Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

A mala da minha namorada

Elas se previnem: levam roupas para cada tipo de clima. E, claro, cada um dos itens de uma cor diferente.

Foto: Getty Images


Viajar é incrível, viajar é uma beleza, mas eu não entendo a quantidade de coisas que a minha namorada leva para a viagem. São muitas! Se minha namorada carrega uma bolsa no dia a dia e coloca um monte de coisas lá dentro - como eu já escrevi na coluna A Bolsa da Minha Namorada -, imagina numa viagem. É como se ela estivesse indo acampar pro resto da vida.

A gente vai pra praia num final de semana e ela leva coisas desnecessárias. Acho que é por isso que as mulheres colocam as coisas no diminutivo, pra parecer menor: blusinhas, sapatinhos, chinelinhos... só calcinha tá certo! Quem usa calça jeans na praia?

- Vai que tem uma balada e...

Dificilmente se desce até o litoral e rola uma balada de última hora. Aliás, o "vai que" anda de braços dados com a "Lei de Murphy". Sempre que você pensa "vai que", nunca vai. Quando eu era criança, minha mãe falava:

- Leva o guarda-chuva. Vai que...

NUNCA chovia. E quando eu não levava? Chovia! Só que meu pai ia buscar de carro, então... De carro não, de Fusca.

Enfim, ela sempre usa menos da metade da mala! E quem carrega isso??? Ooooooooooopa, eu aqui! Se eu reclamo, eu sou chato. Então eu engulo e fico quieto. A partir daí começa a sequência de diálogo que não vai levar a lugar nenhum:


- Que foi?

- Nada.

- Fala.


- Esquece.

- Como esquece?

Aí eu mudo de assunto, só que, na verdade, eu não mudo:

- Uma pergunta, só por curiosidade. Pra que tantos biquínis?

- Pra ir com um diferente a cada dia.

Pra quê? Por que essa obsessão em mudar o figurino num lugar onde 50% do tempo ela vai passar debaixo d água? Pra virar comentário das algas?

- Olha a cor daquele biquíni! Ainda chego num verde assim!

E, não satisfeita em trocar de conjunto de biquíni a cada dia que se passa na praia, ela usa partes de cima e partes debaixo diferentes, fazendo com que a equação de possibilidades de variações de cores e modelos aumente de forma exponencial.

Mas o pior é que, sempre que a gente viaja, ela compra um biquíni novo. Isso me faz pensar que o número de biquínis que ela tem hoje é maior do que os dias que restam de vida pra ela. E olha que ela tem vinte e quatro anos!

Ela gosta dos biquínis tomara-que-caia "porque não deixam marca do sol". Aí vem a reflexão: num lugar onde existem ondas que agitam tudo que está dentro d água, será mesmo o melhor tipo de biquíni pra ela colocar? Eu sempre fico mais preocupado do que ela se aquele biquíni vai fazer jus ao nome ou não.

- Amor, tá caindo.

Aí eu já começo a ficar tenso. Só que ela olha com aquela carinha de "dá um nó pra mim?". E eu olho com aquela cara de "coloca o dedo no meio do laço pra facilitar?". Aí a gente se beija e sempre volta tudo ao normal!

Leia as colunas anteriores de Oscar Filho

Dietas bizarras

Próximos do fim

Perdendo um seguidor

Quem é o colunista: Um ser humano com uma personalidade muito parecida com a do Pica-Pau.

O que faz: Sou ator, humorista, repórter e um representante Jequiti.

Pecado gastronômico:
Gosto de sorvete, sorvete também me atrai, às vezes sorvete e, pra variar, um milk-shake.

Melhor lugar do mundo: Sorveteria.

O que está ouvindo no carro, iPod, mp3: Pearl Jam, música clássica e Cavaleiros do Forró.

Fale com ele: Acesse seu blog ou siga seu Twitter.


 



 



Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo