Guia da Semana
Teatro
Por Redação Guia da Semana

Guanajuato - onde o México é mais colorido e musical

Foto: João Carlos Pastore

Uma cidade colonial, com minas de ouro desativadas, incontáveis ladeiras, belíssimas igrejas e antigos casebres coloridos, habitados por uma animada população de jovens universitários. Uma antiga capital que teve sua importância para o país na época do império, e hoje tem no turismo uma atraente fonte de renda.

Qualquer semelhança com a histórica Ouro Preto é apenas coincidência, já que estou me referindo à bela e pequenina cidade de Guanajuato - no coração do México Colonial. A pouco mais de 350 km da capital federal e quase 4 horas de viagem, cultura e história se reúnem numa combinação perfeita para o turista que busca um típico cenário mexicano.

Em abril de 2008, após um congresso na capital do México, passei três dias nesta simpática cidade na companhia de dois colegas do trabalho. Foi o suficiente para que nos encantássemos com o acolhedor povo local e as charmosas e estreitas vielas. E a primeira peculiaridade deste lugar se deve justamente a estas ruelas, que de tão apertadas fizeram surgir as curiosas ruas subterrâneas. A cidade desenvolveu uma malha rodoviária que aproveita as antigas minas de ouro e passa por debaixo do centro. Na parte de cima, morros e casas coloridas - vermelhas, amarelas, verdes, azuis e tantas outras, abrigam estudantes de todo o México, atraídos pela Universidad de Guanajuato, o que confere ao local uma atmosfera boêmia e juvenil.

Durante o dia, um passeio imperdível é tomar o funicular e subir o morro central da cidade, de onde se pode observar a vista colorida das construções coloniais e igrejas. No alto do morro está também o monumento dedicado a El Pipila, um personagem histórico da independência do México. Descendo o morro a pé, você pode passar pelo Callejón del Beso, em que a viela tão estreita fez surgir a lenda de dois namorados que podiam se beijar estando nas sacadas de suas casas - uma de cada lado da rua. Ao fim do passeio, você encontrará o Mercado Hidalgo, com aromas e sabores típicos do México Central. Aproveite também para comprar recordações típicas do país, como a piñata ou souvenirs do Chaves.

À noite, a praça central da cidade, em frente ao Teatro Municipal, é tomada por turistas e locais que fazem o footing e paqueram em frente aos diversos bares e restaurantes, com a típica música cervantina ao fundo. Em pequenos grupos, turistas são guiados pelas ruelas e aprendem mais sobre as lendas da cidade ao som dos versos estudiantinos - as bandas tipicamente mexicanas formadas pelos estudantes da cidade.

Outras atrações que podem animar a viagem são a casa em que nasceu e cresceu o pintor Diego Rivera; o Museu das múmias - que exibe cadáveres seculares conservados pela secura do solo em que foram enterrados; o Museu da Tortura - que reúne engenhocas da época da Inquisição; minas de ouro desativadas (não muito diferentes daquelas de Ouro Preto) e lindas igrejas adornadas com muito ouro e imagens barrocas.

Minha recomendação de hospedagem é o simples, limpo e aconchegante Hotel Parador del Convento, com uma vista deslumbrante da cidade colorida.

Longas pausas para apreciar a culinária mexicana devem ser feitas nos inúmeros restaurantes da cidade - dos mais típicos aos mais sofisticados. Meu favorito é o Truco 7, em que tomávamos nossos cafés da manhã regados a tacos, burritos, molletes e tostados. À noite, não deixe de provar as bebidas típicas da região: ´micheladas´ (cerveja com suco de limão) e ´margaritas´ (coquetel de tequila, sal, limão e cointreau).

Guanajuato, um destino tradicional e ao mesmo tempo original. Uma típica cidadela colonial que mostra o que há de melhor no México: música, culinária, cultura e um povo alegre e acolhedor.

Quem é o colunista: João Carlos Pastore

O que faz: trabalha com internet e viaja nas horas vagas.

Pecado gastronômico: pão e chocolate

Melhor lugar do Brasil: Cambará do Sul

Fale com ele: [email protected]





Leia as colunas anteriores do João
? Uma explosão de alegria (sobre a Festa do Boi de Parintins)

? A Terra dos Cânions - pertinho e acessível! (sobre Cambará do Sul)

? Paraitinga: Cultura e Natureza - uma combinação perfeita próxima a São Paulo (sobre São Luiz do Paraitinga)

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

12 espetáculos de Stand Up Comedy que estão em cartaz em São Paulo em março de 2019

Teatro

7 peças infantis imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Teatro

10 peças de teatro e musicais imperdíveis em São Paulo em março de 2019

Teatro

6 motivos para assistir à peça “Dogville”, com Mel Lisboa e Fábio Assunção

Teatro

Peças de teatro e musicais para assistir em São Paulo no feriado de 25 de janeiro de 2019

Teatro

16 musicais imperdíveis para assistir em São Paulo em 2019

Teatro