Guia da Semana

Guia da Semana

Este evento terminou

Com a proposta de dar espaço e visibilidade às cinematografias da América Latina, o CineBancários realiza, de 6 a 18 de dezembro, uma mostra gratuita dedicada ao cinema venezuelano contemporâneo.

Praticamente desconhecido no Brasil, os filmes produzidos na Venezuela tem uma forte tradição política e costumam privilegiar temas históricos e sociais. Ao longo de duas semanas, o público pode conhecer seis títulos recentes dessa cinematografia: Bloques, 1, 2 e 3 Mulheres, Zamora, Miranda Regressa, Comando X e Macuro (confira as sinopses após a grade de horários).

GRADE DE HORÁRIOS:

6 de dezembro (terça-feira)
19h - Coquetel de abertura, seguido da exibição do filme Bloques.

7 de dezembro (quarta-feira)
15h - 1, 2 e 3 Mulheres
17h - Macuro
19h - Miranda Regressa

8 de dezembro (quinta-feira)
15h - Macuro
17h - Comando X
19h - Zamora

9 de dezembro (sexta-feira)
15h - 1, 2 e 3 Mulheres
17h - Macuro
19h - Bloques

10 de dezembro (sábado)
15h - Comando X
17h - 1, 2 e 3 Mulheres
19h - Miranda Regressa

11 de dezembro (domingo)
15h - Macuro
17h - Comando X
19h - Zamora

13 de dezembro (terça-feira)
15h - Macuro
17h - Comando X
19h - Miranda Regressa

14 de dezembro (quarta-feira)
15h - 1, 2 e 3 Mulheres
17h - Macuro
19h - Bloques

15 de dezembro (quinta-feira)
15h - Macuro
17h - Comando X
19h - Zamora

16 de dezembro (sexta-feira)
15h - 1, 2 e 3 Mulheres
17h - Macuro
19h - Miranda Regressa

17 de dezembro (sábado)
15h - Comando X
17h - 1, 2 e 3 Mulheres
19h - Zamora

18 de dezembro (domingo)
15h - Macuro
17h - Comando X
19h - Bloques

SINOPSES:

Bloques, de Alfredo Hueck e Carlos Caridad (Venezuela, 2008, ficção, 126 minutos)

No edifício Bloque 1, vive Manuel, um homem solitário e taciturno cujo comportamento afasta todos à sua volta, incluindo seu próprio filho. Em meio à rotina e ao álcool, surge para ele a esperança de um novo amor. Para o edifício Bloque 2, mudam-se os Aristigueta, família venezuelana de classe alta, empobrecida por conta das más decisões financeiras do pai.

1, 2 e 3 Mulheres, de Andrea Herrera, Anabel Rodriguez e Andrea Ryos (Venezuela, 2008, ficção,103 minutos)

A temática da mulher e sua relação com a sociedade a partir de diferentes perspectivas e propostas estéticas através das histórias de Eloína, Rosário e Gregoria. Eloína mostra a grandeza e o valor de assumir determinadas posições no papel materno. Rosário mostra a experiência da ingenuidade no contexto da solidão e Gregoria mostra a debilidade versus o ímpeto com que toma decisões para garantir sua estabilidade emocional.

Zamora, de Román Chalbaud (Venezuela, 2009, ficção,131 minutos)

Na segunda metade do século XIX, a polarização entre Liberais e Conservadores marcava o momento político. As desigualdades sociais herdadas ainda na Colônia mantinham os campesinos e os escravos sob o poder da oligarquia. Ezequiel Zamora encabeça uma luta para tentar apagar a opulência de poucos e a miséria de muitos.

Miranda Regressa, de Henry Herrera (Venezuela, 2007, ficção,145 minutos)

Um repórter entra clandestinamente na cela de Miranda, na Carraca, em 10 de julho de 1816. O jovem jornalista pediu ao General que lhe concedera uma entrevista, a fim de propagar seu pensamento anticolonial em um importante jornal que é publicado furtivamente em Cádiz. Miranda, já um macaco velho da geopolítica internacional, desde o século passado, desconfia do impetuoso repórter que, aos poucos, ganha a sua confiança, até que o prisioneiro se compromete a conceder-lhe a entrevista.

Comando X, de José Antonio Varela (Venezuela, 2007, ficção, 92 minutos)

Uma divertida comédia de enredos que narra vícios e dilemas de Manuel, um rapaz pobre que se apaixona por Lucia, uma jovem de classe média alta de Caracas. Ela é filha do chefe do "Comando", um grupo de oposição extremista que planeja um atentado para derrubar um governo legítimo. Quando o sogro está prestes a executar um terrível atentado, Manuel precisa optar por ignorar a tragédia ou salvar a cidade e perder o seu amor.

Macuro, de Eduardo Troche (Venezuela, 2008, ficção, 91 minutos)

A história de Macuro, uma comunidade pesqueira do oriente do país, que se vê afetada por uma grande falta de eletricidade. Frente à ausência de energia, a comunidade decide pedir ajuda a uma grande fábrica de cimento que conta com um grande gerador. O desprezo da fábrica motiva os cidadãos a tomar medidas inesperadas, criando rebeliões com grandes consequências individuais e coletivas.

Mapa do local

Mostra de Cinema Venezuelano

Data 06 Dez 2011-18 Dez 2011
6 a 18 de dezembro de 2011

Preço(s) Grátis

Horário(s) Terça a domingo, às 15h, às 17h e às 19h

Endereço
Casa dos Bancários
Rua General Câmara, 424, Centro 90010-230

Telefone (51) 3433-1204