Guia da Semana
Na Cidade
Por Juliana Sartori

Museu da Imaginação: SP ganha novo espaço dedicado a crianças

Proposta do novo local é estimular o imaginário dos pequenos por meio de brincadeiras.

Museu da Imaginação une brincadeiras com aprendizado, transformando o ambiente lúdico em algo enriquecedor para as crianças (Juliana Sartori/Guia da Semana)

São Paulo acaba de ganhar um novo espaço totalmente dedicado a crianças: o Museu da Imaginação. Como o nome diz, a novidade tem como proposta estimular o imaginário dos pequenos por meio de brincadeiras, leitura, exposições e instrumentos musicais (originais e expostos livremente no ambiente). A ideia é instigá-los a fuçar, mexer e fazer descobertas com os objetos expostos. 


Juliana Sartori/Guia da Semana

Ideal para receber grupos de crianças (como numa excursão escolar) ou pequenos acompanhados de maiores responsáveis, o espaço - de mais de 2 mil m² - apresenta ambientes cuidadosamente decorados para não só entreter como ensinar coisas básicas e importantes sobre a natureza e o dia a dia. A equipe do Guia da Semana esteve no museu para conferir todas as atrações e novidades do local. Vem ver:

Ora, Bolas


Juliana Sartori/Guia da Semana

Logo na entrada do museu, após guardar mochilas e bolsas nos armários, o visitante é levado a uma sala envolta de cortinas pretas onde bolas coloridas parecem saltar do céu! Como isso é possível? Em um eterno movimento de vai-e-vem, as esferas dançam no ambiente - o que deixa a criançada em um verdadeiro transe. Um malabarista ainda completa a experiência e encerra essa primeira etapa do passeio. 

Espaço Lúdico


Juliana Sartori/Guia da Semana

Após a primeira exposição (ao todo são três que podem ser visitadas), é preciso passar por uma barreira de plástico onde as crianças são guiadas para um espaço lúdico que oferece diversos tipos de brinquedos e objetos a sua disposição. O ambiente em formato circular proporciona um maior aproveitamento das atividades por parte das crianças - que ficam enlouquecidas com a quantidade de atrações.

Os olhos dos Bichos


Juliana Sartori/Guia da Semana

Após passar por um corredor de hastes de plástico preto, que se assemelham a "fios de cabelo gigante", uma parede de cones laranjas chama a atenção: depois de tocar e apertar, as crianças entendem que é preciso olhar pelos buraquinhos para revelar olhos de diversos animais - que variam desde cachorro a salamandras! 

Árvore é vida


Juliana Sartori/Guia da Semana

A maior atração - e uma das principais do espaço - é a Árvore da Vida, localizada no centro do Salão. Com uma mistura de sons, objetos, detalhes e vídeo, o ambiente foi construído para dar a impressão de que estamos dentro de uma árvore de verdade - aconchegante e calma. Por lá, as crianças aprendem um pouco sobre os animais e a Terra, ao mesmo tempo em que podem assistir a um vídeo passado no teto, deitar em almofadas gigantes ou simplesmente admirar os pequenos detalhes. 

Bolas Malucas


Juliana Sartori/Guia da Semana

A aventura continua em um dos "brinquedos" mais empolgantes do espaço: uma imensa rede azul com formações curvas, onde bolas imensas da mesma cor fazem a diversão da criançada. A tela forma escorregadores, trepa-trepa e até mesmo um balanço feito com as esferas azuis. Esse é um dos brinquedos preferidos dos pequenos em todos o circuito e as mamães podem se juntar à brincadeira caso queira ajudar seu filho. 

Ponte Maluca


Juliana Sartori/Guia da Semana

Que tal unir a arte de pedalar com um vídeo-game? Essa é a proposta da Ponte Maluca, que faz com que as crianças pedalem para estimular o personagem do jogo a atravessar a ponte. O local é todo decorado, fazendo uma relação com as famosas (e polêmicas) ciclovias da cidade - sem mencionar que conta com bicicletas de verdade - mas que não saem do lugar. Aqui, os pequenos podem se divertir enquanto aprendem a importância da mobilidade urbana sustentável.

Fogueira


Juliana Sartori/Guia da Semana

Dedicada aos menores - que geralmente estão acompanhados dos pais - a Fogueira oferece um cantinho aconchegante para ler historinhas, brincar de blocos ou simplesmente pular amarelinha. Os bebês e crianças ficam fascinados com a rica decoração que atenta não só para os detalhes, como também os sons: junto com a música ambiente do canto dos pássaros, é possível ouvir o estalar das chamas azuis na madeira (tudo de mentirinha, mas que parece de verdade!).

Estação da Música


Juliana Sartori/Guia da Semana

Que criança não gosta de fazer barulho e bagunça? Unindo essa ideia, a Estação da Música propõe que os cantores sejam os próprios baixinhos. Com piano, microfone, guitarra e bateria (tudo de verdade, tá?), além de praticar a música, eles podem se ouvir cantando e tocando - como uma mini banda! As crianças maiores costumam amar essa atração, tanto que até se ouve falar que querem ser músicos quando crescerem.

Casa da Árvore


Juliana Sartori/Guia da Semana

Se existe alguma coisa que não pode faltar quando o assunto é um circuito de brincadeiras é uma Casa da Árvore. A clássica ideia de subir a escada para descer no escorregador foi transformada em algo ainda mais divertido: redes coloridas, labirinto de hastes e uma parede de plástico transparente fazem a alegria da criançada. 

Balança Acessível 


Juliana Sartori/Guia da Semana

Um dos diferenciais do espaço é a sua acessibilidade já que, além de contar com elevadores e rampas, é possível encontrar um balanço especial para crianças com cadeiras de roda e mobilidade reduzida. Assim, ninguém fica de fora da brincadeira! 

O Poder das Águas


Juliana Sartori/Guia da Semana

Para finalizar o circuito e, de quebra, treinar a mira dos baixinhos, o brinquedo Poder das Águas funciona como uma espécie de tiro ao alvo: precisam acertar o jato d'água em uma roda que calcula a quantidade de água utilizada. Além de uma incrível brincadeira, as crianças entendem a noção de volume e quantidade já que quem completar primeiro ganha a brincadeira. 

Detalhes


Juliana Sartori/Guia da Semana

Além das exposições e do circuito, os visitantes encontram livrinhos de histórias e diversos outros cantinhos decorados especialmente para incentivar as crianças a fuçarem em tudo. A melhor parte disso tudo é que não existem regras e as crianças devem usar a imaginação e a curiosidade para usar os objetos e brincar nas atrações da forma que quiserem!

Além de tudo isso, existem mais duas exposições que podem ser visitadas - clique AQUI para saber quais estarão rolando.

Serviço
Museu da Imaginação

Horário de funcionamento: De Terça a Domingo, das 10h às 17h.
Endereço: Rua Ricardo Cavatton, 251 - Lapa/SP
(11) 2645-7590 
contato@museudaimaginacao.com.br

Visitas Monitoradas
De Terça a Domingo
Primeiro turno às 10h
Segundo turno às 14h

Ingressos
R$ 160 inteira (adultos sem crianças e crianças com 13 anos ou mais sem carteirinha de estudante)
R$ 80 meia entrada (crianças de 3 a 12 anos, idosos, deficientes físicos e estudantes com carteirinha)
Crianças de até 2 anos e 11 meses não pagam.

Preço promocional de inauguração: adultos acompanhando crianças (crianças de 0 à 2 anos e 11 meses, e crianças de 3 à 12 anos e 11 meses pagantes de meia entrada) pagam apenas R$ 50 cada um.

Clique AQUI para comprar seu ingresso

As visitas ao museu devem ser agendadas por telefone com antecedência para que as crianças tenham mais liberdade para brincar e explorar os espaços.


Por Juliana Sartori

Atualizado em 14 Mar 2017.

Mais notícias

Comic Con, show da Sandy e mais 24 eventos imperdíveis que acontecem neste fim de semana em São Paulo

Na Cidade

Shopping de SP recebe roda-gigante de 22 metros de altura e 16 cabines; saiba mais!

Na Cidade

Parque Ecológico Imigrantes é um refúgio da natureza próximo a São Paulo

Na Cidade

Passeios grátis ou bem baratinhos em São paulo em dezembro de 2018

Na Cidade

10 lugares perfeitos para curtir a tarde em São Paulo

Na Cidade

Natal Pet: Shopping em SP tem trono do Papai Noel exclusivo para cães

Na Cidade