Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

5 dicas de como aproveitar ao máximo a visita ao Inhotim

Saiba o que tem para fazer no museu de Inhotim, em Brumadinho.

O que tem para fazer em Inhotim?

Internacionalmente conhecido, Inhotim é hoje um dos maiores espaços para exibição de arte contemporânea no mundo. Esse museu está localizado em um parque bem extenso, com muitas áreas verdes e projetos paisagísticos surpreendentes. Mas o que tem para fazer em Inhotim?

Vá além do catálogo de obras de arte e confira nossas dicas para ter uma experiência única nesse lugar:

Alugue os carrinhos de transporte (jardineiras elétricas)

Inhotim funciona em uma área enorme, cheia de morros e ladeiras, como todo mineiro bem sabe. Por essa razão, o parque oferece a seus visitantes a opção de contratar os serviços das jardineiras elétricas, que funcionam em pontos estratégicos de percurso. Além de economizar horas de caminhada (que poderiam ser melhores aproveitadas observando as obras de arte), esse recurso melhora a disposição dos visitantes e garante um conforto adicional. É um serviço à parte, que custa R$ 20,00, mas que vale cada centavo!

Prepare-se para muita interação com as obras


Muitos turistas se perguntam sobre o que tem para fazer no Inhotim, mas é importante ter em mente que esse não é um museu convencional. Além de conter obras de arte contemporâneas dos mais diversos gêneros (artes visuais, esculturas, fotografias, instalações sonoras, entre vários outros), muitas das obras convidam o público à interação. Por exemplo, é possível se banhar em algumas piscinas do parque, deitar-se em redes de balanço, se movimentar por labirintos de espelho e caminhar sobre uma piscina de cacos de vidro.

Por essa razão, é muito importante que o visitante esteja aberto e disposto a esse tipo de interação, além de se preparar para isso. Vista roupas leves e sapatos confortáveis, que vão tornar sua visita muito mais agradável.

Não restrinja sua visita a apenas um dia

Ao programar sua visita a Inhotim, de duas uma: separe mais de um dia para conhecer o parque; ou contente-se com o fato de que não será possível visitar (e aproveitar) todas as obras em apenas um dia. São muitos e muitos metros quadrados, vários pavilhões e diferentes tipos de instalação. Aquelas pessoas que pretendem conhecer tudo em um único dia acabam deixando de aproveitar o parque, por isso uma visita ideal dura pelo menos dois dias.

Inhotim também é gastronomia

Inhotim conta com várias lanchonetes e cafés espalhados pelo parque, mas são os restaurantes as verdadeiras atrações gastronômicas. Prepara-se para ter uma ótima experiência no Bar do Ganso, um charmoso bistrô na área mais central do parque. Há também um ótimo restaurante de buffet, próximo ao lago. A arquitetura do local e um cardápio bastante variado são outras vantagens desse estabelecimento.

Evite as filas de final de semana


Aos finais de semana, o parque fica bastante cheio, o que dificulta a visita e torna os passeios mais demorados. Algumas instalações têm limitação de visitantes por vez, então pode ser que você encontre filas. Se possível, procure visitar Inhotim durante a semana. O parque está aberto de terça a domingo, a partir das 9h30.

Agora que você já sabe o que tem para fazer no Inhotim e tem em mãos as dicas mais valiosas para tornar sua visita a mais proveitosa possível, basta programar a viagem! Ainda tem dúvidas sobre esse museu? Deixe aqui nos comentários!



Atualizado em 2 Jul 2015.

Mais notícias

10 lugares imperdíveis para conhecer em Frankfurt, na Alemanha

Viagens

10 praias secretas no Caribe que vão te surpreender

Viagens

8 praias paradisíacas em Balneário Camboriú, Santa Catarina

Viagens

9 passeios imperdíveis em Vancouver, no Canadá

Viagens

12 destinos brasileiros que talvez você não conheça para visitar em 2020

Viagens

11 comidas típicas da Alemanha que você precisa experimentar em sua viagem

Viagens