Guia da Semana

Mais que temática

Degustadores sem Fronteiras viajam pelas vinícolas do Novo Mundo.

Foto: Arquivo Pessoal

Com a quantidade de informações que temos para absorver atualmente, ficou muito complicado encontrar tempo para estudar um assunto a fundo. Vinhos são um dos assuntos sobre o qual eu não consigo dedicar o tempo que eu gostaria, acumulando livros fechados em minha cabeceira. Mas existe uma maneira maravilhosa de resumir o conteúdo deles em alguns dias, com um "curso intensivo", de maneira lúdica e certamente a mais instrutiva: as viagens temáticas.
 
Durante o último Carnaval, fugi do samba para fazer uma imersão em vinícolas do Chile e da Argentina. Fui acompanha por um grupo formado pelos Degustadores Sem Fronteiras, do expert Aguinaldo Zackia Albert. A experiência foi fantástica. Como o programa foi organizado por um especialista, as vinícolas foram selecionadas por qualidade e importância.

Nessa viagem de oito dias, visitamos nove vinícolas e degustamos vinhos maravilhosos como o Almaviva e o Catena. Também conhecemos vinícolas onde a beleza da paisagem chega a suplantar a qualidade dos rótulos, como a chilena Haras De Pirque, ou a argentina Ruca Malen, cuja qualidade das bebidas não era impressionante, mas o panorama formava lindas imagens para se guardar.

A cada visita, recebíamos uma aula completa de produção de vinho. Apesar dos métodos e tecnologias parecerem iguais, em cada uma delas aprendíamos detalhes diferentes, que tornavam os vinhos daquela empresa especiais. Na chilena Casa Marin, da enóloga Maria Luz Marin, participamos de uma degustação com fantásticos vinhos produzidos no Vale de San Antonio, a nova região emergente do país, que captam o aroma marinho do Pacífico, além de uma certa salinidade nos brancos. Não há Pinot Noir igual. Este eu trouxe para casa.

Na Argentina, a degustação na Bodega Achaval Ferrer também foi muito instrutiva. Provamos vinhos da barrica e safras ainda não engarrafadas, aprendendo o padrão de evolução dos fantásticos vinhos dessa nova bodega, criada em Perdriel, Mendoza. Mas não poderia me esquecer da experiência inédita, na vinícola da Família Zucardi, colhendo uvas, com as bandejas penduradas no pescoço e tesouras especiais. Claro que, como prêmio pelo cansativo trabalho de 15 minutos de colheita de syrah, havia uma linda mesa armada com queijos, pães, azeitonas e vinhos (que imagino que não seja proporcionada para os funcionários durante o trabalho).


Visitei, também, a Bodega Vistalba, em Lujan de Cuyo, que produz cortes de cabernet sauvignon, merlot, malbec e bonarda absolutamente impactantes. A evolução dos vinhos argentinos me impressionou. Até pouco tempo atrás, podíamos sentir uma fruta madura demais, resultando num álcool muito "doce", que até dava uma sensação de enjoo na boca. Agora, os taninos estão mais redondos, o vinho mais bem acabado e, ao que parece, competindo forte com os chilenos.


A última viagem dessas foi exatamente há 10 anos. Depois disso, visitei diversas vinícolas pelo mundo. Mas não existe nada melhor do que desfrutar a delícia de viajar em grupo, com o conforto de ter os programas agendados, ônibus nos esperando, as melhores degustações nos aguardando em cada vinícola e a atenção dos proprietários para o grupo (muito mais fácil do que quando se viaja sozinho).


O próximo destino dos Degustadores sem Fronteiras será a Espanha e trará um grande programa de degustação. Além deles, existem outras empresas que montam estes grupos temáticos. Eu recomendo! Mas é bom sempre tomar cuidado para saber se há algum especialista organizando as visitas, para não cair em degustações de turistas não especializados, oferecidas hoje por todas as vinícolas. Cidades como Mendoza, na Argentina, são maravilhosas, oferecendo uma fantástica gastronomia. Afinal, a combinação entre vinhos especiais e uma bela refeição é incomparável.


Para informações de viagens: www.degustadoresemfronteiras.com.br

Quem é a colunista: Denise Cavalcante, jornalista.

O que faz: Trabalha com eventos de vinhos e gastronomia.

Pecado gastronômico: Abrir garrafas de vinho para tomar sozinha, mas não ter coragem de abrir os melhores só para mim!

Melhor lugar do Brasil: Minha casa, ao lado do meu filho.

Fale com ela: denise @denisecavalcante.com.br

Atualizado em 7 Ago 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Shopping Metrô Itaquera promove festival gastronômico com pratos a R$ 13,90

Festival Mundo dos Sabores vem com culinária diversificada e atrações culturais

Hamburgueria do Jabaquara faz promoção de X-Salada em dobro; confira!

Desconto no Osnir Hamburger vale às segundas e terças-feiras, a partir de março

Restaurante 100% orgânico é nova opção saudável na Vila Madalena; saiba mais!

Easy Organic Food Solutions conta com pratos e lanches para viagem

Com quitutes judaicos e blends exclusivos, Café for Fun inaugura no coração de Pinheiros

Inauguração acontece neste sábado (24)

Pipoca Doce, Choco Crisp e Cookie & Morango: KFC lança novos sabores de milk-shakes

Novidades já podem ser encontradas em todas as lojas da rede no Brasil por R$ 9,50

Outback volta com Festival de Ribs e seu hambúrguer de costela

Ribs Bloomin' Burger, Ribs Fries e Ribs Fire Bites entram para o menu de todos os restaurantes da rede no Brasil