Guia da Semana

Guia da Semana

Um fato inédito de censura à cobertura jornalística de um reality show chocou toda a imprensa nesta semana. Dois juízes do Rio de Janeiro acataram o pedido da Rede Globo e da Endemol (dona do formato BBB) e concederam liminares proibindo os portais UOL e Terra de fazerem coberturas especiais da 14ª edição do reality Big Brother Brasil.

+ Veja os resumos das novelas desta semana
+ Confira a programação da TV desta semana
+ Veja os filmes que vão passar na TV nesta semana

As liminares, que foram concedidas na última sexta-feira (14) pela 1ª e pela 5ª varas empresariais do Rio de Janeiro, alegam "violação de direitos autorais" na cobertura do reality show e consequentes "prejuízos" comerciais à emissora.

No caso da liminar concedida contra o UOL, a Globo alega que o portal mantém um "site exclusivo para exploração do BBB, no qual se destacam algumas inequívocas semelhanças com o sítio oficial da primeira autora [Globo]". Por causa disso, a juíza da 5ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro decidiu que o portal não pode mais noticiar o BBB.

"Pelo exposto, concedo a antecipação de tutela, determinando que a ré se abstenha da exploração comercial e utilização indevida de imagens, marcas, textos, elementos e/ou trechos dos programas BBB, bem como de quaisquer outras marcas e elementos sob a exclusiva titularidade da TV Globo e da Endemol, nos portais http://uol.com.br e http://televisao.uol.com.br/bbb, ou de qualquer outro portal da empresa autora, sob pena de multa diária de R$ 100.000, com prazo de 24 horas para cumprir a determinação", declarou.

Por causa disso, o UOL, que só foi notificado nesta segunda-feira, dia 17, retirou todo o conteúdo do reality global do ar na tarde desta terça-feira, dia 18.

E agora, José?

Toda essa censura traz a tona um grande debate. Tanto o portal UOL quanto o Terra fazem uma intensiva cobertura jornalística sobre o Big Brother Brasil. Durante os três meses de programa, diversos jornalistas são contratados especificamente para esse tipo de cobertura. Eles assistem às transmissões via pay-per-view, entrevistam ex-participantes, parentes, informam audiências e escrevem análises e críticas.

Mas o que realmente pega é que esse trabalho é essencialmente jornalístico. Por mais que a cobertura desses portais concorra com o site oficial do BBB, que também noticia o que acontece dentro da casa, todo o trabalho desses profissionais segue a ética jornalística.

Em nota, o UOL classificou a decisão de censura sem precedentes e afirmou que está recorrendo à decisão da juíza.

“A censura ao "BBB" não tem precedente na história do UOL. Há 14 anos, o portal oferece a mais completa e independente cobertura do "Big Brother Brasil", à qual aplica os mesmos valores e princípios jornalísticos que norteiam toda a produção de conteúdo. No mesmo período, o UOL produziu reportagens sobre outros realities shows de grande repercussão, tais como a "Casa dos Artistas", do SBT, e "A Fazenda", da TV Record. A enquete do UOL é regularmente citada pelos participantes do reality show como principal referência sobre a popularidade dos competidores na internet brasileira. Diferentemente do que alega a ação movida pela TV Globo, todo o conteúdo usado pelo UOL traz o crédito correto e cumpre integralmente a lei de Direitos Autorais”.

Esta é a primeira vez que a Globo vai à Justiça tentando impedir a cobertura de um programa seu em canais especiais de outros portais sem ser a Globo.com.

Por Anna Thereza de Almeida

Atualizado em 20 Mar 2014.