Guia da Semana
Na Cidade
Por Amanda Matos

2° Italian Film Fest

Evento conta com exibição de clássicos, contemporâneos, animações e documentários.

* imagem meramente ilustrativa (Foto: Shutterstock)

Este evento terminou

2° Italian Film Fest

Preço Grátis

Data 24 Set 2018-30 Set 2018

Horário(s) Confira a programação abaixo

Endereço
Rua Oscar Freire, 2.500, 05409-012

Entre os dias 24 e 30 de setembro, a Unibes Cultural recebe a segunda edição do Italian Film Fest, festival de cinema criado por três italianos radicados em São Paulo. Com exibição de clássicos, contemporâneos, animações e documentários, o evento apresenta títulos que prestigiam de alguma forma a cultura, a arte, a história e os costumes da Itália e, também, do Brasil.

Pelas manhãs, as sessões serão dedicadas às escolas e universidades de São Paulo. Depois, começam as exibições ao público. No período da noite, estão previstos dois debates: um sobre a condição feminina no cinema e o movimento #MeToo, com participação das cineastas Fernanda Pessoa e Tatiana Lohmann, no dia 27 de setembro, às 18h30, e outro sobre a relação entre cinema e televisão diante do crescimento dos serviços de streaming, na sexta-feira (28), às 17h.
 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:


24 a 30 de setembro – segunda a domingo

10h às 19h – Mostra de Monica Vitti…A atriz
Local: galeria
A atriz italiana Monica Vitti, um mito no mundo artístico do país, ganha homenagem em mostra. Monica Vitti, nome artístico de Maria Luisa Ceciarelli, (Roma, 3 de novembro de 1931), ficou conhecida principalmente pelas suas atuações nos filmes de Michelangelo Antonioni.


24 de setembro – Segunda-feira

11h – Documentário: Sonhos
O documentário aborda a vida e profissão de Antonio Tenuta e de suas principais invenções e produtos de mesa: La zuppa del casale, Quatro molhos fritos, Grelhados. A produção fala da coragem de um empresário visionário e ousado que fundou o GIAT na Calábria, em seguida, Gias S.p.A., um pequeno império de negócios da Calábria.


24 de setembro– Segunda-feira

20h – Filme: “A verdade está no Céu” (La Veritá Sta In Cielo)
No dia 22 de junho de 1983, Emanuela Orlandi, cidadã do Vaticano de apenas quinze anos, filha de um funcionário pontifício, desaparece no centro de Roma, dando vida a um dos maiores casos irresoluta que aconteceram até agora na Itália, conhecido até no exterior. Após dezenas de investigações, hipóteses obscuras, teoria da conspiração, desvios de todo tipo, sabe-se só uma coisa: Emanuela nunca voltou para casa.


25 de setembro – Terça-feira

11h – Documentário: “O Núcleo”
O documentário reconstrói a vida cotidiana nos três setores em que o Núcleo (ONG mais importante do estado de Minas Gerais, que oferece assistência gratuita a pessoas pobres que sofrem de paralisia cerebral) está dividido.

16h – A Gata Cinderela (Gatta Cenerentola)

Cinderela, a Gata é um filme de animação italiana de 2017, dirigido por Alessandro Rak, Ivan Cappiello, Marino Guarnieri e Dario Sansone, vagamente baseado na fábula de Giambattista Basile, nome e musical de Roberto De Simone La Gatta Cenerentola . O enredo é ambientado em um futuro decadente de Nápoles e aborda a história de uma misteriosa adolescente muda chamada Mia, que luta para escapar do chefe da Camorra Salvatore Lo Giusto e de sua madrasta viciosa Angélica.

18h – Animação: “Tito e os Pássaros”
Tito é um garoto tímido de 10 anos que mora com a mãe e seu pai está desaparecido. De repente, uma estranha epidemia começa a se espalhar, deixando as pessoas doentes sempre que se assustam. Tito então descobre que a cura está relacionada com a pesquisa sobre a canção dos pássaros que seu pai estava desenvolvendo antes de desaparecer. Ele embarca em uma jornada com seus amigos para salvar o mundo. A procura de Tito pelo antídoto se torna uma busca por seu pai desaparecido e por sua própria identidade.

20h – Filme: “Como um gato na marginal” (Un gatto in tangenziale)
Giovanni trabalha para um grupo independente na requalificação das periferias italianas. Sua ex-mulher, Luce, cultiva lavanda em Provença para fazer perfumes, e juntos criaram a filha Agnese nos preceitos da igualdade social, embora a vida privilegiada que desfrutam. Quando Giovanni descobre que a filha está saindo com Alessio, um rapaz do bairro romano Bastogi, lugar conhecido pela sua degradação, a segue até a casa onde ele mora com a mãe e as duas tias. Ambos os pais dos jovens não estão contentes com o namoro e têm um único objetivo: o relacionamento dos filhos deve acabar!
Direção: Riccardo Milani / Elenco: Paola Cortellesi (Monica) e Antonio Albanese (Giovanni)


26 de setembro– Quarta-feira

11h – Workshop: Relação entre os cinema italiano e o brasileiro.
Com representantes da Associazione Nazionale Industrie Cinematografiche Audiovisive Multimediali (Anica), do Ministério do Patrimônio Cultural da Itália (Mibac), da Agência Nacional do Cinema (Ancine), da SP Cine e do Centro Sperimentale di Cinematografia (SCS).

14h – Filme “Eu Sou Infinita Como o Espaço” (Infinita come lo spazio)
O longa conta a história de Jessica, uma adolescente que tem uma percepção particular da realidade, como se estivesse interceptando uma dimensão invisível para os outros. Para fugir dos problemas familiares, a personagem se imerge no mundo da fantasia. Porém, ela precisa decidir em qual mundo quer viver: o real ou o da imaginação. Duração: 112 min / Gênero: Ficção Cientifica

16h – Filme “Uma historia de amor e fúria”
O enredo conta a história de um homem que está vivo há 600 anos no Brasil. O protagonista passa por momentos marcantes da história do país, desde os conflitos indígenas na época da chegada dos europeus, passando pela Balaiada, no Maranhão, pela ditadura militar e a guerra.

18h – Filme “Amor e Máfia” (Ammore e malavita)
Don Vincenzo Strozzalone é um chefe da Camorra, apelidado de “o rei dos peixes”.
Depois de se salvar de um ataque, ele percebe que está cansado de liderar esta vida. Sob o conselho de Donna Maria, a esposa cinéfila finge estar morta como James Bond faz em um filme. Mas seu segredo, compartilhado com os fiéis Ciro e Rosário, tem pernas curtas. Fátima, uma jovem enfermeira de Scampia, está no lugar errado, na hora errada, e Don Vincenzo ordena que a elimine. Ciro e Rosario estão no hospital procurando pela garota que acidentalmente cruza Cyrus e o reconhece como seu primeiro grande amor. Ciro não pode, portanto, matá-la e foge com ela. Para protegê-la, ela a esconde na casa de seu tio, que vive em contrabando, mas Don Vincenzo e Donna Maria, convencidos de que Ciro é na verdade um cúmplice da gangue rival, então um traidor, fará qualquer coisa para eliminar ele e a garota.

20h – Filme Bendita Loucura (Benedetta follia)
O personagem Guglielmo (Verdone), um homem de virtude espelhada e fiéis cristãos imaculados, dono de uma loja de artigos religiosos e de alta moda para bispos e cardeais. Os valores sobre os quais o homem fundou sua existência de repente desmoronam quando sua esposa Lídia (Lucrezia Lante della Rovere ) o abandona depois de vinte e cinco anos de casamento, precisamente em seu aniversário. A vida, no entanto, ainda reserva alguma surpresa para o desafortunado Guglielmo, que em um dia como muitos em sua loja recebe a visita de uma candidata imprevisível: Luna ( Ilenia Pastorelli ), uma garota de bairro impetuoso e avassalador, disposta mas igualmente incapaz, e adequado para trabalhar em uma loja de mobiliário sagrado como um cubista em um convento.


27 de setembro– Quinta-feira

18h30 – Debate: A condição feminina no cinema e o movimento #MeToo, com as cineastas Fernanda Pessoa e Tatiana Lohmann

20h – Filme ‘Tudo que você quiser” (Tutto quello che vuoi)
Alessandro, um jovem de 22 anos com uma vida complicada, aceita um trabalho voluntário curioso: irá ser o cuidador de um senhor idoso de 85 anos, Giorgio, um antigo poeta hoje com a memória debilitada. Acompanhando o velho homem em suas caminhadas durante a tarde, os dois iniciam uma complexa jornada em busca de suas próprias emoções esquecidas.

28 de setembro – Sexta-feira
11h – Documentário “Uma Olhada na Terra” (Uno sguardo alla terra)

Uma data que os sardos não esquecem é a de 1962. Ano em que o Parlamento italiano aprovou o Plano de Renascimento para a região da Sardenha. Finalmente, essas medidas legislativas foram postas em prática que tentaram conter a emigração da Sardenha e sua crise econômica com intervenções na realidade agropastoril e investimentos na industrialização tardia. Mas a Sardenha realmente merecia essa ajuda? Ele estava realmente em estado de emergência? E se as respostas tivessem sido afirmativas, quanto financiamento teria sido para a ilha? Em resumo, qual foi o valor da salvação do povo da Sardenha em liras sujas, mas abençoadas?

17h – Debate: A relação entre cinema e televisão diante do crescimento dos serviços de streaming

18h30 – Filme: “Minha Filha” (Figlia mia)
A guarda de uma menina está sob disputa de duas mães, a de criação e a biológica, que almeja tê-la de volta. No centro do conflito, Vittoria (Sara Casu) se vê obrigada a lidar com questões existenciais muito acima do seu nível de maturidade prestes a fazer uma escolha que a afetará a sua vida para sempre

20h30 – Filme “A Ternura” (La Tenerezza)
De volta do hospital onde ele foi tratado depois de um ataque cardíaco, Lorenzo está subindo as escadas para seu apartamento no último andar em Nápoles, quando ele conhece Michela. A jovem encantadora, que acaba de se mudar para o apartamento de frente, esqueceu suas chaves e se viu bloqueada. Cínica e mal-humorada, a advogada aposentada que vive afastada do resto do mundo, normalmente deveria deixá-la em seu destino, mas ele se tranquiliza sob seu encanto espontâneo. Ele a ajuda, torna-se amigo não só dela, mas do marido, Fabio, e dos dois filhos. Pela primeira vez, o autodeclarado misantropia parece estar experimentando o sentimento há muito esquecido de empatia.


29 de setembro – Sábado

11h – Documentário “Vitti e corto Aria”

18h – Filme “A Gata Cinderela” (Gatta Cenerentola)
Cinderela, a Gata é um filme de animação italiana de 2017 dirigido por Alessandro Rak (que já dirigiu A Arte da Felicidade ), Ivan Cappiello, Marino Guarnieri e Dario Sansone, vagamente baseado nafábula de Giambattista Basile . nome e musical de Roberto De Simone La Gatta Cenerentola . O enredo é ambientado em um futuro decadente de Nápolese diz respeito a uma misteriosa adolescente muda chamada Mia, que luta para escapar do chefe da Camorra Salvatore Lo Giusto e sua madrasta viciosa Angélica.

20h – Filme “Historias que nosso cinema não contava”
Uma releitura histórica sobre o período da ditadura militar no Brasil retratada através de imagens e sons exclusivos das pornochanchadas, o gênero mais visto e produzido no país durante a década de 70. A violência do Estado, a luta armada e modernização brasileira são exemplos de situações históricas que podem ser visualizadas por meio dessas obras cinematográficas.

 


Por Amanda Matos

Mapa do local

Explore ao redor

Centro de Cultura Judaica

Arte

Cafeteria do Centro da Cultura Judaica

Restaurantes

Manja Coffee & Deli

Restaurantes

Be Seven

Bares (antigo)

La Reina

Restaurantes

Parque Zilda Natel

Viagens

Notícias recomendadas

19 lugares para fazer compras temáticas em São Paulo

Na Cidade

10 lugares em São Paulo para conhecer até o fim do ano

Na Cidade

5 cine debates interessantes para participar em São Paulo

Na Cidade

21 passeios imperdíveis em São Paulo nos dias 13, 14 e 15 de setembro de 2019

Na Cidade

8 passeios em São Paulo perfeitos para fazer antes do trabalho se você tem uma rotina flexível

Na Cidade

6 lugares em São Paulo para assistir a concertos de música clássica

Na Cidade