Guia da Semana
Restaurantes
Por Redação Guia da Semana

Madame Elegância - parte II

Com mais de 80 anos e uma inteligência tinindo, Christine Yufon, um mito da consultoria de etiqueta, explica ao Guia da Semana como se portar à mesa.

A artista Yufon: obras expostas em seu ateliê-escola
Foto: Viviane Aguiar

7) Quais os trajes corretos para visitar um restaurante?
Em ocasiões normais, as pessoas podem ir simples, até de tênis. Tudo é possível, porém tem um certo limite. Em um evento mais formal no restaurante, por exemplo, não se usa tênis, é claro. E se a pessoa vai para um local mais descontraído também não pode carregar um brilhante. É preciso saber o limite entre o tênis e o brilhante. Mas o mais importante mesmo são as três qualidades: seja sempre decente, limpo e tenha noção.

8) E na hora de pedir uma bebida, qual é a maneira correta de segurar na taça?
Se for caneca de cerveja, deve-se segurar com a mão fechada no cabo. Se for um cálice, é permitido segurar até um pouco acima do pé - nunca se deve segurar no corpo do cálice.

Método 1, 2, 3
Para Yufon, levar o talher à boca segue os mesmos três passos que ela colocou como método de postura em geral. Apelidado de 1, 2, 3, ele é baseado nas etapas:

1 - pensar. Antes de agir, pense bem.
2 - Repare nos outros, veja como estão agindo, mas enfatize sua diferença perante os demais. É esse princípio que garante que você se comporte de maneira reservada em um velório, por exemplo.
3 - Aja, complete a ação.


9) E para chamar o garçom? Qual é o melhor jeito de chamá-lo?
Que fique claro: chamar não é gritar. Tem que esperar o garçom chegar mais perto para chamá-lo. Assim ele verá e ninguém precisa chamar sua atenção. Nunca grite seu nome ou qualquer outro jeito de chamá-lo quando ele estiver longe. E sempre quem estiver mais perto do garçom é que faz o pedido.

10) Quando alguém quer fazer uma reclamação à comida ou mesmo ao serviço como deve proceder?
Deve chamar o garçom e falar com ele, nunca pular sua função. Isso sempre é necessário: nunca reclame com o chefe da pessoa, sempre primeiro com quem está lhe atendendo. Sempre tem que ter respeito à hierarquia. Chamando o gerente, você acaba ofendendo alguém. Se ele não resolver, aí você pede para chamar o superior. Primeiro, fale com o garçom ou com o maître e sempre de uma maneira tolerante.

11) A gula é um pecado de postura?
Em um self-service, por exemplo, uma pessoa educada não pode encher prato, tem que ter controle. Nunca se deve pedir muita coisa. É preferível comer um pouco de comida, sem exagerar, e depois, se ainda tiver fome, terminar de comer em casa. Exagerar na comida em um restaurante é falta de respeito, é sinal de ostentação.

12) Qual é a pior gafe que um garçom pode cometer?
Ser grosseiro. Acho que todo profissional não escolhe quem vai atender, por isso é importante nunca perder a atitude correta com qualquer pessoa.

13) Qual o melhor restaurante que você já visitou?
Minha resposta é fantástica: comida de casa é o melhor restaurante. Comida feita pela mamãe é melhor ainda. Mas para mim qualquer restaurante chinês vai me trazer lembrança da infância, vai lembrar minha casa na China, e eu vou gostar - mas isso porque chinês é meio filosofo, sabe? Agora, eu não vou citar nomes de restaurantes aqui porque não quero arranjar inimigos.

14) O que fazer quando se comete uma gafe no restaurante? Você já cometeu alguma?
Já, sim, mil vezes, mas o que me segura é meu princípio de vida. Outro dia mesmo, eu fui jantar e estava muito frio. Nunca isso tinha acontecido na minha vida, mas fui cortar a carne e o garfo soltou da minha mão e caiu no chão. Todo mundo erra. Mas minha comadre, uma pessoa muito elegante e simpática, sentou-se ao meu lado e disse: "isso não é nada". Acho que sempre outra pessoa tem que te ajudar a sair da situação chata. Essa é a melhor maneira de sair de uma gafe.

15) Para terminar, uma curiosidade: qual é a sua receita preferida?
Comer já é um privilegio. Toda comida pra mim é um privilegio. Na china gosto do arroz, aqui no Brasil do feijão com o arroz. Nessa época do mundo, ter comida no prato já é um privilegio.

Regrinhas básicas
? COTOVELOS. A partir do momento em que o prato chegou à mesa, não coloque mais os cotovelos sobre ela.

? FACA: sempre que não a estiver usando, coloque na transversal sobre a borda do prato. IMPORTANTE: durante as pausas entre um bocado e outro, os talheres nunca devem encostar-se à mesa. Sempre devem ficar apoiados no prato.

? LADOS CORRETOS.? Facas sempre devem ficar apoiadas sempre no lado direito ou à frente da borda do prato, mesmo que a última ação com ela tenha sido feito no lado esquerdo. Garfos sempre devem ficar apoiados da maneira como acabaram de ser utilizados.

? CANHOTOS: seguem o mesmo princípio.

? CHAMPANHE: pode ser servido em três momentos - antes do jantar, como um drinque; durante a refeição, harmonizado; depois, como sobremesa.

? CAFÉS, LICORES, CANAPÉS devem ser servidos depois da refeição em um outro ambiente, não à mesa. A ressalva é para reuniões íntimas: nesses casos, deve-se tomar uma distância de 1 ou 2 metros da mesa para degustar os cafés, licores ou mesmo canapés-pós refeição.


Volte!

Mais:
Christine Yufon
Fone: (11) 3826-5472


Atualizado em 7 Ago 2012.

Mais notícias

11 lugares para comer fondue em São Paulo no inverno 2021

Restaurantes

Inverno 2021: onde tomar sopas em São Paulo

Restaurantes

Dia da pizza 2021: lugares para comemorar a data em São Paulo

Restaurantes

18 restaurantes em São Paulo com menu especial para o inverno 2021

Restaurantes

10 restaurantes em São Paulo com quitutes juninos

Restaurantes

Mr. Cheney lança cookie Paçoca Amor para celebrar as festas juninas; saiba tudo!

Restaurantes