Guia da Semana
Restaurantes
Por Redação Guia da Semana

Investindo o ticket

Modinha leva restaurantes a criarem PFs finos ou montarem bufês self-service no salão.

Picanha no almoço fechado do Café Donuts

Até pode ser que nem todo paulistano seja viciado em trabalho - como as outras regiões do país insistem em rotular - mas é certo que a maioria dos habitantes dessa cidade não consegue voltar para a casa durante o intervalo de almoço. Amontoadas em prédios, as empresas geralmente não possuem cozinha para que seus funcionários possam requentar a marmita da mãe ou do bar da esquina. Sendo assim, sobra para a grande massa operária ou executiva da metrópole apenas uma opção: gastar seu ticket refeição com um PF ou um quilo básico.

Pensando em quem já está cansado de comer macarrão frio, e não frito, ou nugget requentado de frango, alguns famosos restaurantes da cidade resolveram abrir suas cozinhas de pratos elaborados (leia-se demorados) para receitas mais rápidas e, ao mesmo tempo, tão requintadas quanto as demais. Estrela do meio-dia, o almoço executivo virou mania em São Paulo e tem feito com que o público gourmet gaste bem mais de um ticket em refeições e tanto.

Prato feito do D´Mucios
Emiliano, Clo, Shundi & Tomodachi, Speranza e Al Mirto são alguns dos que aderiram à modinha. "Éramos muito procurados no almoço, mas como os pratos aqui são tradicionalmente mais elaborados não chegavam em tempo hábil à mesa. Uma forma de atender mais rápido o público foi colocar o bufê", diz Celso Cassas, um dos proprietários da então apenas pizzaria Speranza. Desde a reforma recente, a unidade de Moema montou um bufê de saladas, antepastos e pescados para atender à fome da clientela do meio-dia.

Além de se servir das entradas, os clientes podem pedir uma massa, uma carne ou uma pizza individual para acompanhar. Para isso, também foram criadas receitas mais simples, que ficam prontas rapidamente e satisfazem o desejo e a pressa do público. "Assim, a pessoa pode escolher comer só as opções do bufê por um preço [R$ 19,80] ou o combinado de bufê e prato principal por outro [R$ 31,60]". Agradáveis também para o bolso, a maioria dos menus executivos da cidade, sejam no sistema self-service da Speranza como no à la carte, possui preço fechado.

Almoço italiano no Al Mirto
A alegria, no entanto, deve ser vista com reservas, já que a boquinha do valor único pode fazer muita gente exagerar na profundidade do prato. "O prato feito e o bufê podem ser ótimas opções para o almoço, mas desde que sejam equilibrados", alerta a nutricionista Vivian Zollar, da Qualyfood, que analisou o cardápio executivo do Emiliano e da Speranza (abaixo). Para ela, "quanto mais colorido o prato, maior é a variedade de nutrientes que ele proporciona". Por isso, nada de atacar o pão de lingüiça do bufê da Speranza, somar com uma pizza quatro queijos individual e terminar com uma deliciosa, mas calórica, pastiera di grano da casa de segunda a sexta. É melhor reservar certas orgias para o "de vez em quando".

? NA SPERANZA
Os clientes podem optar somente pelo bufê de antepastos, pescados e saladas ou por algum item do bufê mais uma massa, uma carne ou uma pizza individual do cardápio.
Valor do ticket: R$ 19,80 (só bufê) e R$ 31,60 (bufê + prato).

Bufê: saladas, pescados, frutos do mar, antepastos clássicos italianos, como pão de lingüiça.
Pratos para combinar: os mais pedidos são espaguete ao sugo com bife à parmegiana, cappelette aos quatro queijos com peito de frango e pizza marguerita individual.

SUGESTÃO DA NUTRICIONISTA: "Se optar pelo bufê, procure ter no prato sempre uma porção de verduras e uma de legumes (que são fontes de fibras e vitaminas com baixas calorias), uma de alimentos que são fonte de carboidrato (como cereais, pães ou batatas) e uma de fontes de proteína (pescados). Se quiser o combinado, procure incluir a saladinha e, se consumir os pães junto com a refeição, diminua a quantidade de massas para não exagerar".

PF do Emiliano
? NO EMILIANO
As pessoas podem escolher uma entrada e um prato principal.
Valor do ticket: R$ 48,00 (incluindo bebidas não-alcóolicas).

Entradas: carpaccio com rúcula, cogumelos e lascas de parmesão; polenta com gorgonzola e vinagrete de lentilhas; salada de frango com azeitonas e vinagre balsâmico; sopa de batata e alho poró.
Pratos principais: fetuccine fresco ao funghi misto; risoto primavera; escalope de peixe do dia com azeitonas e tomate cereja com talharim na manteiga; filé mignon com ervas e nhoque.

SUGESTÃO DA NUTRICIONISTA: Combinar salada de frango com azeitonas e o risoto primavera. "Nessa combinação, o frango compõe a fração de proteínas necessárias na refeição e o risoto, a de carboidratos. Os legumes do risoto complementam as fontes de fibras e vitaminas em menor quantidade. Mas fique atento: os risotos, em geral, tem grandes quantidades de calorias e devem ser consumidos com menor freqüência. Para deixar a refeição mais saudável, complemente com uma salada à base de folhas e prefira frutas como sobremesa".



OUTRAS OPÇÕES PARA GASTAR SEU TICKET-ALMOÇO

? Clo: o cardápio fechado de almoço da renomada chef Clo Dimet conta um simpático festival de sopas durante o inverno. Os clientes podem escolher uma entrada, um principal e uma sobremesa por um preço único apenas durante os almoços de segunda a sexta.
Valor do ticket: R$ 31,00

? Shundi & Tomodachi: serve de segunda a sexta, entre 12h e 14h30, um menu-degustação que pode ser composto por cinco pratos das 18 opções oferecidas, entre sushis, tempurá, carpaccio, saladas, ostras, entre outros. Qualquer escolha é acompanhada por gohan e missoshiro.
Valor do ticket: R$ 30,00.

? Al Mirto: de segunda a sexta, entre 12h e 15h, a esse restaurante italiano instalado no Itaim, um dos centros executivos da cidade, oferece um menu fechado com duas opções de entrada e de pratos principais e uma de sobremesa. As sugestões mudam toda semana.
Valor do ticket: R$ 29,00.

? D´Múcios: oferece um bufê incrementado de saladas, mais carnes diferenciadas e acompanhamentos por um preço único apenas durante o almoço, de segunda a sexta. Tudo assinado pela chef-consultora Ana Soares.
Valor do ticket: R$ 21,90.

? Café Donuts: no almoço, a casa prepara pratos rápidos e bem caseiros, todos acompanhados por arroz, feijão, salada e batata frita - bem ao estilo PF.
Valor do ticket: de R$ 9,90 a R$ 14,90.

? Drake´s Bar & Deck: nesse bar gourmet é possível provar combinações fechadas que mudam dependendo do dia da semana. O menu executivo pode ser degustado de segunda a sexta por um valor, mas também tem uma versão mais cara no fim de semana.
Valor do ticket: R$ 18,90 (durante a semana); R$ 24,90 (sábado e domingo).


* Preços sugeridos pelas casas e sujeitos a alteração. Ligue antes nos estabelecimentos para saber de eventuais mudanças.

Atualizado em 7 Ago 2012.

Mais notícias

11 lugares para comer fondue em São Paulo no inverno 2021

Restaurantes

Inverno 2021: onde tomar sopas em São Paulo

Restaurantes

Dia da pizza 2021: lugares para comemorar a data em São Paulo

Restaurantes

18 restaurantes em São Paulo com menu especial para o inverno 2021

Restaurantes

10 restaurantes em São Paulo com quitutes juninos

Restaurantes

Mr. Cheney lança cookie Paçoca Amor para celebrar as festas juninas; saiba tudo!

Restaurantes