Guia da Semana

Gastronomia em Verso e prosa

Em entrevista exclusiva, Mabel Veloso fala sobre o livro que conta todas as receitas de Dona Canô.

Foto: Divulgação
Mesa da festa de aniversário de 60 anos de Dona Canô

Todo dia o almoço tem de ser servido na casa de Dona Canô às 12h30, pontualmente. No máximo, às 13h. À noite, a sopa tem que estar na mesa exatamente às 19h. Refeição na casa da mãe de Caetano e Bethânia é algo sagrado. Um ato quase religioso. Cada prato feito naquele fogão, aliás, é para se comer rezando.

E graças à sua filha mais velha, Mabel, essas receitas não ficaram só na casa da família, em Salvador. Todo brasileiro agora também pode preparar os pratos que marcaram a vida de uma das famílias mais conhecidas do país.

Pela editora Corrupio e nova Fronteira, chega às livrarias o O Sal é um dom - as receitas de Mãe Canô. A senhora que acaba de completar 101 anos assina as receitas e dicas dos pratos que preparou para seus célebres filhos, desde a infância.

Falando da casa da matriarca, Mabel recebeu uma ligação do Guia da Semana, para falar um pouco do livro, que começou com anotações em caderninhos. O telefone tocou em sua casa às 11h30. A conversa demorou quase 40 minutos. O almoço de Dona Canô, naquele dia, atrasou um bocadinho. Mas, dessa vez, foi por uma boa causa.

Guia da Semana: Qual a importância da gastronomia para a família Veloso?
Mabel: É a vida da gente. As reuniões são sempre na hora do almoço e do jantar. Foi uma coisa que fomos absorvendo, nem sei como (risos).

Guia da Semana: Por que somente agora publicar este trabalho com as receitas da família?
Mabel: O livro está pronto desde 2000. A idéia era colocar num caderninho de receitas e distribuir para a família. Não pensava em fazer um livro. Também não tinha dinheiro para publicar. Aí, a ex-mulher de Caetano, Paula Lavigne, soube do disso e falou com a Arlete Soares, proprietária da editora Corrupio. Mostrei a ela, que se interessou pelo projeto. Quando estava para sair, a Corrupio fez uma parceria com a editora Nova Fronteira. Foi uma maravilha.

Guia da Semana: A proposta do livro passa longe de ser uma simples publicação de receitas. O que você propõe neste trabalho?
Mabel: Nem pensei em fazer livro. Ia fazer um caderno para minha família. Já que o livro saiu, agora quero que a pessoas sintam prazer em lê-lo. Não tinha "uma" proposta. Era para ficar dentro de casa mesmo.

Guia da Semana: Por falar em dom, Caetano, Bethânia, Dona Canô, você.... todos na família Veloso têm dom para arte?
Mabel:Graças a Deus. Cada um no seu caminho, mas todos têm. A gente foi criado com música, livros, poesia. E isso ficou marcado.

Guia da Semana: De todas as receitas, qual é que melhor representa toda a história da família Veloso?
Mabel: Acho que todas. Cada uma tem sua importância. Agora, o prato principal é a feijoada, sempre.

Guia da Semana: Mesmo com a cozinha sendo um lugar da casa tão importante, tem algum dos filhos de Canô que foge dos fogões?
Mabel: Ah, o Caetano! Caetano é diferente de tudo e de todos, do mundo inteiro. Ele nunca gostou de comer. Sempre gostou de pão, leite.

Guia da Semana: Das receitas que estão no livro, qual a preferida do Caetano e de Bethânia?
Mabel: Do Caetano, a Moqueca de tainha. Da Bethânia, a feijoada.

Guia da Semana: Qual receita melhor representaria Dona Canô em todos os sentidos?
Mabel: Minha mãe é a mesa inteira. A sobremesa, a toalha, tudo. (risos)

Guia da Semana: As fotos do livro são de excelente qualidade. "Comer com os olhos" é importante na casa de Dona Canô?
Mabel: Sem dúvida! A mesa e os pratos devem estar sempre bonitos. Antes de encher a barriga, é preciso encher a boca d´ água. Essa parte (fotos) foi a Maria Sampaio quem fez. Tem fotos minhas da época de formatura. Tem também uma foto minha e de Maria Bethânia, da família.....

Guia da Semana: Quais músicas de Bethânia e Caetano poderiam ser tocadas em um almoço de família?
Mabel: Gosto de todas as músicas de Bethânia, mas principalmente as do CD que ela regravou Roberto Carlos. As de Caetano, quase tudo. Menos dessa fase mais moderninha. Prefiro as mais antigas.

Guia da Semana: Qual é o maior dom de dona Canô?
Mabel: Ela é um pouco parecida com o sal. Tem o dom de saber de viver. Ela dá muito gosto a tudo. O sal dá gosto à comida.

Atualizado em 7 Ago 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Ferrero lança sorvete de Kinder Bueno na Alemanha - e nós queremos para ontem!

Com outros dois sabores, novidade é uma parceria da marca com a Kibon alemã

Frappuccino inspirado em flamingo é novidade da Starbucks para o Carnaval; confira!

Frappuccino Sambalelê tem sabor de chiclete com morango e fica disponível entre 9 e 13 de fevereiro

10 restaurantes imperdíveis no Tatuapé

Confira um roteiro de estabelecimentos imperdíveis para uma refeição especial

Bullguer inaugura primeira unidade no Rio de Janeiro; saiba mais!

Rede paulistana desembarca no Botafogo Praia Shopping com com conceito fast casual e preços acessíveis

Benjamin A Padaria inaugura nova unidade na Rua Augusta; confira!

Loja conta com balcão voltado para a rua para pedidos sem entrar na loja

Paris 6 lança sobremesa em homenagem ao Neymar em seu novo cardápio

Novidade consiste em um petit gateau de Ovomaltine e sorvete de alfajor de doce de leite