Guia da Semana
Teatro
Por Nathália Tourais

Jacqueline

Sesc Consolação apresenta peça de ficção original e inédita, com dramaturgia inspirada na trajetória artística da violoncelista britânica Jacqueline Du Pré, cujo talento genial foi abatido pela tragédia.

Laura Del Rey

Este evento terminou

Jacqueline

Preço R$12.00 a R$40.00

Data 02 Dez 2016-29 Jan 2017

Preço(s) R$40. R$ 20 (meia-entrada: estudante, servidor de escola pública, +60 anos, aposentado e pessoa com deficiência) e R$ 12 (credencial plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)

Horário(s) Sexta e Sábado às 21h | Domingo às 18h

Endereço
Rua Doutor Vila Nova, 245, 01222-020

Telefone (11) 3234-3000

Entre os dias 2 de dezembro e 29 de janeiro de 2017, o jovem diretor Rafael Gomes nos presenteia com mais um espetáculo.  Para quem não se lembra pelo nome, Rafael foi vencedor do Prêmio Shell 2016 por Um Bonde Chamado Desejo e também nos trouxe Música Para Cortar Os Pulsos, e Gota D'água e Seco, todas realizadas com maestria e ovacionadas pelo público. 

Dessa vez no SESC Consolação, a realização é de um musical chamado Jacqueline, inspirado na vida e no gênio artístico da violoncelista britânica Jacqueline Du Pré (1945 – 1987). A montagem foi escrita e encenada sobre o Concerto Para Violoncelo e Orquestra do compositor Edward Elgar, obra que ficou indissociavelmente atrelada à musicista. A música, portanto, embasa, pauta e emoldura a dramaturgia, configurando uma singular linguagem cênica.

Na trama, uma genial violoncelista e sua irmã vivem uma relação intensa e profunda, quase simbiótica. Até que a música, os amores e uma irreversível tragédia se colocam entre elas, fazendo explodir rivalidades, ambições, as asperezas dos laços familiares e o choque entre talento e sobrevivência, vocação e destino.

Mais do que uma onipresente trilha sonora, o que se tem é um texto teatral construído com o rigor de uma partitura. As cenas evoluem de acordo com os quatro movimentos-chave da obra, enquanto a arquitetura interna das cenas também dialoga com as inflexões da obra de Edward Elgar e suas alternâncias de andamento, sonoridade e intensidade.

Por se tratar de um espetáculo cuja dramaturgia está intimamente ligada à música erudita, mas que ao mesmo tempo possui uma forte história como motor principal, Jacqueline é teatro para quem busca essencialmente teatro, mas é também obra pulsante para amantes da música clássica.

“Essa peça encerra uma trilogia sobre mulheres massacradas. Não foi planejado, mas aconteceu: primeiro foi Blanche, no ‘Bonde’; depois Joana, em ‘Gota d’Água’. Personagens que, de uma forma ou de outra, agem em direção ao destino que encontram. Jacqueline, por outro lado, é aquela que sofre o desfecho mais cruel, porém totalmente alheio às suas ações e escolhas. Essa é uma peça que fala também sobre a força ao mesmo tempo provedora e destruidora da natureza”, revela o diretor.


Por Nathália Tourais

Mapa do local

Explore ao redor

Café, Teatro & Cia

Restaurantes

Azaléia Bar

Bares (antigo)

Doceira Holandesa - Vila Buarque

Na Cidade

Centro Universitário Maria Antônia

Arte

The Joy Lunch e Beer

Bares (antigo)

Holy Burger

Gastronomia

Notícias recomendadas

16 espetáculos de Stand Up Comedy para assistir em São Paulo em julho de 2019

Teatro

7 peças de teatro e musicais imperdíveis em São Paulo em julho de 2019

Teatro

Theatro Municipal de São Paulo tem peças de teatro a R$ 5; saiba mais!

Teatro

Mais de 20 espetáculos de Stand Up Comedy imperdíveis em São Paulo em junho de 2019

Teatro

11 peças de teatro e musicais imperdíveis em junho de 2019

Teatro

Peças de teatro e apresentações de circo na Virada Cultural 2019

Teatro