Guia da Semana
Teatro
Por Redação Guia da Semana

A arte musical da ECM

Selo europeu reúne verdadeiras preciosidades do jazz.

Pat Metheny, uma das lendas da guitarra jazzística


Nesses tempos de vazio espiritual, não há melhor remédio do que cultivar um seleto repertório cultural, freqüentando os assim chamados "tesouros da civilização". Aqui, nosso plano de investigação serão os tesouros da boa música, tendo em vista, primeiramente, o jazz e a música instrumental.

Outro dia mesmo, apreciando o belíssimo Jazz Impressions of Japan, do quarteto de Dave Brubeck, tive um vislumbre especial: como é bela a imperfeição humana. E me dei conta disso ao ouvir o início da faixa seis, The City Is Crying, na qual o contrabaixo de Eugene Wright é tocado com um arco - algo raro entre os baixistas de jazz - e é acompanhando pelo ranger abrupto da bateria de Joe Morello e pelo piano revolto de Dave Brubeck num crescendo conjunto magnificamente imperfeito capaz de arrepiar as costas dos mais sisudos ouvintes. Nesse momento, não pude deixar de comparar essa percepção com as batidas repetitivas e maquinais dos bate-estacas que perambulam de carro em carro trânsito afora, milimetricamente executadas por um teclado programado para repetir e aceitar. Nada mais frio e insosso.

Nada contra aqueles que se deliciam com os mais extravagantes produtos da indústria cultural, que vão do axé ao estranhíssimo forró universitário, afinal, a variedade cultural é necessária. Mas o nosso foco de investigação não será esse, e sim uma música refinada que se associe mais a arte do que propriamente a discos compactos de varejo.

O pianista Keith Jarrett
Desse modo, eu não poderia entrar no assunto sem antes mencionar o selo europeu ECM Records. Em um breve histórico: a ECM é uma gravadora alemã fundada em 1969, que, desde então, se dedica a lançar discos de jazz e de música instrumental. A gravadora não se delimita necessariamente ao continente europeu, mas produz discos de artistas de diversos países, contribuindo para um saudável intercâmbio cultural. Nesses quase quarenta anos de existência, o selo já contou com nomes de destaque, como Ravi Shankar, Pat Metheny, Jan Garbarek, Keith Jarret, Chick Corea e tantos outros.

O interessante é que os discos produzidos pela ECM são obras de arte em todos os sentidos, não só musicalmente falando, mas em termos estéticos também. Por isso, é marca registrada do selo a concepção de projetos gráficos para os discos que são verdadeiras poesias visuais. Contudo, tamanho carinho e dedicação têm um preço: os discos são abusivamente caros. Mas nada que uma liquidação aqui ou acolá não resolva.


Quem é o colunista: Yuri Bucaretchi

O que faz: estudante de jornalismo e filosofia

Pecado gastronômico:aquela que não se mexer

Melhor lugar do Brasil: Fernando de Noronha

Fale com ele: [email protected]


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

22 espetáculos de Stand Up Comedy imperdíveis em São Paulo em setembro de 2019

Teatro

13 peças infantis imperdíveis em São Paulo em setembro de 2019

Teatro

12 peças de teatro e musicais imperdíveis em São Paulo em setembro de 2019

Teatro

9 peças infantis imperdíveis em São Paulo em agosto de 2019

Teatro

Mais de 20 espetáculos de Stand Up Comedy para assistir em São Paulo em agosto de 2019

Teatro

10 peças de teatro e musicais imperdíveis em agosto de 2019

Teatro