Guia da Semana
Teatro
Por Nathália Tourais

9 peças de drama imperdíveis para assistir em São Paulo

Confira opções em diferentes teatros da cidade.

A Alma Imoral, em cartaz no Teatro Eva Herz (Divulgação)

Entre tantas peças que estão em cartaz em São Paulo, o gênero "drama" tem ganhado destaque nos diversos teatros da cidade.

Com tantas opções, o Guia da Semana selecionou 9 delas, consideradas imperdíveis, que você não pode deixar de assistir. Confira:

DOZE HOMENS E UMA SENTENÇA

O calor escaldante do verão de Nova York faz o suor pingar do rosto dos 12 homens trancados a chave numa pequena e claustrofóbica "sala de júri". Depois de dias de julgamento, está em suas mãos decidir a sorte do réu. O mais importante: o veredicto precisa ser unânime. Se os 12 enclausurados jurados considerarem o réu culpado do assassinato do próprio pai, ele será executado, mas se um deles tiver uma dúvida razoável a respeito da culpabilidade, o garoto não poderá ser condenado. 

Indicada ao Prêmio Shell de Melhor Direção (Eduardo Tolentino) e Melhor Ator (Norival Rizzo), a peça - que ganhou o Prêmio APCA 2010 de Melhor Espetáculo Teatral do ano – segue em cartaz no teatro Tucarena. A adaptação - inédita para o teatro do clássico filme dos anos 50 - tem direção de Eduardo Tolentino de Araújo.

Onde: Teatro Tucarena
Temporada: de 1 de julho a 28 de agosto
Horário: Sextas às 21h30, Sábados às 21h e Domingo às 19h
Preço: R$60 (Desconto de 50% para Estudantes e Maiores de 60 anos.)

A ALMA IMORAL

Com humor fino e delicadeza, a atriz e dramaturga Clarice Niskier leva à cena sua adaptação teatral do livro “A Alma Imoral”, de Nilton Bonder. A obra nos faz refletir sobre o certo e o errado, a obediência e a desobediência, a tradição e a transgressão, a hipocrisia e a honestidade, além de aproximar temas como religião e biologia.
Clarice Niskier ganhou o Prêmio Shell-RJ 2007, na categoria Melhor Atriz, por sua atuação neste espetáculo. A peça recebeu também o Prêmio Caravana Funarte de Circulação Nacional de Teatros; e, em 2008, o Prêmio Qualidade Brasil São Paulo de Melhor Atriz – Drama.

Onde: Teatro Eva Herz
Temporada: até dia 31 de julho 
Horário: Sextas e Sábados às 21h. Domingos às 19h
Preço: Sextas R$50. Sábados e Domingos R$70(Desconto de 50% para Estudantes e Maiores de 60 anos.)

A HORA E VEZ

Famoso por viver o ex-presidente Lula no filme "Lula, o Filho do Brasil", o mineiro Rui Ricardo Diaz está nos palcos encenando o monólogo "A Hora e Vez". Sob direção de Antonio Januzelli, o espetáculo é inspirado no conto de Augusto Matraga, escrito por Guimarães Rosa. Para quem ainda não conhece a história, ela fala sobre a saga do sertanejo publicada em 1946, que vem à tona por meio de um personagem neutro que representa as angústias de um fazendeiro desalmado. Abandonado por todos, ele se arrepende dos pecados e busca a redenção. No palco, nu, Diaz modula a voz e a postura para se transformar em diferentes tipos em torno de Augusto, oferecendo ao espectador ferramentas para soltar a imaginação, os levando até o sertão.

Onde: Teatro Núcleo Experimental
Temporada: até dia 28 de agosto  
Horário: Sábados às 21h e domingos às 19h
Preço: R$40 (Desconto de 50% para Estudantes e Maiores de 60 anos.)

MACBETHacbeth

De autoria de William Shakespeare, a obra é considerada uma comédia dramática. Durante a guerra de Troia, Tróilo, um dos filhos do rei Príamo, está apaixonado por Créssida, filha do sacerdote Calcas, que passou para o lado dos gregos após profetizar a derrota de Troia, sendo, portanto, considerado traidor. Tróilo conta com a ajuda de Pândaro, tio de Créssida, para aproximar - se dela. Créssida também está interessada por Tróilo, mas finge indiferença como forma de se proteger. Em meio à guerra, disputas de poder e paixões essa história de amor e paixão se desenrola mostrando personagens e episódios conhecidos da guerra de Tróia.

Onde: Teatro Sérgio Cardoso
Temporada: até dia 27 de julho
Horário: Segundas, terças e quartas às 19h30
Preço: R$40 (Desconto de 50% para Estudantes e Maiores de 60 anos.)

ENQUANTO TODOS DORMEM

Cenografia e sonoplastia transformam o palco em uma base militar do ano de 1938, localizada no Peru. Em cena, Pedro Andrade (Thiago Cazado) e Luíz Gustavo Silva (Renan Mendes), soldados do exército, são convocados para um treinamento em local distante de onde moram. Longe de suas famílias e confinados em um ambiente hostil, eles compartilham suas angústias e a expectativa de um combate iminente. Em contraponto a tensão, surge a cumplicidade, o respeito e a admiração entre os dois jovens, afeição que os leva a viverem aventuras íntimas.

Onde: Teatro Augusta
Temporada: até dia 24 de julho
Horário: Sextas e Sábados, 21h30; Domingos 19h
Preço: R$50 (Desconto de 50% para Estudantes e Maiores de 60 anos.)

INFIÉIS

Felipe é um publicitário com sonho de ser poeta e que não vê espaço para exercer seu lado de esquerda em uma sociedade de consumo de um mundo neo liberal. Ao reencontrar-se com Andreia deixa vir à tona confusões e indecisões pois sente que pode recriar épocas revolucionárias, que o sexo e o amor são subversivos, que o matrimônio é uma instituição ditatorial e que merece uma nova oportunidade na vida. Convida Andreia, sem medir as consequências, a reviver uma paixão arrebatadora. Daniela, sua mulher, se adaptou à vida de casada e defende o matrimônio como um lugar onde se renuncia a alguns sonhos, mas se consegue outros. Carlos, é marido de Andreia, não conhece e nem conhecerá o amor verdadeiro. Se casou com Andreia atraído por seu jeito debochado, sua impulsividade e sensualidade. Quando se vê traído não vacilará em destruir Daniela. Ele sente que ela é sua parceira na penúria e que deve sofrer o quanto ele está sofrendo. Andreia, por sua vez, se destruirá nesta aventura, um sonho a mais em sua vida.

Onde: Teatro Jaraguá
Temporada: até dia 31 de julho
Horário: Sextas, às 21h30; Sábados, às 21h e domingos, às 19h
Preço: R$50 (Desconto de 50% para Estudantes e Maiores de 60 anos.)

CENAS DE UMA EXECUÇÃO

Em vinte cenas comoventes, o espetáculo narra a história de Galactia, famosa pintora da época que foi convidada pelo Doge de Veneza a pintar a vitória da Liga Cristã sobre os turcos no ano de 1571. A mais sangrenta batalha da história pelos mares. A escolha é controversa, pois a artista em questão é uma mulher e sua pintura não celebra Veneza, mas ofende e enfurece as autoridades venezianas, do Estado, da Igreja em particular, devido à sua representação sangrenta e realista. Veneza do século XVI se torna o cenário para uma tensão atemporal entre a ambição pessoal e a responsabilidade moral. Entre as demandas do patrono e a autonomia da artista.

Onde: Espaço da Cia. da Revista
Temporada: até dia 28 de setembro
Horário: Terças e quartas, às 21h
Preço: R$50 (Desconto de 50% para Estudantes e Maiores de 60 anos.)

VOCÊ NUNCA ME VÊ DE ONDE EU VEJO VOCÊ

Trata-se de uma performance teatral em um teatro mais conceitual, com características de palcos underground - aspecto que também combina com o conteúdo apresentado. A montagem, assinada por João Paulo Lorenzon e pelos atores da própria Companhia Espaço Mágico, busca elucidar o aspecto surreal das máscaras utilizadas por indivíduos e sociedade nas suas relações mais simples e cotidianas, situação que todo ser humano já viveu, vendo-se obrigado a flexibilizar as facetas de sua personalidade a fim de potencializar o encontro consigo mesmo ou com os outros. Assim, a produção nos apresenta diferentes abordagens das relações humanas a fim de proporcionar um encontro inconsciente do público com o tema em situações que dialogam com o dia-a-dia de uma pessoa comum. 

Onde: Teatro Livraria da Vila
Temporada: até dia 24 de setembro
Horário: Domingos, às 18h
Preço: R$60 (Desconto de 50% para Estudantes e Maiores de 60 anos.)

VERMELHO

Na peça, em seu ateliê em Nova Iorque, o consagrado artista Mark Rothko recebe, pela primeira vez, seu novo assistente, Ken, e a partir da pergunta “O que você vê?“ (apontando para uma das pinturas em que trabalhava) inicia-se um eletrizante embate entre os dois. Conceitos artísticos entre as gerações, diferentes bagagens culturais e o mesmo amor pela arte são alguns dos objetos em cena.

Vermelho se passa no final dos anos 50, quando o icônico pintor (líder do Expressionismo Abstrato) recebeu um convite para pintar grandes painéis de um luxuoso restaurante em Nova York e recebeu uma quantia quase inestimável para a época (o equivalente hoje a 10 milhões de dólares). Um encontro cheio de nuances entre mestre e aprendiz, com arte, reflexão e questionamento, é o plano de fundo em meio ao cenário repleto de detalhes, com preparo de tintas e quadros pintados durante a sessão.

Onde: Teatro Tuca
Temporada: de 12 de agosto a 4 de dezembro
Horário: sextas-feiras e sábados às 21h30 e domingos às 18h
Preço: sextas-feiras R$60, sábados R$80 e domingos R$70 (Desconto de 50% para Estudantes e Maiores de 60 anos.)


Por Nathália Tourais

Atualizado em 11 Jul 2016.

Mais notícias

12 espetáculos de Stand Up Comedy que estão em cartaz em São Paulo em março de 2019

Teatro

7 peças infantis imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Teatro

10 peças de teatro e musicais imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Teatro

6 motivos para assistir à peça “Dogville”, com Mel Lisboa e Fábio Assunção

Teatro

Peças de teatro e musicais para assistir em São Paulo no feriado de 25 de janeiro de 2019

Teatro

16 musicais imperdíveis para assistir em São Paulo em 2019

Teatro