Guia da Semana
Arte
Por Juliana Varella

55 Anos da Nouvelle Vague no MIS

Museu da Imagem e do Som reúne filmes que reinventaram o cinema francês nos anos 60.

Hiroshima, Meu Amor, de Alain Resnais (Divulgação)

Este evento terminou

55 Anos da Nouvelle Vague no MIS

Data 03 Set 2013-08 Set 2013
De 3 a 8 de setembro de 2013

Preço(s) R$ 6 / R$ 3 (meia)

Horário(s) Conforme programação.

Avenida Europa, 158, 01449-000

Telefone (11) 2117-4777

O cinema francês não foi sempre “cult”. Antes dos anos 60, o foco eram adaptações de clássicos da literatura e ninguém ousava fazer filmes que mostrassem a realidade. Então, eles ousaram: um grupo de jornalistas resolveu fazer cinema “com as próprias mãos” e iniciou o movimento conhecido como Nouvelle Vague (nova onda), que, agora, completa 55 anos com mostra no MIS.

+ Veja outras mostras de cinema em cartaz em São Paulo
+ Confira as estreias da semana nos cinemas
+ Conheça 10 filmes para viajar sem sair de casa

Jean-Luc Godard, François Truffaut e Claude Chabrol, alguns dos principais expoentes do movimento, trabalhavam como críticos na revista Cahiers Du Cinema antes de se tornarem cineastas. Quando pegaram as câmeras, preferiram mostrar os diálogos verdadeiros e olhares ambíguos que povoavam o mundo real, deixando para trás a moralidade dos contos tradicionais e a linearidade das narrativas.

Entre os destaques da mostra estão Os Incompreendidos, de Truffaut, premiado no Festival de Cannes de 1959; acossado, primeiro longa-metragem de Godard, e Hiroshima, Meu Amor, de Alain Resnais.

No dia 5, haverá um debate com o jornalista Luiz Carlos Merten e a pesquisadora Laura Carvalho sobre o contexto histórico e cultural da Nouvelle Vague.

Conheça a programação completa:

Terça-feira, 3 de setembro

18h30 - Os incompreendidos ( François Truffaut, 1959, 14 anos)

20h30 - Trinta anos essa noite (Louis Malle, 1963, 14 anos)

 

Quarta-feira, 4 de setembro

18h30 - Minha noite com ela (Eric Rohmer, 1969, 14 anos)

20h30 - Paris nos pertence (Jacques Rivette, 1961, 14 anos)

 

Quinta-feira, 5 de setembro

18h30 - O homem e as imagens (Eric Rohmer, 1967, documentário, livre)

19h10 - Debate sobre a Nouvelle Vague: Luiz Carlos Merten (crítico de cinema e jornalista) e Laura Carvalho (pesquisadora e diretora de arte)

20h30 - O desprezo (Jean-Luc Godard, 1963, 16 anos)

 

Sexta-feira, 6 de setembro

18h30 - Uma mulher é uma mulher (Jean-Luc Godard, 1961, 14 anos)

20h30 - O demônio das onze horas (Jean-Luc Godard, 1965, 12 anos)

 

Sábado, 7 de setembro

14h - Nas garras do vício (Claude Chabrol, 1958, 14 anos)

15h45 - O ano passado em Marienbad (Alain Resnais, 1961, 14 anos)

17h30 - Acossado (Jean-Luc Godard, 1960, 14 anos)

19h15 - Beijos proibidos (François Truffaut, 1968, 14 anos)

21h - Hiroshima, meu amor (Alain Resnais, 1959, 14 anos)

 

Domingo, 8 de setembro

14h30 - Cléo das 5 às 7 (Agnes Varda, 1962, 12 anos)

16h15 - A colecionadora (Eric Rohmer, 1967, 14 anos)

18h - Alphaville (Jean-Luc Godard, 1965, 14 anos)

20h - Jules e Jim, uma mulher para dois (François Truffaut, 1962, 14 anos)

 


Por Juliana Varella

Mapa do local

Explore ao redor

Via Europa

Na Cidade

MuBE - Museu Brasileiro da Escultura

Arte

MuBE - Auditório Senador Pedro Piva

Arte

Feira de Antiguidades e Design MuBE

Na Cidade

Fundação Cultural Ema Gordon Klabin

Arte

Restaurante do MuBE

Restaurantes

Notícias recomendadas

Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro disponibiliza online seu acervo de pintura com mais de 400 itens

Arte

B3 cede obras de grandes nomes do movimento modernista ao MASP

Arte

Inhotim lança duas novas exposições virtuais no Google Arts & Culture

Arte

Google Arts&Culture disponibiliza obras do artista plástico e militante político Antonio Benetazzo; saiba mais!

Arte

Agora você pode visitar a exposição dos 20 anos de Harry Potter em uma plataforma online do Google; saiba mais!

Arte

Museu da Empatia chega a São Paulo com instalação interativa; saiba mais!

Arte