Guia da Semana
Restaurantes
Por Redação Guia da Semana

Você sabe quando conhece um...

É muito comum em degustações, encontrar uma pessoa que acha que sabe mais que todos os presentes.

Foto: Getty Images

Enochatos: se você ainda não conheceu nenhum, é só uma questão de tempo. Eu defino como o "enochato" aquele que quer lhe explicar aspectos técnicos sobre um vinho quando você não quer ouvir e nem perguntou. Mesmo para quem vive no meio de conhecedores de vinho aparece um destes o tempo todo: alguém acha que é dono de uma informação única que todos ao seu redor desconhecem e que só ele, o chato, sabe?

Recentemente estive em uma degustação e, entre os degustadores, estavam duas pessoas acompanhando o evento, sem beber. Mas lá estava ele, entre os degustadores: o enochato. Quando ele percebeu que tinha plateia nova, não resistiu. Soltou todo o seu palavrório teórico e técnico para descrever cada um dos 30 espumantes que provávamos, sempre olhando para os dois leigos, ou melhor, suas vítimas. Chegou a oferecer sua taça a uma das pessoas que estava quieta insistindo que ela cheirasse o líquido e percebesse o aroma de pêra naquela taça. Mesmo a vítima afirmando que não bebia, ele insistia para que ela provasse, como se fosse muito relevante para um não apreciador perceber pêra, banana ou abacaxi no vinho.

Bem, acredito que não devemos exibir conhecimento em área nenhuma e que a humildade é uma virtude que deve ser observada sempre. Mas como a cultura do vinho ainda é um mistério para muitos, deu espaço para surgir esse personagem, o "enochato", sempre pronto a lhe ensinar o que não te interessa e a mostrar que sabe mais que você. O estudo do vinho é de fato muito complexo envolvendo múltiplas disciplinas como química, física, geografia, clima, história, geologia, entre outras. Os estudiosos do assunto acumulam conhecimento sobre todos estes aspectos, necessários para entender o processo de produção do vinho, mas que na verdade não faz a menor diferença na hora de curtir o prazer da bebida.

Mas descobri recentemente uma maneira muito divertida de usar a cultura "quase inútil" que o vinho nos obriga a ter com o lançamento do Jogo Do Vinho, criado pelo expert carioca Célio Alzer. Célio montou um caderno com 999 perguntas muito bem desenvolvidas, com três opções de respostas em cada e um tabuleiro para as peças andarem como nos jogos normais, coroando como o mais sabido o que chegar primeiro à última casa.

As perguntas são ótimas, bem escritas, variadas, abrangentes, complexas e algumas surpreendentes, abordando temas de cultura geral que passeiam pelo mundo do vinho, mas dependem de conhecimento em outras áreas como filosofia, história, mitologia grega e poesia no meio de questões técnicas sobre esta ou aquela região ou casta de uva ou personagens importantes do mundo do vinho. Não são destinados apenas a conhecedores de vinho, mas a pessoas que gostam de estudar, saber e conhecer sobre a vida.

Com isso, descobri uma forma muito divertida de usar um conhecimento hermético que podia ser partilhado apenas com um grupo fechado de pessoas e que no fundo não faz muita diferença na hora de apreciar o vinho. Essa divertida criação, a meu ver, oferece mais uma oportunidade de reunir pessoas e se divertir em torno no vinho. E não é para isso que tantas confrarias são formadas? Diversão? Só que agora você pega aquele enochato do seu grupo!

Teste seu conhecimento:

1) Qual a champagne preferida de Marylin Monroe? a) Cristal b) La Grande Dame c) Dom Pérignon.
2) Qual o pensador Frances que afirmou: `O bebedor de água tem mau caráter'? a) Rousseau b) Pascal c) Sartre.
3) Com que vinho George Washington brindou a independência dos Estados Unidos? a): Porto b) jerez c) madeira.
4) Enquanto está na garrafa o vinho é meu escravo: fora da garrafa, sou escravo dele. A frase é deste grande acadêmico e humanista espanhol: a) Juan LuisVives; b) Miguel de Cervantes c) Calderón de La Barca.
5) O pintor Edouard Manet era um grande bebedor de? a) vodka b) absinto c) vinho tinto.

Respostas:1= c; 2= b; 3= c; 4 = c; 5=b;

Quem é a colunista: Denise Cavalcante, jornalista.

O que faz: Trabalha com eventos de vinhos e gastronomia.

Pecado gastronômico: Abrir garrafas de vinho para tomar sozinha, mas não ter coragem de abrir os melhores só para mim!

Melhor lugar do Brasil: Minha casa, ao lado do meu filho.

Fale com ela: [email protected]


Atualizado em 7 Ago 2012.

Mais notícias

Mizuki Poke aposta em seis opções de pokes diferenciados; saiba mais!

Restaurantes

Starbucks lança combinações exclusivas para o delivery com 15% de desconto; saiba mais!

Restaurantes

Restaurantes em São Paulo para pedir delivery na Páscoa 2021

Restaurantes

Restaurante America lança Ovo de Páscoa Farofino em parceria com Carole Crema; saiba mais!

Restaurantes

São Paulo ganha primeira casa dedicada ao avocado; saiba tudo!

Restaurantes

Restaurante Abbraccio aposta em Festival de Lula para os dias quentes do verão; saiba tudo!

Restaurantes