exposição de Arte Japonesa, que mantém em seu acervo roupas de samurais, esculturas do século XI, estatuetas e vasos de várias dinastias. Já o salão nobre possui 80 metros quadrados e fica a dois metros do chão.

Avenida Pedro Álvares Cabral, S/N - (11) 5573-6453 Leia mais

Sitio Morrinhos

Para quem ainda não conhece, o Sítio Morrinhos, localizado na zona norte, é um conjunto arquitetônico composto pela casa sede, construída no início do século XVIII, e por diversas construções anexas, datadas da segunda metade do século XIX e outras do início do século XX. Todo o conjunto está implantado no centro de uma extensa área verde, formada por árvores frutíferas e ornamentais. O local, além de lindo, disponibiliza exposições incríveis e conta com acervo arqueológico, fotográfico, etnográfico, assim como coleções de bens móveis históricos e fitas cassetes sobre a história oral.

Rua Santo Anselmo, 102 - 6236-6121 Leia mais

Parque Anhanguera

Localizado no bairro Perus, o Parque Anhanguera possui uma área de aproximadamente nove milhões de metros quadrados de mata atlântica. Instalado em uma área remanescente do Sítio Santa-Fé, próxima ao Pico do Jaraguá, o local possui trilhas, ciclovias, quadras, pista de cooper, orquidário, playgrounds e área com cabanas para festas com churrasqueiras públicas. Apenas uma parte do parque é acessível ao público, já que a maior parte tem acesso restrito. Para completar a paisagem, o espaço possui matas ciliares, campos secos, brejos, capoeiras e uma grande quantidade de cursos d´água. Os brejos e as várzeas constituem o principal abrigo para répteis e anfíbios.

Avenida Fortunata Tadiello Natucci, 1000 - (11) 3917-2406 Leia mais

Aquário de São Paulo

O Aquário de São Paulo, considerado o maior aquário da América Latina, é um oceanário localizado no Ipiranga. Único aquário temático do Brasil, o complexo leva os visitantes a se sentirem imersos aos ambientes, que apresentam aproximadamente 3 mil exemplares de cerca de 300 espécies de animais. Através de diferentes ambientes, somos levados a florestas brasileiras e habitats de diferentes continentes.

Rua Huet Bacelar, 407 - (11) 2273-5500 Leia mais

Aldeia Guarani Rio Silveira

Para visitar uma aldeia indígena não é preciso ir muito longe de São Paulo. Localizada em Bertioga, na divisa com São Sebastião, a Reserva Indígena Guarani do Rio Silveira ocupa uma área de 948 hectares. Lá, vivem cerca de 300 índios da etnia tupi-guarani. A visitação acontece com intermédio da Prefeitura de São Sebastião. Entre as atividades do local, há apresentação da aldeia, números de danças e palestras sobre a cultura indígena. As visitas são monitoradas e podem ser agendadas pelo telefone 3317-4128.

KM 183 na rodovia Manoel Hipolyto Rego , Leia mais


Atualizado em 11 Mai 2017.

Mais notícias

10 lugares em São Paulo para levar as crianças nos dias de chuva

Na Cidade

Imperdíveis: saiba quais são os melhores Blocos do Carnaval de rua de São Paulo 2019

Na Cidade

Blocos infantis no Carnaval de Rua de São Paulo 2019

Na Cidade

Show da Elza Soares, Festa della Birra e mais 11 eventos imperdíveis que rolam neste fim de semana em São Paulo

Na Cidade

Bike Tour SP oferece passeios de bicicleta pela capital; saiba mais!

Na Cidade

Programação de férias de janeiro nos shoppings de São Paulo 2019

Na Cidade