Guia da Semana

Você realmente já comeu uma trufa?

Para a grande maioria, quando se pergunta se já comeu uma deliciosa trufa, daquelas de dar água na boca, todos provavelmente irão dizer que sim. Mas, na verdade, você sabe de que trufa estou falando realmente? Eu arriscaria meu palpite e diria que não.

Foto: www.sxc.hu
A trufa é um fungo subterrâneo de cor escura e cheia de buracos, comestível pelo sabor e pelo aroma agradáveis. Quem já experimentou diz que o sabor é único. É uma iguaria rara, sazonal e de valor muito elevado. Os chefes de cozinha, quando chegada a época, despertam o lado caçador e movimentam uma verdadeira corrida pela tão almejada iguaria, podendo, assim, oferecer o produto aos seus clientes em pratos clássicos e a um valor bem salgado para a maioria dos bolsos.

Existem cerca de 70 espécies conhecidas, brancas ou negras. Só na Europa pode-se encontrar 30. Nascem em regiões úmidas, com colinas e perto de rios. Porém, nem todas são comestíveis nem tem as mesmas características de sabor e aroma. Regiões da Itália, França, Norte do continente Africano e na China são destinos obrigatórios para os gourmets.

Sua história data de muito tempo atrás. Em 3.500 a.C já se encontra escritos da palavra "tarvali", ou cogumelo subterrâneo. Viajando ainda mais pelo tempo passamos pela Roma antiga, meados do século XVI, na Mesopotâmia e Idade Média na Espanha e França.

Adquirir um kg não é uma tarefa fácil para os chefes. Necessita de bons conhecimentos e experiência. Elas brotam embaixo da terra e é preciso fazer o uso de cães treinados. Em uma das regiões onde é encontrada, a Itália, o governo limita a quantidade de caçadores e cobra taxa anual.

Para meros mortais como nós, poder provar de algo que, segundo a História, foi um prato digno dos reis, não é uma tarefa barata. Deve-se procurar bons restaurantes e estar disposto a gastar uma quantia considerável para um fungo ou apreciar um leve gosto e aroma da iguaria através de azeites trufados que podem ser encontrados nos empórios.


Quem é o colunista: Amante de uma boa refeição feita com dedicação.

O que faz: Turismólogo, consultor de negócios em serviços de alimentação e viciado em jogos online.

Pecado gastronômico: Colocar catchup no pedaço de pizza.

Melhor lugar do Brasil: Com certeza, Ilha do Mel, no litoral sul do Paraná.

Tire suas dúvidas com ele: arthuraugusto@uol.com.br.



Atualizado em 7 Ago 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Novidade: Restaurante Kyokuto, em Pinheiros, aposta em pratos típicos do Japão e Coreia

Rafael Dalla é quem assina o cardápio itinerante

4 restaurantes em São Paulo para comer bem e ainda ajudar refugiados

Conheça casas que oferecem comidas típicas dos lugares de onde seus proprietários vieram

Restaurante no Eataly lança novo cardápio com pizzas gourmet; confira!

Ovos mexidos, pera, quinoa e azeite trufado estão entre os ingredientes inusitados

Casquinha, sundae e milk-shake: Burger King lança linha de sobremesas com creme de avelã; confira!

Novidades já estão disponíveis em todas as lojas da rede por tempo indeterminado

Com pizzas de estilo napolitano e mais de 15 sabores de gelato, Forneria Pellegrini é nova opção gastronômica em SP

Casa no Baixo Pinheiros é opção para os amantes da culinária italiana

KFC lança sanduíche inédito no Brasil; confira!

Com hash brown na lista de ingredientes, o Dirty Louisiana já está disponível em todas as lojas da rede ;)