Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

A história do crime

Um passeio diferente conta a história carcerária de São Paulo, com os crimes, os criminosos mais famosos e onde eles ficaram presos.

Um passeio inusitado leva você para conhecer alguns cenários de crimes em São Paulo (Getty Images)

A história do crime

Preço(s) R$ 35.

Horário(s) 10h às 14h.

Rua Joaquim Távora, 128, Sul 04015-010

Telefone (11) 5549-9569

Penitenciárias e centros de detenção não são lugares, digamos, turísticos em uma cidade. Mas eles guardam histórias não óbvias para quem quer conhecer mais sobre onde mora e, principalmente, sobre o passado de um país. É o que pretende o Memória Carcerária Paulistana, um tour elaborado pela Graffit Turismo, que sai todos os sábados do Largo do Arouche, no centro.

"Não é visitar centro de detenção nem presídio. Mas, sim, trabalhar a questão histórica da prisão, que é pouco explorada", conta Carlos Silvério, proprietário da Graffit. E, de fato, o que se sabe desse assunto está restrito aos livros, quando se fala da história, ou das páginas policiais dos jornais, que tratam de crimes, seus autores e processos judiciais.

Durante o passeio, que dura quatro horas, os guias não falam somente sobre os locais de detenção, mas também contam a história de crimes e criminosos famosos: Gino Meneghetti, um bandido italiano que se mudou para São Paulo e continuou com seus delitos por aqui - e morreu aos 98 anos de idade -; e João Acácio Pereira da Costa, o famoso Bandido da Luz Vermelha, famoso por assaltar mansões de madrugada, carregando uma lanterna. Presos políticos, da época do regime militar, também são lembrados.

O tour passa por construções históricas como o Palácio da Justiça, no Centro, o Museu da Polícia Militar, no bairro da Luz, e o Parque da Juventude, onde antes funcionava o Complexo Penitenciário do Carandiru, que foi demolido em 2002 para dar lugar ao parque - mas que ainda hoje mantém um prédio em pé. Um dos pontos de destaque do passeio é o Memorial da Resistência, que fica na Pinacoteca do Estado. Era lá que os perseguidos pela ditadura militar ficavam presos. Um prato cheio para quem quer conhecer um pouco do passado penitenciário paulistano e quer ter certeza de que, afinal, o crime não compensa - mesmo.



Mapa do local

Explore ao redor

Pinacoteca Benedicto Calixto - Santos

Na Cidade

Espetinho da Vila

Restaurantes

Veloso Bar

Bares

Brasamora

Bares

Parque Estadual Marinho da Laje de Santos

Turismo

Museu da Pesca - Santos

Arte

Notícias recomendadas

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo