Guia da Semana
Na Cidade
Por Julia Bueno

Rolês que você já achou cafona e agora são legais

Andar de patins, rolê romântico, festas flashback, assuma: você adora, mas já gongou.

Roller jam (Reprodução)

Esse conceito de cool ou not cool foi sempre muito fascinante. Enquanto hoje algumas coisas são consideradas muito legais, hypadas e 'tudibom', essas mesmas coisinhas podiam ser o cúmulo do cafona alguns anos atrás.

+ Os melhores passeios do centro de São Paulo
+ Séries e programas de TV que marcaram os anos 90
+ Clássicos do poperô que marcaram as pistas de dança dos anos 90

Lenço palestino era suuuuper conceito e hoje ninguém mais quer nem ver, clogs eram considerados "tamanquinho" e hoje todas as meninas querem um, cropped tops eram o "barriguinha de fora" de dois anos atrás, e antes disso foram super na moda nos anos 80/90. O mesmo acontece com os rolês.

Relembre então os rolês que um dia você achou cafona, mas hoje são super legais:

1. Poperô

Power pop já foi sinônimo de brega e exagerado, mas festas de pop rasga calcinha estão animando cada vez mais a noite paulistana. Tiger Robocop, Megazord e outras têm bombado a sua noite, e, confesse, você adora cantar Brit em coro com essa galera.

2. Roller

Andar de patins clássico (não esse line que todo mundo curte hoje em dia), de mãozinha dada com o love ao som de hits pop antiguinhos, groove e jazz, era uma coisa super "de velho". Mas a Roller Jam, lá na Mooca, tá com fila na porta cheia de gente morrendo de vontade de deslizar poraí.

3. Neon

Pulseirinha neon e brilha no escuro era coisa de festa infantil com fumaça e Bonde do Tigrão no fim do rolê. Mas nos últimos dois anos, as glow partys têm ganhado espaço e são algumas das mais procuradas na noite paulistana. Alguns exemplos são a Glow In The Dark, a Neon Party e a Life In Color.

4. Flashback

Flashback anos 60, 70 ou 80 já foram consideradas coisa de festa de aniversário em salão de festas de prédio. Mas hoje, se você quer lembrar das épocas de ouro do rock ou pop, pode curtir a noite ao som de Cyndi Lauper, Beatles, Queen e hard rock. Alguns exemplos são a Glamnation a Pop & Wave e o Projeto Autobahn.

5. Piquenique

Se fazer piquenique era coisa de casal piegas uns 6 anos atrás, hoje é tudo de bom. Comidinhas saudáveis, um bom vinho com queijinhos e uma caixinha de som: pronto, você tem o rolê mais romântico. O mesmo vale para mixtapes gravadas em mídias esquecidas como k7.

6. Augusta/Vila Madalena

Quando você começou a sair os augusteiros frequentavam a ceninha rock do Red Light District paulistano e os vila madá não trocavam os botecos com música brasileira por nada, hoje a história é bem diferente. Cada vez mais a galera, cansada dos mesmos rolês, está procurando uma ruptura e coisas novas. Resultado: na Augusta pipocam festas menos rockeiras e mais pop/indie/música brasileira, enquanto os botecos alternativos da Vila vão sendo povoados de augusteiros em busca de uma mudança de ares.


Por Julia Bueno

Atualizado em 10 Jul 2017.

Mais notícias

19 eventos imperdíveis em São Paulo nos dias 22, 23 e 24 de novembro de 2019

Na Cidade

5 motivos para você curtir o MIMO Festival, que ocorre em São Paulo nos dias 22, 23 e 24 de novembro

Na Cidade

O que fazer em São Paulo no feriado de 20 de novembro de 2019

Na Cidade

Programação de Natal nos shoppings de São Paulo em 2019

Na Cidade

O que fazer em São Paulo durante o feriado de 15 de novembro de 2019

Na Cidade

Mês da Consciência Negra: confira os eventos imperdíveis em São Paulo

Na Cidade