Guia da Semana
Restaurantes
Por Redação Guia da Semana

Pétalas no prato

Tem vontade de experimentar flores comestíveis? Colunista explica onde e como na estação mais colorida do ano.

Fotos: Getty Images




Estamos finalmente na primavera! Claro que todos hão de concordar que as estações do ano mais parecem ter entrado num "super liquidificador" e se misturaram, não é mesmo? Afinal, em uma mesma semana - pelo menos aqui em São Paulo - conseguimos sentir todos os tipos de sensações térmicas.

Já que estamos na primavera, época de sensações, colheitas e plantações, que tal falarmos sobre flores comestíveis? E eu posso garantir que você, leitor, já comeu flores comestíveis! Quer ver?

Por exemplo, a couve-flor, o brócolis e a alcachofra (esta última é mais encontrada nesta época do ano, mas tem a versão enlatada vendida durante todo o ano) têm suas flores - ou pedúnculos florais comestíveis - e são atualmente considerados como "alimentos funcionais", pois além de vitaminas, minerais e nutrientes, fornecem outros tipos de substâncias que podem até mesmo prevenir alguns tipos de doenças.

Além dessas, que todos conhecem e já incluíram na alimentação como um legume ou hortaliça, existem diversas outras, como as rosas, o amor-perfeito, a capuchinha, o borago. Cada tipo de flor tem características gustativas completamente diferentes, apresentando sensações únicas, que aprimoram e harmonizam receitas e enchem nossos olhos com diferentes colorações e sabores exóticos.

As pétalas das rosas não têm gosto específico, mas são excelentes coadjuvantes decorativos. Pode-se utilizar também o óleo essencial dessa flor para aromatizar receitas. Já o amor-perfeito tem sabor pouco adocicado e é mais utilizado também para enaltecer as cores dos pratos. A capuchinha oferece paladar mais apimentado, enquanto que o borago lembra um pouco sabores marítimos (frutos do mar) e a calêndula remete ao pouco amargo.

Mas cuidado! As flores comestíveis devem ser compradas para essa finalidade em empórios ou mercados especializados (a não ser o brócolis, a couve-flor e a alcachofra que são largamente utilizados na alimentação humana), pois as que são vendidas em floriculturas não são tratadas para a alimentação e sim para decoração, portanto os pesticidas e produtos químicos acrescentados podem fazer muito mal à saúde. Além disso, não são todas as flores que podem ser ingeridas, por isso, antes de se aventurar descobrindo novos sabores, é melhor procurar um local especializado para a escolha, aquisição e orientação de como utilizar essas iguarias e suas formas de conservação.

Bom Apetite!

Quem é a colunista: Carla Milani. Apaixonada por alimentos e bebidas.

O que faz: Nutricionista e Barista

Pecado gastronômico: Massas, massas e mais massas!!!

Melhor lugar do Brasil: Todos!!! (mas em especial o Rio de Janeiro...)

Fale com ela: csmilani@ig.com.br


Atualizado em 7 Ago 2012.

Mais notícias

Restaurantes em São Paulo com menu especial para o Dia das Mães 2021

Restaurantes

30 lugares para pedir delivery de parmegiana em São Paulo

Restaurantes

Mizuki Poke aposta em seis opções de pokes diferenciados; saiba mais!

Restaurantes

Starbucks lança combinações exclusivas para o delivery com 15% de desconto; saiba mais!

Restaurantes

Restaurantes em São Paulo para pedir delivery na Páscoa 2021

Restaurantes

Restaurante America lança Ovo de Páscoa Farofino em parceria com Carole Crema; saiba mais!

Restaurantes